[Resenha] Cordeluna


Cordeluna - Élia Barceló
Sinopse - Editora Biruta - 2011 - 310 páginas


Sancho Ramírez era um jovem guerreiro medieval de 18 anos, que servia fielmente ao seu senhor Dom Rodrigo. Após cumprir sua 1ª missão oficial, retorna a seu lar para despedir-se novamente de sua família, já que Dom Rodrigo (conhecido futuramente como El Cid), foi injustamente condenado ao exílio pelo Rei de Castela (Dom Alfonso), e Sancho, como um cavaleiro honrado e fiel, decide acompanhar o amo na tristeza ou na glória.

Antes da partida, seu pai lhe confere a posse de Cordeluna, uma espada ancestral que possui um coração e uma lua gravados na lâmina, uma pedra especial e misteriosa em sua empunhadura, acompanhada de um par de pedras menores, não menos intrigantes.

Logo no primeiro capítulo, mergulhamos no mundo medieval através dos olhos de Sancho e vislumbramos sua vila, família, hábitos, obrigações e costumes da época.

Paralelamente, também no início da história, conhecemos Glória, uma estudante do século XXI, que aproveita as férias escolares para participar de um projeto de teatro, a montagem de uma peça sobre El Cid e a Alta Idade Média. Seu destino, juntamente com o dos demais participantes do projeto, é a cidade de Burgos, na Espanha, em um antigo Mosteiro Medieval chamado "Nossa Senhora das Pedras", onde o diretor Bernardino deseja recriar a atmosfera do século XI, para que os atores possam construir seus personagens da melhor maneira possível.

Da mesma forma que no passado Sancho conhece e se apaixona por Guiomar, causando a inveja e a ira de Dona Brianda, no presente Glória conhece e se apaixona por Sérgio, despertando o ciúmes de Bárbara, desencadeando uma série de acontecimentos iniciados há mil anos atrás, e a possibilidade de quebrar de vez ou não uma maldição que persiste há séculos.

É incrível a forma como a autora descreve os personagens do passado e do presente, ao mesmo tempo tão diferentes em suas culturas e experiências de vida, mas possuindo os mesmos tipos de sentimentos, amplificados pela presença dos espíritos amaldiçoados de seus ancestrais.

Nessa história temos amor, ódio, beleza, feiura, luta, resignação, espera... alcance. Não há heróis perfeitos, mocinhas sem defeitos ou vilões sem argumentos. Todos erram, e pagam o preço de suas escolhas, pelo tempo que for preciso.

A narração é feita em 3ª pessoa, e os capítulos curtos alternam entre a Espanha medieval e a Espanha contemporânea. Os personagens principais e coadjuvantes, tanto os do passado como os do presente, são plenamente desenvolvidos em suas características físicas e psicológicas, funções dentro do enredo, e todos possuem finais bem delineados. As histórias estão entrelaçadas o tempo todo, o que acontece no presente tem sua origem no passado, e influência direta da maldição milenar.

Um livro juvenil que nenhum adulto conseguirá parar de ler. Ricamente trabalhado, sem diálogos gratuitos ou cenas supérfluas, tudo tem um porquê e não restam pontas soltas no final. 

Cordeluna é uma história especial e mágica, como a espada que leva o seu nome.


Recomendo!

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Biruta
Aguardamos seus comentários! Beijos...

16 comentários

  1. Oi Elis!
    Eu não consegui mesmo largar Cordeluna, é uma história mágica e bela, todos os personagens são importantes na trama, e a maneira como a escritora liga o passado e o presente, foi magistral.

    A resenha diz tudo.

    Bjos!!

    Cida

    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida!
    Eu vi na sua resenha que você também ficou encantada com o livro *-*
    Beijos, amiga!
    Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  3. Oi Elis ;)
    Ah eu adoro histórias de época (apesar de não ter lido muitas)
    Gostei bastante da resenha, mas as histórias não se misturam?
    Eu tava torcendo aqui pra se cruzarem rs
     É sempre bom ler um livro que prende nossa atenção e tenha personagens tão bem construídos.  
    Estou muito curiosa, com certeza é um livro q pretendo ler ;)

    Tem resenha nova lá no blog, quer ler? Desde já obrigada!       -PatyScarcella

    ResponderExcluir
  4. Oi Paty!
    Como vou explicar? As histórias estão entrelaçadas o tempo todo, o que acontece no presente tem sua origem no passado, e na influência da maldição milenar e dos espíritos ancestrais presos à ela. Vou aproveitar a sua dúvida e acrescentar isso na resenha.
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  5. Renata (do blog Escuta Essa)27 de setembro de 2012 23:46

    Muito bacana a sua resenha, o tema parece ser bem legal e diferente.

    Fiquei curiosa pra ler

    Beijinhos
    Renata 
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Renata, o livro é muito especial, você vai adorar =)
    Beijos... Elis.

    ResponderExcluir
  7. Aaaaaiii, Elis!!! Esse livro parece ser muito legal!!!!
    Amo histórias que se passam na Idade Média (ou em ambientes do mesmo estilo, valores etc)! Eu visitei a cidade de Burgos! É absurdamente linda!
    Poxa, eu adoro estudar História. Será que alguma "maldição" dessas aconteceria comigo? Eu ia adorar, rs.
    beijão!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Lia!
    Que amiga mais chique *-*
    Deve ser muito gostoso ler livros que se passam em lugares aos quais já viajamos, acho que você iria amar Cordeluna!
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  9. Adoro esses romances em que passado e presente se misturam e as histórias transcorrem paralelamente. Adorei o nome, o fato de ser histórico, tudo mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Cris!
    A história é realmente muito envolvente.
    Obrigada pela visita, um ótimo final de semana pra você.
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  11. Olá,


     


    Depois de quase duas
    semanas sumida estou de volta visitando o seu blog, vendo e lendo as novidades
    que postou. Filha andou doente e hospitalizada e por isso, não tive tempo de
    deixar o meu recadinho.


     


    Minha
    dica de hoje pra vc é o seguinte:


    Melhor lágrima caindo
    por ouvir verdade, do que um sorriso iludido por ouvir mentiras.


     


    Abraços,



    Toninha


     


    Twitter:
    @toninhavr


    http://cantinhodatoninha.blogspot.com.br/


    http://toninha-ferreira.blogspot.com.br/


    Fan Page
    Assunto de Mãe


                   Educar - O Primeiro Passo


     


     

    ResponderExcluir
  12. Toninha
    Espero que sua filha esteja bem melhor.
    Obrigada pela visita e pela mensagem!
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  13. Oi Elis!
    Não li nenhuma história que acontecesse na Idade Média, quem sabe essa se torne a primeira. Me interessei bastante!
    Beijos...Samantha Culceag

    ResponderExcluir
  14. Oi Sá!
    É um romance muito bonito *-*
    É muito interessante comparar a diferença entre os personagens do passado e do presente, e o tipo de comportamento, cultura e narrativa da idade média e o atual.
    Beijos... Elis Culceag.

    ResponderExcluir
  15. Ola,
    eis aí um livro que quero muito ler. Adoro histórias que misturam o antigo com o atual, pois dá uma aventura e tanto. Adorei sua resenha, gostei mesmo, tanto que agora quero o ler o livro o mais rápido possível. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mari, depois me conta o que achou ;)
      Beijos... Elis.

      Excluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!