[Resenha] A Menina que Semeava


A Menina que Semeava - Lou Aronica
Sinopse - Novo Conceito - 2013 - 416 páginas


Antes de iniciar a resenha, quero agradecer à Novo Conceito por produzir para A Menina que Semeava uma capa tão linda. Não costumo ler histórias que de alguma forma estejam relacionadas a doenças, e tinha receio de que o enredo não me agradasse, mas não pude resistir à imagem acima. Quando o livro chegou, dei uma olhadinha nas primeiras páginas, só por curiosidade. E não consegui mais largar a leitura!!

A forma como a narrativa começa, nos apresentando os personagens principais em quatro cenas distintas, nos permite conhecer a rotina de cada um deles, bem como seus desejos e problemas, e nos faz imaginar como essas vidas irão se cruzar e interagir durante a história. 

Chris é um pai extremamente ligado à filha Becky, mas sente terrivelmente a falta dela e da cumplicidade que havia entre eles no passado, antes do divórcio. O que ele mais deseja é que o relacionamento com a filha possa voltar a ser como era, antes de se quebrar. 

“Ele rapidamente se transformaria num convidado na vida da filha. Alguns meses antes do divórcio, ele nunca teria imaginado isso.”

Becky é uma adolescente que se dá muito bem com a mãe e o padrasto, embora não consiga acompanhar o ritmo frenético dos dois, já que ultimamente tem estado muito cansada. Tudo o que ela quer é estar enganada a respeito do que pode estar acontecendo novamente com seu corpo. 

“Ela estava se saindo bem em lidar com o medo do desconhecido. Mas ela não tinha certeza de que lidaria tão bem assim com o conhecido.”

Miea é uma rainha preocupada com uma praga que no passado ameaçou seu reino, e que agora pode estar infestando novamente a vegetação. Seu desejo é descobrir a causa desse mal, antes que isso possa ameaçar a existência de todos no reino de Tamarisk.

“Miea deixou seus dedos roçarem suavemente a terra escura. Era difícil acreditar que algo tão destrutivo pudesse estar florescendo ali. Mas era ainda mais difícil negar seus instintos.”

Gage é um ser misterioso: ele ouve os sussurros que ninguém escuta, imagina dons e os distribui a quem ousou sussurrar seus desejos e inquietações... Um anjo? Um deus? Um espírito? O subconsciente? Cada qual irá interpretar à sua maneira o responsável por construir a ponte que conecta essas existências, colocando o destino de todos em movimento...

“Não importava que muitas promessas não fossem realizadas. O que importava era que a esperança continuasse a existir.”

O mundo real... um mundo imaginário... para o leitor esses dois mundos serão igualmente verdadeiros, pois os personagens nos dois planos são intensos e lutam por suas vidas. Em Connecticut, Becky luta contra o câncer. Em Tamarisk, Miea luta contra uma praga. Chris, enquanto botânico, poderá fazer algo pelo reino que ajudou Becky a criar? E a medicina de Tamarisk poderá ajudar Becky de alguma forma? Porque os dois mundos foram conectados?

Lou Aronica soube retratar muito bem os dois universos inseridos na história. Do lado de cá, no "mundo real", o foco foram os relacionamentos familiares e entre amigos. Já do lado de lá, em Tamarisk, o ponto alto foram as peculiaridades da flora e fauna local, as diferentes paisagens e hábitos tamariskianos, em uma ambientação rica que nos leva a imaginar esse reino colorido, perfumado e musical criado por Becky e Chris.

Ler esse livro me trouxe uma sensação única, estranha e satisfatória ao mesmo tempo. Torcia para que, na balança entre o drama e a fantasia, o autor não pesasse no drama ao ponto de deixar a história pesada e triste, mas ao mesmo tempo, não embarcasse tanto na fantasia, tornando a história inatingível e rompendo minha empatia. Felizmente, a balança manteve-se estável e a trama teve a medida certa de drama e fantasia, deixando fluir tanto a reflexão quanto a imaginação.

Fiquei muito feliz em me permitir fazer essa leitura repleta de esperança, encantamento e amor.

“Pai, você não vai acreditar nisso: Tamarisk é real.”

E você, quer viajar para lá?

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Novo Conceito.
Gostou? Comente! Beijos...

31 comentários

  1. Sou louca pra ler esse livro e a sua resenha foi a primeira que eu li fiquei com muita vontade de conhecer essa história Vontade de visitar Tamarisk!

    ResponderExcluir
  2. A se eu já sentia vontade de ler, depois dessa primeira resenha que vejo do livro. TENHO QUE LER. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. É a minha próxima leitura, sem dúvidas =D Adorei a resenha!

    www.resenhasealgomais.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Mamãe!
    Tamarisk deve ser muito bonito de se imaginar, fiquei curiosa para saber quais criaturas habitam esse lugar e como são as plantas. Fiquei feliz ao saber que a balança se manteve estável e não teve mais drama do que fantasia, acho que quando eu for ler vou me encantar com o lugar...
    Amei sua resenha!!!
    Beijos... Samantha Culceag!
    sopramenores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Uma historia tocante e de muita sensibilidade... O encantamento já começa pela capa que esta muito linda.

    ResponderExcluir
  6. Oi :)
    que resenha legal, gostei de saber um pouco mais do livro, tenho visto essa capa em tudo que é lugar
    também fico em dúvida de ler temas sérios como doenças mas pelo que você falou esse tem algo de novo...fantasia e realidade? É difícil dar um equilíbrio a um livro assim
    bom espero ler logo e comprovar ^^
    bju

    ResponderExcluir
  7. oi Elis, essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro, antes eu não queria lê-lo, mas vi uns debates legais sobre ele nas redes sociais e a sua resenha me mostrou que pode ser uma gratificante leitura!

    ResponderExcluir
  8. Oi Elis.
    Eu não sabia nada do enredo desse livro,me apaixonei por ele por causa da capa.
    Não gosto muito de histórias que envolvem doenças, mas achei a mistura com a fantasia uma proposta diferente, estou com ele no kindle, espero ler em breve.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. A capa desse livro é linda e estou louca para ler esse livro....Fiquei muito curiosa com essa mistura de dois universos inseridos na história e como tudo foi narrado e conectado... Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  10. Já estou com vontade de ler esse livro à um bom tempo, acho a capa dele sensacional!! Achei a história linda e triste ao mesmo tempo, fiquei bem curiosa para lê-lo (:

    ResponderExcluir
  11. Quero ler o livro desde quando lançou, já gostei pela sinopse! É A primeira resenha que leio, agora quero ler ainda mais. Que bom que o autor não deu destaque pro drama invés da fantasia.

    ResponderExcluir
  12. Fiquei interessada por esse livro desde o seu lançamento e gostei de saber que apesar do tema delicado, o autor não carrega no drama e ainda nos brinda com um enredo tocante com doses de fantasia.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Desde que a NC divulgou o lançamento dele, fiquei doida com a sinopse e capa. É bom saber que o autor soube dosar o drama que contém na história, pois quando fica muito pesado, fica impossível ler!

    Adorei sua resenha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Eu AMO a capa desse livro! Chegou para mim hoje e estou ansiosa por iniciar logo a leitura!
    Fiquei bem feliz de saber que a história é balanceada - espero gostar1

    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
  15. Adorei a resenha, parabéns! Também já tinha me chamado a atenção a capa do livro, por ser tão linda. Deve ser bem interessante esta história, com a criação de uma outra paralela. Adorei mesmo!

    ResponderExcluir
  16. Já faz tempo que eu me apaixonei por est elivro!
    Depois dessa resenha fiquei mais curiosa ainda com o livro com o Gage... deve ser tudo maravilhoso.


    Beijos
    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Elis, que lindo! *-* Não fazia ideia de que havia esse outro universo ou que a história será tão intensa assim. Não vejo a hora de lê-lo! Sinto que vou amá-lo também.
    Concordo, a capa é muito linda!
    Ótima resenha!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Achei bem interessante essa mistura de real e imaginário e a ideia do autor de utilizar a fantasia para "amenizar" os problemas reais. A gente não vive fazendo isso?
    Outro show a parte, nesse livro, é a capa, não? Achei lindíssima.

    ResponderExcluir
  19. Fiquei indecisa não gosto muito de drama e fico sempre com o coração na mão. Contudo eu gostaria ver como os dois mundos foram conectados e se pai e filha conseguiram restabelecer o laço perdido.

    ResponderExcluir
  20. Parece ser lindo ! Quero muito conhecer essa história , só pela capa já valeria , mas lendo a resenha vejo que vou me encantar com essa história ;)

    ResponderExcluir
  21. Oi, Elis! Todo mundo se encanta pela capa. Acredita que antes de ler as resenhas eu nem olhava pra ela? Mas depois olhei uma segunda vez e realmente, concordo com todos os comentários positivos: ela é mesmo muito, muito bonita. Assim como a história também deve ser! Acho que o equilíbrio entre drama e fantasia devem ter dado um toque bem especial ao livro. Estou ansiosa para lê-lo!

    ResponderExcluir
  22. Não me interessei de primeira pelo livro...iria passar um bom tempo antes de compra-lo mas a resenha me fez mudar de ideia...gostei bastante da história e de como ela parece se desenrolar :D

    ResponderExcluir
  23. A capa de fato é linda e chama muita atenção. Novo Conceito está caprichando nos últimos lançamentos. Estou à espera desse livro, e sua resenha me deixou mais ansiosa para ler!

    ResponderExcluir
  24. Essa capa está muito linda, com certeza vai atrair as pessoas, e a sinopse me parece tão interessante! Sou uma apaixonada por fantasia e certamente essa livro vai para minha lista.

    ResponderExcluir
  25. Primeira resenha que leio e já gostei! Que encanto de livro hein?! Não sei porque, mas histórias com câncer no meio, sempre mexem comigo! E essa mistura de fantasia e realidade que ficou na medida certa, tem tudo pra ser um ótimo livro mesmo!! Irá para os desejados!! Beijos!
    PS: sim, a capa é linda!

    ResponderExcluir
  26. Bem diferente do que imaginei ao ver a capa (não curti muito) mas com certeza pela sua resenha este livro merece seus creditos

    ResponderExcluir
  27. A capa do livro é mesmo linda. Não fazia ideia do tema do livro, muito interessante esta mistura de fantasia e realidade. Fiquei curiosa para conhecer Tamarisk.

    ResponderExcluir
  28. Uma capa tão linda e com uma trama envolvente.
    Eu também tenho receio em dramas com doenças, sabe? Uma briga em família, ok. Doença? Não rola. A Mary em Ian... trágico demais pra mim.
    Fico feliz que você gostou e não se arrependeu de ter dado a chance a história.
    Espero um dia poder lê-la e não cair em choro só por saber que a doença é cancêr.
    nyasmim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  29. Eu não gosto de dramas que envolvam doença, porque me afetam de uma forma muito dura.
    Estou evitando ler a culpa das estrelas por isso.
    Parece que dói em mim. Com esse livro não é diferente
    A forma que você me apresenta a resenha me faz sim sentir uma imensa vontade de descobrir mais desse livro.Mas meu receio ainda é maior
    Que bom que vc se permitiu sair da zona de conforme e ler.
    Espero que eu ainda vença o meu receio também
    Um Beijo grande

    ResponderExcluir
  30. Oi Elis,

    Tava fuçando aqui o blog e me deparei com a resenha desse livro, que estou mega interessada em ler. Gosto desses livros assim. Amei A Culpa é das Estrelas por essa razão. São histórias que te tiram da zona de conforto, realmente. Te trazem pra uma situação diferente (ou não, afinal de contas a literatura ajuda muita gente, como ajudou Hazel).

    Beijo! :*

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!