[Resenha] Um Mundo Brilhante, de T.Greenwood

Um Mundo Brilhante * T. Greenwood

Um Mundo Brilhante * T. Greenwood
Novo Conceito * 2012 * 336 páginas

Sinopse

Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. 

Resenha da Rosem

Não podemos negar que um dos grandes trunfos do livro é sua capa, que com seu belíssimo efeito nos cativa, em primeiro lugar, como objeto de desejo. O subtítulo “O que fazer quando o mundo em que você vive Não é o lugar a que você pertence?” desde o inicio já nos impõe um dilema, ops... Então observamos melhor a capa, abaixo do brilhante glitter, a imagem opaca e indefinida, nos sugere uma travessia, e também uma questão: Caminhamos para onde? Para que? O título, sugere inúmeras possibilidades, entre elas a esperança de um mundo brilhante, que é o que todos normalmente buscamos, não é? Vamos para a sinopse: um assassinato, um relacionamento em declínio, possível triangulo amoroso, infância problemática, escolhas a serem feitas.

Nossa! Parece enfadonho hein? Não, não e não!
Quando  começamos ler, descobrimos que a historia é tudo,
menos o que sugere. 

Contemplado com inúmeras resenhas, muito foi dito sobre ele, no entanto, não é a historia em si, são as entrelinhas que nos inquietam: E se fosse você? Pode sentir? Percebe? E você, ama? É o seu verdadeiro amor que esta ao seu lado neste momento? Não? E quem é esse(a) outro(a)?  E o seu mundo? Você faz o que gostaria de fazer? Está no lugar e com as pessoas que gostaria de estar? Quem você realmente é? 

Seremos conduzidos a uma jornada de 66 capítulos curtos, dinâmicos e objetivos, divididos em cinco mundos coloridos de acordo com os estados de alma de Ben Bailey, que eu particularmente nomeei assim:

Mundo vermelho: Perda da inocência/memória/Paixão;
Mundo azul : Bloqueio/fatalidade/passividade;
Mundo amarelo: Raiva/medo;
Mundo preto e branco: Dualidade/segredo;
Mundo brilhante: fantasia/realidade

As personagens e fatos são absurdamente humanos, é como se estivéssemos ouvindo a fofoca sobre aquele amigo(a), que de leve, está dando uma puladinha de cerca e blá blá... Mas não enganem-se, o romance tem um lado oculto com pretensões mais complexas que contar sobre o desfecho de um  triangulo amoroso ou desvendar o assassinato de um jovem nativo.

Muito discretamente, a autora, desde o início nos conduz a atenção às pistas que nos guiarão para a verdadeira história que ela quer contar, e não é sobre quem matou Ricky.
“Alguém havia feito aquilo com ele, e quando  Ben tentou escutar seu coração, tudo que conseguiu ouvir foram seus próprios batimentos.” 
Na trama, conflitos existenciais arrastam-se pela covardia, pela manipulação, pela insegurança e falta de consciência das personagens, é a vida nua e crua, como ela é. 
“ Ele sabia que Sara nunca entenderia, que ela seria incapaz de compreender a nova sensação e o novo propósito que pareciam inchar dentro do seu peito como uma tempestade.”
“E percebeu que vinha fazendo aquilo com muita frequência ultimamente, mentindo sobre onde estava e o que estava fazendo, mesmo que não tivesse nada a esconder... Desde o noivado, percebia que a vida real e a vida que ele dizia levar eram duas coisas inteiramente diferentes.”
“... – É mais fácil falar do que fazer – disse Ben com uma careta. Ele não era um canalha, não queria ser um canalha, mas ali estava ele." 
“Ela recomeçava novamente, arruinando tudo, mantendo-o refém, juntamente com seus sonhos. E, assim ele fez o que sempre tinha de fazer com Sara: mudar de assunto.”
No entanto, mesmo o relacionamento desgastado e manipulado por ardis femininos, também é pano de fundo; na verdade é uma situação traumática infantil que delineia o referencial afetivo do protagonista e sustenta desde o inicio toda a trama.

É como eu havia dito, está nas entrelinhas a grande sacada da história, contudo o mais interessante é a exposição da alma masculina; através de Ben, iremos claramente identificar muitas atitudes tipicamente masculinas que entendemos erroneamente, principalmente no que tange ao amor e a maneira como os homens amam.

A autora nos faz olhar, nos impõe um novo olhar através do protagonista Ben, que é o herói em busca de auto-conhecimento; Propõe uma reavaliação de nossos atos em face das peripécias de Sara e família, e nos presenteia com o verdadeiro conceito de amor e liberdade  através das posturas e atos de Shadi. Nos mostra as facetas do mundo em que vivemos, com a metáfora da lei do silêncio das fraternidades universitárias... calar, consentir, aturar e acomodar.

Enfim, nenhum livro é escrito ao acaso, cada um deles traz em sua essência uma dádiva, às vezes  eles chegam as nossas mãos, outras vezes somos levados a eles, nada é aleatório, as histórias estimulam nosso inconsciente, e posso lhes afirmar que tem muito conteúdo analítico neste romance, o que causa incomodo, não é a toa que foi tão resenhado.

O fato é que a autora T.Greenwood nos presenteou, instigando-nos através dos erros e acertos de Ben a refletir, mesmo inconscientemente sobre: Quem somos? O que queremos? Somos verdadeiros em nossos sentimentos? Somos realmente merecedores de um mundo brilhante?

Queridas(os), eis uma leitura necessária e super indicada, leiam, comentem, esclareçam suas dúvidas, estamos sempre a disposição.

Beijos brilhantes...
Rosem da Casa de Ferr.

29 comentários

  1. Eu também li um monte de resenhas sobre esse livro antes de ter a oportunidade de ler e em algumas as críticas ao personagem principal são inúmeras, que ele é fraco, traidor, covarde e por aí vai, mas parece que algumas pessoas não conseguiram captar a intenção da autora. Eu também amei o livro, não é uma leitura fácil embora a linguagem seja simples e direta, talvez a maior dificuldade é que os personagens são gente como a gente, parecem pessoas de verdade e não mocinhos idealizados e perfeitos. E  mais um elemento que me angustiou muito, foi o final eu me senti quase como se tivesse levado um soco no estômago, mas é assim que eu gosto. 

    ResponderExcluir
  2. Oie, tenho o livro aqui e ainda não li, não por conta de algumas cliticas que vi, mas porque tenho 70 opções de livros aqui rs costumo ler primeiro o que pego emprestado e deixando os meus de lado, creio que irei me dar bem com esse livro, espero boa coisa dele e se não for isso tudo bem, asinal cada um tem uma química particular com um livro =)

    Beliscões
    carinhosos da Máh-
    Felicidades
    nos Livros



    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  3. Esse livro tem uma cara de auto-ajuda... Sei não!
    Algo me repele totalmente dele!
    Um beijo,Vinícius - Livros e RabiscosTem promoção nova, de "Sábado à Noite", da Babi Dewet. ;)

    ResponderExcluir
  4. Confesso que nunca senti vontade de ler este livro, mas a Rosem consegue despertar a curiosidade em nós com sua ótimas resenhas,  agora senti alguma coisa em relação ao livro, se é que me fiz entender. 

    Bjos!!

    Cida

    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Um Mundo Brilhante é ótimo.
    Como disse em meu blog. Os blogueiros tem uma relação de amor e ódio com esse livro magnifico.  Ou amam ou odeiam. E infelizmente a grande maioria odeia ele :(
    Fico feliz em saber que alguém captou de fato a mensagem que a autora passa no livro.
    Tudo que a gente faz tem relação direta ou indireta com alguém e isso pode ter consequências boas ou ruins, no caso de Ben foram bem ruins...Super recomendo esse livro.

    ResponderExcluir
  6. Já li, ganhei em uma promo e a capa é realmente linda,!!!!!
    O livro é ótimo, a narrativa flui muito bem, mas o final me decepcionou, não acredito que ele tenha encontrado o mundo brilhante :S
    Rafa :)
    Blog Melody
    http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/ 

    ResponderExcluir
  7. Concordo plenamente com você Elis. òtima resenha. Um livro que todos devem ler. Super recomendado.
    Fiz resenha dele para a Vitrine de Promoções no início do ano. Em breve terá resenha na Saleta feita pela Vivian. Ainda bem que não empatamos nessa,

    Beijos
    Irene

    ResponderExcluir
  8.  Oi Máh-

    Eu na verdade peguei esse livro, entre outros tres em minha bancada de leitura, como gosto de literatura mais densa, o escolhi com intenção de ler algo mais leve, e UAU! me surpreendi, espero que voce tambem se surpreenda quando tiver seu momento de degusta-lo.

    BJks

    ResponderExcluir
  9.  Oi Vinicius

    Posso te garantir que não há nada de auto-ajuda nele, agora quanto a "repelência " olhos abertos, o inconsciente as vezes nos manda mensagens estranhas, como voce pode observar nos outros posts, não é uma leitura fácil e nem leve, talvez não seja o seu momento de confronta-lo ou seja, quem  sabe?

    ResponderExcluir
  10.  Oi Cida,

    Ficou curiosa hein ? rsrs...eu gosto quando um livro me surpreende, e esse... É enigmatico como a autora começa de uma forma casual, contando seu enredo tambem "aparentemente" casual, enquanto vai tecendo uma teia, que nos arrasta inocentemente, para profundidades da natureza humana.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Nesses tempinhos li uma resenha desfavorável à esse livro e desencanei, mas agora estou realmente inclinada a comprá-lo! Adoro personagens questionadores, que não ficam felizes com perguntas sem respostas, que questionam tudo mesmo que no fim seja pra admitir que a resposta era óbvia.
    Parabéns pela resenha
    Beijos

    Andressa
    umdiaacadalivro.blogspot.com
    @umdiaacadalivro:twitter

    ResponderExcluir
  12.  Ola Helana,

    Concordo plenamente contigo, magnifico livro, excelente escritora, ja estou buscando outros títulos dela, ela tem o estilão da Josephine Hart, mais suave e menos cruela é claro.

    Bj

    ResponderExcluir
  13. Ola Cris,Realmente,
    as pessoas que gostam de romances em que as personagens só possuem
    qualidades, no decorrer da leitura vão ficando incomodadas, a trama é
    sobre pessoas reais e seus lados ocultos "nada brilhantes ", e o final é
    de tremenda ousadia, contudo muito pertinente, eu mesma,  tive uma
    sensação de ressaca e alivio ao mesmo tempo, afinal não podia acabar de
    outra forma. Logo me interessei e fui buscar outros livros da autora,
    quero ler todos.



    Bj


     

    ResponderExcluir
  14.  Ola Rafa,

    Não se decepcione, observe com outros olhos, será que encontramos um mundo brilhante ou o construimos atraves de nossos atos e escolhas, se somos nós que criamos nossa realidade, o que ele criou ?

    Bjim

    ResponderExcluir
  15.  Ola Andressa,

    Então você vai gostar, pois o personagem vai ao limite para obter a resposta que não esta além do seu proprio umbigo.

    Grata pelo elogio.

    Beijosss

    ResponderExcluir
  16. Amizade é assim:

    É saber o momento de ficar calado
    Amizade é somar alegrias, dividir tristezas.
    É respeitar o espaço e silenciar o segredo.
    É a certeza da mão estendida.
    A cumplicidade que não se explica, apenas se vive.

    Tenha um domingo cheio de bençãos.
    Toninha

    ResponderExcluir
  17. Oie Elis!

    Eu terminei este livro e não consegui definir o que eu realmente achei. Ele não é ruim, mas também não é bom. Até hoje não consegui definir meu verdadeiro sentimento sobre ele.. Mas tudo bem... =P
    Mas super gostei do seu ponto de vista!! Bela resenha!
    Bjs
    Danni
    Garotas e Livros 

    ResponderExcluir
  18. Bom ja li resenhas positivas, mas também negativas desse livro, acho que preciso ler e tirar minhas conclusões. Sua resenha está excelente. Beijos

    ResponderExcluir
  19. Ola Irene,

    Obrigado pelo carinho, vou acompanhar a resenha da Vivian na Saleta, até breve...

    Bjs

    Rosem

    ResponderExcluir
  20.  Ola Paty,

    Agradeço a gentileza, leia sim!
    Beijos...

    ResponderExcluir
  21.  Oi Danni,
     
    Agradeço o elogio, seja sempre bem vinda.

    Bjus

    ResponderExcluir
  22.  Ola Toninha,

    Belo poema, que sua semana seja encantada !

    Rosem.

    ResponderExcluir
  23. Oi Elis, eu gostei do livro, mesmo em muitos trechos querendo bater nos protagonistas.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  24. Rose e Elis,
    vou aqui fazer uma confissão!
    Sempre me senti atraída por este livro, mas senti uma certa resistência depois que li uma resenha negativa frisando a traição...
    Li esta resenha e agora estou em dúvida, me sentindo na obrigação de tirar essa dúvida...
    Adorei a resenha, tanto a ponto de colocar a pulguinha atrás da orelha!

    Beijos
    Chrys

    ResponderExcluir
  25. Oi =)
    Que resenha linda! Conseguiu me deixar mega interessada no livro - até então, minha curiosidade era zero. haha
    Eu não fazia ideia de que "Um Mundo Brilhante" era tão complexo e diferente. Muito bacana, gosto bastante de livros assim.
    Bom, já está na minha lista! 

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26.  Ola Rose,

    Realmente,  os protagonistas, tem atitudes que vão da imaturidade ao egoísmo absoluto, infelizmente grande parte dos relacionamentos se sustentam nestas bases.
    Bj Rosem

    ResponderExcluir
  27.  Ola Chrysthie,

    Se tirar a dúvida a pulguinha sai também,rsrs...talvez isso lhe faça levar em conta que toda traição tem antecedentes que a maior parte das pessoas ignora, como observamos na trama.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  28.  Oi Rafaela,

    Gracias pelo elogio, o livro também me surpreendeu, é um novo olhar sobre velhas teorias, uma ótima leitura!

    BJks

    ResponderExcluir
  29. Esto loka para ler este livro mas ainda o dinhero nao entro mas parece ser muito legal

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!