[Resenha] O Estranho Mistério das Quartas-feiras

O Estranho Mistério das Quartas-feiras - Julie Bourbeau

O Estranho Mistério das Quartas-feiras - Julie Bourbeau
Sinopse - Editora Jangada -2014 - 248 páginas


Max é um garoto inquieto, curioso e traquinas, que odeia ficar preso dentro de casa às quartas-feiras, quando os habitantes do vilarejo, que fica bem no meio da subida para o Monte Tibidabo, fecham suas portas e janelas, tampam as chaminés e todas as frestas de suas casas e comércios, para impedir a "Quarta-Feira" de entrar.

Ninguém sabe realmente o que é a "Quarta-Feira" mas todos a temem, pois quando uma delas consegue se infiltrar num ambiente, tudo começa a dar errado em volta e com as pessoas, como se fosse uma maré de azar beeem esquisita. Assados queimam, bolos e pneus murcham, cadarços amarram-se sozinhos, o sal toma o lugar do açúcar, coisas caem e quebram, pessoas se machucam, os eletrodomésticos queimam ou funcionam ao contrário, dentre outros "acidentes".

"Pedaços e partes, de qualquer coisa, despencavam sempre às quartas-feiras."

Só que Max continuamente desafia o perigo das quartas, espiando por uma fresta ou abrindo a porta dos fundos para o gato sair. Então, numa determinada quarta-feira, quando o garoto mais uma vez brinca com a sorte dele e de toda família, sua mãe perde a paciência e o deixa sair pra rua de vez, já que é isso o que ele mais deseja.

"Se gosta tanto da Quarta-Feira, pode ir lá fora brincar com ela!"

O que Max fará com a tão desejada liberdade? O que tem lá fora? Ele estará preparado?
O que as "Quartas-Feiras" querem do Max? O que Max deseja das "Quartas-Feiras"? 

Max aproveita intensamente as primeiras 24 horas de liberdade mas, quando volta para casa, descobre que pegou uma "quarta-feirite", que se constitui numa onda gigante de má sorte contagiosa, somada à lenta e esquisita transformação do seu corpo. 

"Uma sensação de horror quase o fez tombar ao chão enquanto se virava e dava voltas, para se observar de diferentes ângulos. (...) Sentou-se no chão do banheiro em choque. Se suas suspeitas se comprovassem, Max estava se tornando uma Quarta-Feira."

Por conta disso, Max é proibido de frequentar a escola. Todos se afastam dele, menos seu leal amigo Noah e a colega de turma Gemma Swift, que é editora do jornal da escola. Com a ajuda do insano parapsicólogo Dr.Conke Smoak, e do velho soldado de guerra reformado sr.Grimsrud com seu horroroso cachorro Quinta-Feira, Max tentará achar a cura para sua transformação e talvez livrar a cidade das "Quartas-Feiras" de uma vez por todas! Seria possível?

O Estranho Mistério das Quartas-feiras é uma história completa e bem construída, que mostra como a coragem e ousadia de um simples garoto, aliada à ajuda de seus leais amigos, pode ser capaz de mudar a rotina de uma cidade e a realidade dos seus habitantes.

A narrativa em terceira pessoa explora o vilarejo de Tibidabo e seus acontecimentos utilizando os olhos vívidos de Max, que é observador, questionador e reflexivo, mas também bastante prático. Ele está numa corrida contra o tempo, seu tom é urgente.

Julie Bourbeau utiliza-se de elementos da realidade fantástica para trabalhar, de forma simbólica, algumas das transformações ocorridas na adolescência, como o crescimento desordenado dos membros e cabeça em relação ao tronco, e o desenvolvimento da Identidade e seus questionamentos: "Quem eu sou?", "Quem eu deveria ser?", "Quem eu quero ser?". A autora também toca levemente no tema da psicocinese, que é a capacidade de mover objetos com a força da mente, um fenômeno paranormal muitas vezes associado à energia dos adolescentes.

Acredito que o público infantojuvenil irá se identificar com o protagonista Max em vários momentos, sofrer e torcer por ele e, quem sabe, encontrar pistas para a resolução de seus próprios conflitos. Por outro lado, o público adulto reconhecerá sensações, medos e sentimentos pelos quais já passou um dia. E os pais ou professores poderão apresentar a história às crianças, conversando sobre pontos importantes do enredo, aliando a leitura à aquisição de valores como união familiar, amizade e a capacidade de ser único dentro de um grupo social.

Uma obra cheia de sutilezas a serem percebidas e detalhes para vislumbrar, que poderá causar empatia nos adolescentes, identificação aos adultos e uma gostosa estranheza nas crianças, numa mistura de receio, curiosidade e surpresa.

Recomendo em qualquer dia da semana!

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Jangada.
Aguardamos seus comentários ;)
Beijos quartafeirísticos...

31 comentários

  1. Oi mamãe!
    Uau, esse lançamento da Pensamento promete, fiquei super a fim, de ler esse livro depois da sua resenha e nem preciso dizer que preciso descobrir o que são as Quartas-Feiras. Gostei de saber que um público infantojuvenil irá se identificar com o Max.
    Beijos... Samantha Culceag.
    sopramenores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, te empresto ele ;)
      Beijos!!

      Excluir
  2. Oi Elis! Eu quero, amo livros assim, no fundo ainda não cresci e adoro estas aventuras. Imagino que o Max vá passar por muitos apertos e eu já fiquei imaginando estas terríveis Quartas.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Parece uma leitura bem interessante, que como você mesmo disse agradará a todas as idades.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Nossa esse livro parece ser ótimo misterioso :O
    Nossa o que sera essa tal de quartas feiras??? e pq sao tao temidas assim???, pq elas dão ma sorte a todos da casa ???? pq max.... ai tantas perguntas sua resenha mi deixou curiosa em relação ao livro...

    ResponderExcluir
  5. Achei o enredo do livro bem interessante. É diferente e essa originalidade da autora me chamou a atenção. Já disse que adoro mistérios? Porque eu adoro, e mesmo na infância tendia a preferir livros assim, então este me trouxe uma enorme nostalgia dos tempos que eu lia na biblioteca da escola.
    O livro entrou pra minha listinha de desejados, pois fiquei curiosa com o enredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é bem ao estilo de livro (legal) de biblioteca de escola mesmo ;)

      Excluir
  6. O livro tem a maior cara de ser o presente ideal para uma criança em transição por tudo que falou na resenha, ainda mais se nela restar inocência. Iria cair como uma luva. Curti muito a ilustração de capa. Contribui totalmente pra dar um clima misterioso, infantil e lúdico a coisa. Eu não mais leria, tenho problema com protagonistas crianças desde Percy Jackson, mas com certeza presenteira uma criança com ele. :)

    Multiverso X

    ResponderExcluir
  7. Elis, querida, adoro ver livros infantis e infantojuvenis divulgados nos blogs. Tanto por incentivar as mamães para ler com seus filhos ou comprar para que eles leiam bons livros, como também porque são diversão garantida para adultos! Sempre li os livros do meu filho e me diverti muito.
    Achei a história muito curiosa... e fiquei pensando que poderia ser uma malquerida segunda-feira tb, tão detestada por muita gente, rsrs...
    Vou indicar o livro, adorei saber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Manu, são as segundas-feiras que costumam ter má fama rsrsrs...
      Bjs!!

      Excluir
  8. Oi Elis. Quando vi o título e a capa, achei que era um livro bem infantil. Mas e não é que lendo a resenha fiquei interessada??!! rsrsrs Não tem como não ficar curiosa sobres as quarta-feiras. E eu acho que geralmente livros assim realmente trazem ensinamentos válidos para qualquer idade, achei muito divertida a trama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os autores tem que se desdobrar tanto pra chamar a atenção das crianças, que às vezes os infantojuvenis acabam surpreendendo até mesmo os adultos =)
      Beijos!!

      Excluir
  9. Que fofoooooooooooooooooo, morri de rir, e pensei que seria o ideal para um sobrinho meu, ele já lê e tem uma preguiça danada, e sempre repete: Tiatia, eu leio quarta-feira (porque ele sabe que é o dia que eu não vou na casa dele!!!) Gente amei demais e achei muito gostosa a história vou indicar muito!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ele usa a desculpa das "quartas" com você, vai ficar desconfiado e curioso quando ganhar esse livro rsrsrs...
      Bjs!

      Excluir
  10. fiquie bem curiosa, a história parece prender
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Lindo, gostei e me fez lembrar da minha época de adolescente. Se eu tiver oportunidade vou ler sim.

    ResponderExcluir
  12. Oie!! Descobri este livro esses dias, e a sinopse me encantou.
    Essa é a primeira resenha que leio e adorei!!
    Muito fofo ♥
    E essa viagem que é a quarta-feira!!! Tudo de bom!!

    Bjkas

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. O Estranho Mistério das Quartas-feiras parece ser um ótimo livro, cheio de mistério e aventura. Parece ter alguns acontecimentos engraçados também.
    Fiquei curiosa sobre esse livro. Vou procurar saber mais sobre ele.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Elis :)

    Que capa fofa, foi a primeira coisa que me chamou a atenção.
    A história deve ser uma graça mesmo, bem divertida e cheia de mistérios. Gostei dessa ideia de "quarta-feira" ser o dia de azar e tudo o mais - ao invés de ser uma sexta-feira como de costume, rs.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Adorei, adoro livros infanto-Juvenis e esse parece além de ser super interessante bem legal de se ler e pôxa, não sei porque mas quarta-feira é um dos meus dias preferidos na semana. Hauhauhauna Tadinha da quarta :/

    P.S.: Fiquei intrigada com o porque dessas fotos grandonas no comentário, hauhauha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi o P.S.
      Se forem as fotos lá do topo, elas direcionam pras resenhas ;)
      Bjs!

      Excluir
  16. Que livro criativo.
    Fiquei com medo das quartas-feiras agora... quero o azar bem longe de mim, hehe.
    Adoro fantasias infanto-juvenis e confesso que também agiria como Max e ia adorar brincar com a quarta-feira, mesmo que tivesse algumas consequências desastrosas no início.
    Pelo menos passa, né?
    assim espero, hehehe
    Bjs; adorei a resenha ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve ter sido uma criança sapeca :p
      Beijos!!

      Excluir
  17. Oi Elis?
    O que são as Quartas-feiras??? Fiquei muito curiosa, sem contar que esse parece ser um livro bem gostoso de ler... Acho que nunca vou terminar de crescer, gosto tanto de livros infanto juvenis e juvenis que parece que sempre tem um pedacinho de mim nessa época...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Que história diferente! Parece ser bem engraçada! Pelo jeito a quarta-feira deve ser o dia do azar, mas vou ter que ler para saber exatamente do que esse livro está falando.
    Beijos quartafeirísticos para você!

    ResponderExcluir
  19. Adorei, parece divertidíssima, imagino a reação das pessoas que sempre se esconderam da quarta feira ao ver o garoto com quarta-feirite... rsrsrs

    Aposto que devorou o livro em menos de um dia né.. rssrrs

    ResponderExcluir
  20. Noossa esse livro parece ser muito bom! Gosto de infanto-juvenis e esse me chamou bastante atenção pelo fato do Max ser um garoto tao maduro e esperto, com um potencial de adulto!!! Creio que é um personagem que nos faz identificar muito mesmo com ele! Achei bacana a história ser narrada em terceira pessoa,assim conhecemos bem todos os personagens!

    Beijos!


    Meu Diário

    ResponderExcluir
  21. Admirável a ideia da autora de acrescentar elementos fantásticos na história para explicar fatos da vida real para os mais jovens, só pela resenha pude perceber que o livro deva questionar e explicar vários fatos que eu mesmo já tive dúvidas quando mais novo.
    O Estranho Mistério das Quartas-Feiras um livro leve, mas ao mesmo tempo com uma trama capaz de prender o leitor pela curiosidade, acompanhando Max em sua busca para solucionar o que acontece nas quartas-feiras e com ele mesmo depois de se "contaminar", já me senti próximo de quase todos os personagens citados aqui.
    Pode-se ver que trata de vários temas com leveza devido ao público que se dirige, acredito que a identificação dos mais jovens será imediata, já os mais velhos na minha opinião conseguem aproveitar melhor, revivendo memórias de uma época marcante e inesquecível de suas vidas.
    Vou descobrir cada mistério que ronda esse dia específico e o que Max fará para trazer a normalidade a todos, inclusive a ele mesmo!

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Quando comecei a ler os primeiros parágrafos e falava das Quarta-feiras e eu pensei é o Saci, só pode ser o Saci para dar tudo errado, só faltou o leite azedar XD. Na minha imaginação (atraves de sua resenha) Max seria aquele menino que fica no seu ouvido por favor deixa eu descobrir as quarta-feira até que desistimos e deixamos.
    bjs

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!