[Resenha] O Ouro de Mefisto

O Ouro de Mefisto - Eric Frattini

O Ouro de Mefisto - Eric Frattini
Sinopse - Jangada - 2012 - 432 páginas


O Ouro de Mefisto é fascinante, essencial para desvendar os bastidores em torno dos Senhores do Mundo. Eric Frattini nos presenteou com uma obra única de ficção histórica, baseada em documentos verídicos e fruto de uma audaciosa pesquisa sobre os hierarcas do Terceiro Reich, fato salientado nas primeiras páginas como agradecimento, que ao leitor atento já antecipa:

Quanto de ficção pode haver quando manipulamos fatos? Acorde!

O argumento é brilhante, no sentido de friccionar o intelecto quanto à possível “verdade” sobre o armário de esqueletos que ocultou o rumo tomado pelos homens mais procurados do planeta, em uma busca que durou décadas, tanto de caçadores de nazistas, como dos pesquisadores de teorias da conspiração sobre o tema, cogitando-se inclusive que a verdade estivesse escondida em nosso quintal, o fato é que Josef Mengele ao menos estava.

A trama inicia-se onze anos depois do final da 2ª Guerra Mundial, com três assassinatos em uma triangulação EUA - Londres - Finlândia. Para sabermos qual o elo em comum dessas execuções voltaremos a 1944 - fronteira franco-alemã em Estrasburgo - palco de uma das maiores conspirações já concebidas na história da humanidade. 

A narrativa é em 3ª pessoa, com muiiiiitos termos em alemão. Calma... todos são traduzidos em sequência - uff!, o que torna a leitura bem pitoresca. A grandiosidade do cenário e modo de vida no Reich é evidenciada com glamour.

Preparem-se para um hiper mega quebra cabeças de personagens secundários que são gigantes, afinal a maioria deles são pessoas reais, de tal modo que o relato de suas terríveis atuações na guerra e comando dos campos de concentração nos envolve de tal modo, que as personagens fictícias são esmigalhadas pelas personagens que representam o alto comando da SS, com exceção do protagonista August Lienart e seu pai Edmund Lienart que acaba atuando como alter ego do primeiro; August é enigmático, misterioso e até última linha agirá como uma esfinge.

August Lienart: Herói ou anti-herói? Resta ao leitor decifrá-lo em sua jornada.

Assim por meio de August vamos descobrindo todo enredo que forjou, através da Organização Odessa, uma das fugas mais espetaculares e misteriosas que a sociedade contemporânea sequer sonhou, arquitetada pelas mentes que “quase” dominaram o velho mundo.

Villas deslumbrantes, confrontos ferozes em fronteiras, luxo, ostentação, belas mulheres, espionagem, a ação da C.I.A., banqueiros inescrupulosos, os agentes aliados e a resistência francesa, o corredor do Vaticano e o papel da Igreja, intrigas, ambição, a origem do ouro germânico nos cofres suíços, a contra-espionagem, o motivo real do avanço e sucesso do Terceiro Reich na Europa, o jogo do poder entre política, economia e religião.

Isso mesmo: temas fortes, polêmicos, amparados por várias citações de célebres autores da filosofia, política, estratégia militar e literatura. Conforme o desenrolar do inquietante e estarrecedor enredo, é inevitável a reflexão sobre a natureza humana, a violência como manifestação de domínio, a ausência de escrúpulos, a sórdida falta de limites na busca poder, neste ponto a trama nos envolve em absoluta imersão, e torna-se uma experiência singular que nos faz lançar um novo olhar sobre a 2ª Guerra Mundial, mas sobretudo quanto ao verdadeiro sentido da criação do Terceiro Reich.

Como August Lienart vai criando dimensão titânica, Elisabetta Darazzo, ao contrário do que quer fazer crer a sinopse, torna-se apenas um “souvenir” de percurso ao grande protagonista, que reinará no contexto dos 15 capítulos para enfim resplandecer absoluto em seu Gran Finale que é de arrepiar – impacto total – Inacreditável… Será?

Detalhe, no final do livro em “notas do autor” são ressaltados em ordem alfabética o perfil das personagens históricas, que fizeram parte do enredo e principais fatos que “inspiraram” a ficção da trama hahaha!

Fica a Dica: O Ouro de Mefisto pode ser UMA EXCELENTE LEITURA COMPLEMENTAR PARA O VESTIBULAR, para ampliar de forma “lúdica” a compreensão desde a 2ª Guerra até a Guerra Fria, tema que costuma aterrorizar as questões de História e Geopolítica.

Superou minhas expectativas.
Inquietante! Sensacional! Perfeito!
Se você como eu tem fascínio pelo tema, leia, e diga UAU! Também. 

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Jangada.
Aguardamos seus comentários! Bjks.

17 comentários

  1. Nossa meninas! Este livro é bem complexo, deve mesmo ser de uma riqueza única e achei muito legal a dica de leitura complementar para o vestibular. Eu acho fascinante as histórias que abordam o cenários das grandes guerras mundiais, mesmo sendo um período triste, eu fico tanto fascinada, quanto perturbada pela capacidade do homem de ultrapassar qualquer limite pelo poder ou pela sobrevivência.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. é interessante ver a forma como os autores procuram fazer a nossa ambientação, criar vinculos da história e leitor...
    os termos em alemão dão, a meu ver, uma sensação de pertencimento que me atrai muito, quando leio quero fazer parte da história, vive-la em sua realidade e isso eu consegui sentir na sua leitura
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito quando os autores misturam eventos reais, com ficção para criar suas obras e sempre acabo me surpreendendo com a criatividade deles. Achei a trama inteligente e instigante, mas sinceramente não sei se leria.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Um livro bem interessante tendo como ambientação um fato histórico como a 2ª guerra mundial e essa criatividade prende o leitor, nos faz refletir sobre a natureza humana, a que ponto chegamos para conseguir aquilo que queremos.

    ResponderExcluir
  5. Admito ser a primeira vez que ouço falar desse livro, mas ele trata de um tema muito importante, que foi a II Guerra Mundial, o que não é novidade, já que existem muitas estórias que envolvam esse tema. Eu leria SIM, sem dúvida alguma, porque além de educativo, deve marcar bem esse período histórico :)

    ResponderExcluir
  6. Este livro parece ser muito forte e inquietante realmente. Sou fascinada por esta parte da história e confesso que não consigo me cansar de ler e assistir filmes sobre o tema. Sempre tem algo a aprender.

    ResponderExcluir
  7. Livro bem interessante, pra quem gosta de historia e ótimo
    eu leria sim ^^

    ResponderExcluir
  8. bom, o livro parece ser rico de informaçoes e deve ser muito interessante para quem se interessa por essas tramas historicas... eu amo historia, mas n sou muito chegada nessa epoca de Hitler... sempre fui doente pela epoca da idade antiga e medieval!! mas acredito q deva ser um livro incrivel, porem n é o tipo q me agradaria! :/ parabens pela resenha, ficou otima!!
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Estava aguardando essa resenha desde q vcs mostraram esse livro na caixa de correio.
    Adoro livros q falam sobre nazismo e principalmente as partes mais obscuras dessa época.
    Uma época da historia q ate hj ainda mantem vários segredos e é com toda certeza assustadora e fascinante. Me assusta pensar q a igreja teve participação escondendo nazistas.
    Esse livro vai vir morar na minha estante logo logo com toda certeza.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Rosem. Oi, Elis. :)

    Amo livros que envolvem fatos reais e fictícios. E o fato de estar relacionado com a Segunda Guerra Mundial só me interessou ainda mais, pois sempre gostei de ler livros e tudo o mais sobre esse período.
    Sua resenha me instigou bastante, fiquei curiosa para saber mais a respeito.
    Ótima dica, meninas!

    Beijocas e Feliz Natal para vocês!
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Noossa não dei muito por esse livro ao ver sua capa. Mas com sua resenha fiquei fascinada por ele. AMo livros que tenham como fundo guerras, que neste é a 2ª guerra mundial e a guerra fria. Outra coisa que me chamou a atenção foi o fato de ser baseado em fatos e trabalhar com a questão de temas polêmicos, como os corredores do Vaticano e etc.
    Eu acredito que a narrativa em 3.ª pessoa deve colaborar bastante para conhecermos melhor cada personagem!!!!
    Gostei muito! Já está na minha lista!!
    Beijos!

    meudiariojk.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Não sou muito fã de livros ficção histórica,2ª guerra mundial.
    Então não sei se eu leria mas...quem sabe um dia.

    ResponderExcluir
  13. Acho interessantíssimo livros que conseguem falar da segunda guerra de uma forma envolvente e dinâmica!!
    Não conhecia o livro mais amei a resenha e já foi correndo pra minha lista de desejados!!
    A capa eu não curti muito mas sobre a historia fiquei bem curiosa!!
    Bjus

    ResponderExcluir
  14. Ah já quero!! Adoro historias que se passam na guerra mundial parece que tem uma trama diferente que da uma UP! a mais na leitura, vou colocar no skoob já!


    xx

    ResponderExcluir
  15. Nunca tinha ouvido falar deste livro, infelizmente ele não me chamou tanto atenção. Quem saiba com o passar do tempo eu não me interesse.

    ResponderExcluir
  16. Oi Rosem, cara, quando li Hitler lá na sinopse eu me interessei pelo livro, não dei bola pela capa, ou pelo nome, e quando se trata de fatos reais, quem sabe misturados com ficção, porém com pingos grossos de realidade, a historia parece ser muito inquietante. Parabéns pela resenha, e por me apresentar o livro. Temas polêmicos sempre chamam minha atenção, e a 2ª guerra é um fato divo, hahahahhaa. Bjs

    ResponderExcluir
  17. Querida Rossem,
    Muchas gracias por la crítica a mi novela EL ORO DE MEFISTO... La verdad es que lo pasé muy bien escribiéndola.
    Un beso desde España, para ti y para todos los lectores...
    ERIC FRATTINI
    ericfrattini@gmail.com
    @EricFrattini

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!