[Resenha] Do seu lado, de Fernanda Saads * Passionei por aí...

Oi pessoal!
Fui convidada pela minha amiga Irene a fazer uma participação no blog Saleta de Leitura, resenhando o livro "Do seu lado", da autora Fernanda Saads, publicado pela Editora Novo Conceito. É claro que eu aceitei! Espero que gostem da resenha, ela será postada simultaneamente no Passional e na Saleta. Comentem aqui e visitem também a Saleta de Leitura, deixando seus comentários passionais por lá, ok?
Gente: Passionei por aí... 

Do seu lado


O grande amor de sua vida pode estar mais perto do que você imagina
Sinopse
Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem. Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu. 
Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para o seu antigo amor, que parece mais irresistível do que nunca! Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor.
Do seu lado * Fernanda Saads 
Editora Novo Conceito / Jovem
2012 * 320 páginas

Sarah é uma mulher apática, que nunca se conformou com o final de seu  relacionamento com Bruno - o namorado da época da faculdade - há 4 anos atrás. Acomodada, não se dedica ao trabalho como arquiteta, não investe em sua carreira, não dá atenção à sua família. Além disso, falta frequentemente às sessões de terapia, e depois envia várias mensagens de texto para a sua terapeuta, como se fosse possível fazer terapia via SMS!

Sarah não se abre para os relacionamentos, e inconscientemente, julga as pessoas com quem convive como tolas ou fúteis. Mas a partir do momento em que seu melhor - e aparentemente único - amigo Igor começa a namorar uma conhecida deles, e deixa de tratar Sarah como prioridade, a redoma de vidro em que ela vive começa a rachar, e aos poucos ela vai olhando em volta, percebendo que sua alienação e seu distanciamento emocional estão impedindo-na de perceber as boas qualidades das pessoas e aproveitar o que há de melhor em cada tipo de relacionamento. 
"De repente, sinto-me terrível. Por que eu espero que ele esteja sempre disponível? Por que estou com ódio dessa nova amizade? Por que detestei que ele tirou férias, se isso era uma coisa que eu mesma vivia dizendo para ele fazer?"
Durante a leitura, senti falta de uma maior contextualização da história. O fato da autora não nomear/situar a metrópole em que Sarah vive me incomodou, bem como a ausência da idade e histórico dos personagens. Conforme vamos lendo o texto, entendemos que ela mora numa cidade grande litorânea - devido aos prédios, trânsito, e a existência de uma marina - e que ela deve estar numa faixa etária entre 24 e 30 anos, mas não dá para ter certeza. Talvez a autora tenha omitido esses elementos de propósito, para que cada leitor identifique-se com a cidade em que vive ou com a capital mais próxima... Algumas cenas poderiam ter ser sido mais exploradas, pois às vezes são interrompidas no ápice do conflito ou ação.

A narrativa em 1ª pessoa é inicialmente rasa. Acredito que isso é um reflexo da própria personalidade de Sarah: ela é medíocre, mas quando sai da zona de conforto, reflete sobre a sua vida e começa a tomar providências para mudá-la, crescendo como pessoa, alterando o seu conceito do que é amar e ser amada, e assim como a narrativa, evoluindo e tornando-se mais rica no decorrer do livro.
"É uma questão de timing. Cheguei atrasada à estação e perdi o trem.Agora preciso mudar meu roteiro para chegar ao mesmo destino: a felicidade."
Apesar dos pontos abordados, a narrativa é fluida e envolvente, li o livro em dois dias. A história é leve e em certos momentos divertida, principalmente quando entra em cena a avó de Sarah, os seus conselhos são ótimos. A amizade que Sarah desenvolve com Fátima - uma de suas clientes - mostra como é essencial ter amigos, mesmo que eles sejam muito diferentes de nós. E o Igor é um fofo, ao contrário do idiota do Bruno. O final foi bonito, com uma mensagem bastante positiva.
" - Esse seu amigo é bonitão. Porque você não se casa com ele?
 - Vovó! Pelo amor de Deus! - digo e sinto meu rosto queimar. - Ele é meu amigo!
- Mas, querida, você pensa em se casar com um inimigo?"
Uma leitura leve e descontraída, principalmente para quem curte o gênero Chick lit.

A Saleta de leitura espera em breve estará postando uma entrevista com a autora  Fernanda Saads,  onde vamos  conhecer um pouco sobre a sua história.
Fernanda Saads
Fernanda Saads

Aguardem que será tema de uma próxima postagem.
Saleta de Leitura

Foi um prazer fazer essa participação na Saleta de Leitura.
Obrigada Irene, espero que tenham gostado. 
Comentem queridos!
Beijos... 
Elis Culceag

23 comentários

  1. Oii!

    Gostei da resenha..
    UAUi, pareceu frio! ;/

    Selene BlanchardBacio,Moda & eu

    ResponderExcluir
  2. Oi Sthéfanie! Ou seria Selene?!
    Apesar da boa narrativa e da história nos entreter, as cenas de amor que eu esperava não rolaram, então o livro ficou um pouco frio sim. Obrigada pela participação :) 
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  3. Oi Elis!
    Acho essa capa linda, mas de certa forma, nunca me interessei pela história!
    Vamos ver no futuro...
    Um beijo,

    Vinícius - Livros e
    Rabiscos

    ResponderExcluir
  4. Oi Vini!
    Também acho a capa linda, embora a modelo seja morena, e a personagem Sarah loira.  
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  5. Um dia a Cada Livro25 de agosto de 2012 10:51

    Olá!
    Tenho bastante vontade de ler esse livro, a Táta leu ele essa semana, mas ainda não estou sabendo o que ela achou dele. Tem alguma coisa nesse livro que me chamou a atenção e eu quero lê-lo!
    Parabéns pela resenha
    Beijos!

    Andressa
    umdiaacadalivro.blogspot.com
    @umdiaacadalivro:twitter 

    ResponderExcluir
  6. Oi Andressa!
    Depois vou conferir o que vocês acharam do livro. 
    Vão fazer resenha dupla? É muito legal!
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  7. Oi Elis!
    Estava esperando sua resenham já que você tinha falado do livro na Bienal.

    Eu gostei da vovó, e já dei risada com este conselho dela.

    O que tive impressão,  é que os personagens secundários seguram a história, já que a protagonista parece ser bem irritante.

    Adorei a resenha!

    Bjos!!

    Cida

    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi Cida!
    Até que a Sarah é simpática, ela só é meio sem noção mesmo, depois vai melhorando rsrsrs... mas gostei sim dos personagens secundários, principalmente do Igor, da vovó e da Fátima. 
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  9. Renata (do blog Escuta Essa)27 de agosto de 2012 14:37

    Oi ELis,

    Eu curto chick lit e depois vou ler esse livro para ver se gosto ;)
    Sua resenha está ótima
    Beijinhos
    Renata
    http://escutaessa.blogspot.com/
    @blogescutaessa:twitter 

    ResponderExcluir
  10. Obrigada Renata!
    Se fizer a resenha, me avisa para eu conferir o que você achou ;)
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  11. Ah, eu adoro chick-lits! *-*
    Parece bem clichê em alguns momentos - mas acho isso normal e não vejo problema se o livro for bem escrito. Gostei de saber que a personagem amadurece e se torna mais legal no decorrer do livro. =)
    Você me deixou ainda mais curiosa para lê-lo.

    Adorei sua resenha e a última quote (ri muito)!
    E parabéns por ter sido convidada, amiga.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Obrigada, Rafa *-*
    A vozinha da Sarah era mesmo uma figura!
    Beijos... Elis Culceag. 

    ResponderExcluir
  13. Adoro livros que tem uma avó bem carismática :]
    Eu gostei do livro mais pela capa que passa a sensação de solidão que muitas vezes enfrentamos nas cidades grandes, vemos aquela imensidão de prédios e tantas pessoas e ainda assim nos sentimos sozinhas...^^
    Parece um pouco clichê, mas vale a pena pelo jeito. 
    :)

    ResponderExcluir
  14. Oi Fran!
    Eu achei a capa lindíssima, e tive a mesma sensação que você ao vê-la pela primeira vez, embora esse sentimento não tenha sido explorado durante a trama. Mas é um Chick lit gostosinho para uma tarde de inverno sim.
    Beijos... Elis.

    ResponderExcluir
  15. Apesar de não ser exatamente uma fã de chick lit, de vez em quando gosto de ler esse tipo de livro mais leve e descompromissado, mas que pode gerar bons momentos de leitura. E esses peronagens secundário carismáticos, avós, melhores amigos, etc. são demais.

    ResponderExcluir
  16. Oi Cris!
    Gostei muito da avó da Sarah, apesar dela não ter aparecido muito, era sábia e divertida em seus momentos... e a amizade de Sarah com Fátima, que a princípio não parecia dar em nada se tornou fundamental para ela. Também não é o meu tipo usual de leitura, mas confesso que o final me conquistou. 

    Obrigada pela visita, adoro seus comentários ;)
    Beijos... Elis.

    ResponderExcluir
  17. É bom ler um livro mais light de vez em quando, não dispenso nenhum estilo. Ao iniciar a leitura da resenha fui criando uma antipatia pela personagem e um certo receio do livro por não esplicitar um tempo e espaço e pela história parecer meio óbvia, mas creio q esteja fazendo um julgamento antecipado, deve ser uma leitura agradável.

    ResponderExcluir
  18. Oi Katiene!
    A Sarah é sem noção mas não é antipática. Se você está procurando um livro light sem pretensões, pode ser uma boa pedida pois a narração é gostosa, mas se você quer uma leitura mais envolvente e profunda talvez não seja a melhor escolha. 
    Beijinhos... Elis.

    ResponderExcluir
  19. Eu Amei este livro! Ultimamente tenho amado muitos! shuahsu Mas adoro esses romances "água com açúcar". Tive muita vontade de esganar Sarah por ser tão demente e não enxergar o que estava tão perto. Mas ao mesmo tempo me coloco em seu lugar. Será que eu notaria? Me conhecendo, eu acho super difícil. =P
    Tbm notei a ausência do 'fundo de cena'. A autora não deixa nada claro. Mas acho que isso nos foca mais nos personagens. Muitos detalhes sobre o ambiente não caem bem pra mim.
    Enfim, adorei tudo!

    Beijos sua linda! 
    Danni
    Garotas e Livros

    ResponderExcluir
  20. Oi Danni!
    Então olha bem dos lados amiga, vai saber??
    Beijos querida... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  21. Eu ganhei esse livro e já li, gostei muito mesmo dele, ele superou minhas expectativas.
    Já estou até indicando ele para amigas!!

    ResponderExcluir
  22. Li o livro com muita espctativa e acabei me deepcionando um pouco com o final ( com o epilogo para ser mais exata) a protagonista é meio sonsa , o que me deixoi irritada com a leitura. Mas gosto é gosto. Gostei do modo como a autora escreve , mas não muito do enrredo da historia. Muito previsivel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana!
      Eu gostei da narrativa, o jeito como ela escreve flui bem, mas achei os personagens rasos, as situações não se aprofundavam muito. Poderia ter sido bem melhor.
      Beijos!!!

      Excluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!