[Resenha] Aurora

Aurora - Julie Bertagna

Aurora - Julie Bertagna
Trilogia Exodus - Livro 03
Sinopse - Farol Literário - 2013 - 312 páginas


Começa o Fim... Capítulos curtos, nomeados, afiados e densos com ilustrações iniciais que nos remetem ao lugar da ação... uma das melhores distopias que já tive o prazer de ler, inesquecível, apaixonante. Aurora completa gloriosamente a Trilogia Exodus.

Mara Bell, nossa super protagonista, a partir de Exodus, evoluiu diante de nossos olhos incrédulos – foram muiiiiiiitos obstáculos – sua saga de coragem, justiça e superação nos faz questionar nossos próprios limites de tolerância a frustração, isso faz com que a “contação” de sua história seja realmente uma lenda. A menina ousada tornou-se uma mulher poderosa deixando claro que “querer é poder”, e finalmente em Zenith, alcançou seu objetivo – pasmem – voltado ao “bem comum”, UAU hein? Houve um sacrifício, para cada um deles mas... O sonhou era real.

“Final do Inverno, ano 2116”
15 anos depois...

O vento da guerra chega em Munno, a revolução, o “oásis” no Pólo Norte não vai durar [oh my God!] pois um perigo previsível irá abalar a paz e tranquilidade na Floresta de Candlewood (comunidade que Mara, os Treenesters, os refugiados de Munno e os pivetes fundaram na terra prometida do Norte). Mas será a inusitada fuga de Lily e Wing de Candlewood, rumo a Ilira, que obrigará Mara a reavaliar-se e fazer novamente uma escolha que julgava já ter feito no passado.

“O toque de um velho amigo”... Vai mudar tudo... ou não? 

Lily surgiu no final de Zenith, resenha aqui, minha intuição dizia que ela faria toda diferença em Aurora lembram? Então, o lema de Lily é “Tô causando” e causa mesmo, ela é Mara “ao cubo”, pegaram?

Ahhhhh! E Sabe aquele naufrágio que houve na chegada a Ilira, em que algumas personagens desapareceram no mar ou foram capturadas como escravos? Algumas ressurgem ehhhhh! Quem leu Zenith vai amar esse retorno, lhes garanto.

O Pontífice de Ilira...

Outra personagem que ressurgirá “das avalanches de gelo” é Tuck que agora é o Pontífice e Guardião do Globo de Ilira, entretanto, sabe aquele lado obscuro das pessoas “rejeitadas”? Então, parece que ele está carregando algo disto nos ossos, ou será nos olhos... No coração? Mesmo assim, cara, o Tuck é um Pirata, está mais velho, experiente e gato! E, como todo Pirata, não deixa que as emoções o derrubem, foca sua energia (de... Rejeição? Mara forever? Hehehehehe...) na criação de uma Nova Ilira, em uma projeção arquitetônica com evidente inspiração em fractais, supera em imaginação a ambientação das cidades celestes de Munno, com direito a um palácio de vidro no meio do oceano entre outras cositas... atlantidamente belíssimo. Agora os enigmáticos ativistas Steerpike e Kitsune só terão suas verdadeiras identidades reveladas no penúltimo capítulo.

Mundos entre mundos, 
Histórias dentro de histórias… assim nascem as lendas,
Diante de nós holograficamente três gerações.

Em Munno, a Revolução de Raposo planejada e articulada no Espaço Noos, finalmente explode em todas as cidades celestes, com esse levante muitas surpresas serão reveladas ao nosso herói solitário, linnnnnndo, que ainda espera por Mara todas as noites na Ponte [amor eterno - épico]. Quem não gosta nada disso é Pandora, que vai desenvolvendo um lado sombra bemmm negro, o sentimento de posse que tem sobre Raposo irá causar inúmeros desentendimentos, dúvidas, traições e desencontros (oh nãoooooo!), mas afinal Bertagna “é” a mulher que complica, ela gosta de nos levar ao ápice da tensão para nos dar então uma cena épica que nos faz suspirar emotions, ou gritar yessssss!!!... Total imersão.

Deste o início a Trilogia enfatiza-se em personagens femininas arrojadas, dinâmicas, dominadoras e fortes. Em Aurora quem surpreende é Sarah Stone, que nos outros tomos só havia sido mencionada, sua aparição gera uma reviravolta inimaginável aos acontecimentos caóticos em Munno. Em Ilira, Candle [Tartoq] é uma personagem da nova geração, tem 15 anos, filha de um dos Lordes (Piratas) do Oceano, um bárbaro, que a usa como moeda de troca – tipo idade média – o que transtorna a menina, que é temperamental, medrosa, arrogante, imatura e insegura, ou seja uma bomba relógio, sua bipolaridade lhe trará sérias consequências em poucos capítulos e também grandes vantagens e haja hormônios diante dos acontecimentos em que é subitamente envolvida, assim evolui de menina à mulher em horas - e ai dela se não fizesse isso - diante da pressão dos fatos aos quais é exposta.

Controle emocional, força, paixão, determinação... esse é o perfil das mulheres de Bertagna. Um dia todas nós seremos assim... Poderosas.

E no final Bertagna, assim como nós, também não quer acabe e... Nas asas das possibilidades... não fecha a história, afinal ainda existe uma ponte e muito a contar, assim ficamos com a esperança que ela vai continuar... tem que continuar “só mais uma vez”, assim como a vida, como o amor... Mara estamos com você... só para ver. 

Sensacional, Amei cada página...
Distopicamente Perfeito.
Bertagna Forever! 

Trilogia Exodus



Exodus (2011) - Zenith (2012) - Aurora (2013)

Essa leitura foi uma cortesia da Farol Literário.
Aguardamos seus comentários! By.:.

17 comentários

  1. Não li a resenha completa pois quero ler a trilogia e odeio spoilers.
    Mas, fico contente em saber que você gostou tanto dessa trilogia. Também AMO distopias e acho que iria adorar a história. Pelo que eu vi as personagens femininas estão com tudo rs
    Ah adorei as capas! Ótimo trabalho da editora.

    ResponderExcluir
  2. Rosem sua resenha foi perfeita, explicadinha e muito boa, mas pra mim essa trilogia não me cativou, não me deu aquela vontade louca de ler. Talvez em outro momento eu leia, no hoje não!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Até onde eu li a resenha esse livro parece ser bel legal, mas não faz muito o meu estilo, então essa trilogia vou deixar passar, ao menos por enquanto. Pode ser que um dia talvez eu mude de ideia, mas por enquanto não.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  4. Aii que tudo de bom. Essas capa são lindas e chama muita atenção. Eu amo distopia, por isso, acredito que iria gostar muito dessa trilogia.
    Bloody Kisses
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de distopias e ao ler sua resenha percebi que a estória é legal mas deixarei como meta de leitura para futuramente. Abraços.

    ResponderExcluir
  6. O último livro da Trilogia Exodus me surpreendeu instantaneamente, principalmente por saber que Mara Bell se transformou de menina à mulher. É um distopia que não perco por nada nesse mundo!

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito das capas desta série. O ultimo livro arrasou, gostei bastante da resenha, e consegui identificar vários pontos legais do livro! Não conhecia a série, mas fiquei totalmente encantado.

    livroseestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Meu conhecimento sobre essa série é bem limitado, só conhecia pelas capas que por sinal são lindas. Mas pelo que pude ler na resenha, o enredo é bem contagiante, parecem ser bons livros. O que mais me chamou atenção, foi esse "girl power". Personagens femininas mostrando que são fortes, gosto muito disso!

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não tive a oportunidade de ler essa série, mas parece ser muito boa, a capa é linda, eu adorei e a historia parece ser maravilhosa, ouvi falar muito bem dela e tenho a maior curiosidade de ler, e é bom saber que o ultimo livro é ótima, assim a série fecha com chave de ouro né.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li esta trilogia, mas acho as capas lindas e o enredo chama bastante a atenção, adoro distopias. Gostei da sua resenha deste volume, apesar de não conhecer bem a estória, também parece ser muito bom e um livro cativante, pena que você disse que o final deu a entender que ainda continuará, espero que tenha mais um volume! :)
    beijos ♥

    ResponderExcluir
  11. Achei super bacana os capítulos começarem com ilustrações que remetem as ações que irão acontecer naquele capítulo. Uma coisa que me surpreendi com a sua resenha foi a sua afirmação de que todos os obstáculos encontrados por Mara e suas características nos fazem questionar os nossos limites de sentimentos que ao meu ver são tão controversos, que é a frustração e a tolerância.

    ResponderExcluir
  12. Não li a resenha a até o fim porque eu pretendo ler a trilogia e saber tanto assim pode me matar de ansiedade ahaha
    Bom saber que a história continua tão boa! :D
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  13. Oi Rosem.
    Essa capa é a mais linda das três!
    Eu confesso: Comecei a ler a resenha, mas são muitas informações, não consegui entender muita coisa, eu preciso ler os dois primeiros livros :( Mas sei que irei gostar muito da protagonista também, da sua coragem e força de vontade.
    Até mais

    ResponderExcluir
  14. Já conhecia esses livros a um tempinho mas infelizmente nenhum deles me chamou muito atenção e não me interessei por eles...gostei bastante das capas e só =S
    quem sabe um dia eu não dê uma chance a eles :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2014/02/resenha-o-visconde-que-me-amava-livro.html#comment-form

    ResponderExcluir
  15. Acho a trilogia interessantíssima e esta na minha de desejados a algum tempo!!
    Adoro as capas e os títulos são muito originais!!
    Tenho fé que assim que conseguir ler sera minha trilogia distópica preferida!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Acho gratificante quando um série termina bem e te deixa com um gosto de quero mais e li nas suas resenhas o quão você gostou e eu me questiono como é o desenrolar da história. O que gostei foi é me lembrar, depois de um dia difícil, que tudo que fazemos tem um sacrifício, às vezes pequenos ou grandes.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Eu quero essa trilogia para mim, como faz? Juntando dinheiro para comprar os livros assim que possível.

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!