[Resenha] Boneca de Ossos

Boneca de Ossos - Holly Black

Boneca de Ossos - Holly Black
Sinopse - #Irado - Novo Conceito - 2014 - 224 páginas


Com temática voltada à transição da vida infantil para a adulta, a imaginação é a chave mestra da brilhante trama criada por Holly Black. Mais conhecida no Brasil como autora de As Crônicas de Spiderwick, Holly segue sua linha de exploração do folclore local, deste modo, o enredo que habitualmente cria em torno de seus heróis é sempre povoado de superstição, assombro, fantasmas ou criaturas fantásticas que permeiam os sonhos ou seriam... os pesadelos infantis?

O característico humor negro da autora, suaviza o impacto e transforma o medo em situações cômicas, em descobertas inusitadas em que o desconhecido pode ser real, se nos permitirmos ser dominados por suas forças paralisantes, pois somos nós que criamos nossos medos. 

Neste sentido o livro vale várias reflexões sobre a natureza do medo, e serve magistralmente tanto ao público infanto juvenil quanto ao adulto, neste caso, como base de análise para sua criança interior quanto a antigos medos.

A ambientação em uma cidadezinha do meio oeste americano, serve como representação para o clima emocional em que está centrado o mote da trama: o abandono da cidade quase fantasma, o outono com suas folhas caindo, a infância que vai despregar-se como uma casca, o vento como símbolo mensageiro da transformação cíclica que se traduz na morte da inocência e consequente renascimento para a vida adulta.

Personagens complexos e bem desenvolvidos revelam-se no decorrer dos capítulos curtos e dinâmicos. Poppy, Zach e Alice, apesar de serem extremamente amigos, não se revelam inteiramente uns aos outros, escondem medos e segredos, o que gera inúmeros mal entendidos e mágoas reprimidas, que darão consistência ao conflito e um clímax emocionante.

A historia dentro da história, muitas aventuras e um grande mistério do passado...

O fato de Poppy, Zach e Alice desenvolverem seu próprio enredo com seus fantoches nos oferece diversas pistas de suas personalidades camufladas, na projeção de suas verdadeiras ambições apenas por meio da representação dos bonecos, será por meio do lúdico jogo de Black que enxergaremos o nerd Zach como um pirata, a doce Alice como uma ladra e a espevitada Poppy como uma variedade de vilões e vilãs, entre eles a Bizarra Rainha.

Poppy exala autenticidade, até pelo fato de sua original marginalidade, entretanto ela também terá que dobrar-se se quiser fazer parte da nova realidade em que os três amigos estão prestes a serem inevitavelmente inseridos, quer aceitem ou não. E será essa condição extraordinária de Poppy que lhe dará um bilhete especial de acesso ao mundo que envolve a Boneca de Ossos, ao qual ela guiará Zach e Alice em uma incrível viagem de autodescoberta.

A maravilhosa Holly Black mais uma vez supera minhas expectativas, indescritivelmente fantástica sempre me surpreende com seu dom nato e talento incomum de contadora de histórias.

Boneca de Ossos abre o selo #irado da Novo Conceito, que promete mais livros de Black esse ano: um em parceria com Cassandra Clare, a Série Magisterium com meu já queridinho Callum Hunt e ainda um YA sobre vampiros, The Coldest Girl in Coldtown (A Menina Mais Fria de Cidade). Portanto tomem nota: Holly Black é sinônimo de Excelente Leitura para todas idades!

Book Trailer


Essa leitura foi uma cortesia da Editora Novo Conceito.
Aguardamos seus comentários ;)

16 comentários

  1. eu gostei do livro, claro qe não é uma obra prima mas é legal.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Awn, quero tanto ler este livro... *-* Parece ótimo! Os livros que estão sendo lançados pelo selo #irado me chamaram atenção desde o início, são bem no estilo de livros que adoro! E, pelo que você falou na resenha, a narrativa da autora é um espetáculo a parte, né? Esse vai para a listinha dos desejados, com certeza!
    Bjus!
    Paty Algayer - magicaliteraria.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Fiquei com muita vontade de ler este livro. A capa é muito bonita e sua resenha chamou ainda mais a minha atenção =D

    http://refugiorustico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Elis, querida!
    O livro encheu meus olhos quando lançado, fiquei curiosa com a capa e a proposta. E agora, com sua resenha caprichada, gostei especialmente quando você diz que eh para adultos tambem, para confrontar meus medos infantis... adoro quando uma leitura envereda para uma reflexao assim.
    Adorarei ler, com certeza!
    Beijo!

    Fiz uma nova resenha e adorarei saber sua opiniao:
    Ler para divertir

    ResponderExcluir
  5. Este livro não me deixou curiosa no lançamento, mas lendo sua resenha, despertou um certo interesse. Gosto de livros que contam histórias dentro de outra história, e o livro parece ter um toque de mistério... Ainda não li nada da autora, mas é legal saber que virão mais publicações dela por aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Rosem! Oi Elis!
    Eu estou bem curiosa para ler esse livro e ele já está na minha lista de leitura de férias (que já começam amanhã \o/). Eu gostei muito do enredo e acho que vai me agradar bastante. Histórias com crianças são sempre uma delícia de ler.
    Beijocas
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  7. O livro parece ser ótimo, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  8. apesar de todo o enredo bacana foi um livro que não me atraiu!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Que bom que gostou!!! Eu adorei este livro.
    Você falou muito bem sobre toda a psicologia do livro, é realmente incrível!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não era parceira da NC quando lançou esse livro, então não o recebi. Mas gosto de infantojuvenis, e gosto ainda mais quando o livro passa uma lição tão profunda a ponto de atingir qualquer faixa etária. Se tiver promoção, vou comprá-lo.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  11. E o livro ta bem baratinho lá no submarino, já comprei o meu!!

    ResponderExcluir
  12. Acho que sua resenha foi estritamente concisa no quesito para que público é essa leitura: todos se olharmos para ela com olhos juvenis, porque é um livro de todas as idades, basta que nos permitamos. Tenho visto diversas resenhas de blogs dizendo que não gostaram do livro por se juvenil, mas esquecem-se de quanto parceiros recebem também livros deste selo #irado que é voltado ao publico mais jovem, achei que vocẽ foi cuidadoso quando pontuou os pontos positivos e deixou com que a sua idade não transpusesse uma barreira para a leitura!

    ResponderExcluir
  13. Acho que eu passo essa leitura :/ a premissa do livro parece boa e tudo indica que parece um livro com um assunto inteligente, mas acho que eu acabaria achando a leitura cansativa, nao sei pq achei isso :/ e a capa eu achei bem feia kkkkk mas se tiver um sorteio, e eu ganhasse kkk ai leria

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito deste livro, achei a história interessante e bem construída. A faixa etária indicada para o livro tem uma boa opção de leitura. Não achei assustador, mas acho que isso vai depender da idade de quem ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  15. Oi meninas! Eu li este livro assim que recebi, e adorei, é mesmo para todas as idades, os valores que traz, são muito impostantes e maneira que a autora soube mostrar as dificuldades de crescer foi delicada e certeira.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  16. Andei vendo em outros blog sobre esse livro confesso mi decepcionei total.
    Mais quem sabe que eu acho meio difícil dou uma chance ao livro *-*

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!