[Resenha] Nosferatu

Nosferatu - Joe Hill

Nosferatu - Joe Hill
Arqueiro - 2014 - 624 páginas
Sinopse: Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa sua estranha capacidade, pois sabe que ninguém acreditaria. Charles Talent Manx também tem um dom especial. Seu Rolls-Royce lhe permite levar crianças para passear por vias ocultas que conduzem a um tenebroso parque de diversões: a Terra do Natal. A viagem pela autoestrada da perversa imaginação de Charlie transforma seus preciosos passageiros, deixando-os tão aterrorizantes quanto seu aparente benfeitor. E chega então o dia em que Vic sai atrás de encrenca... e acaba encontrando Charlie. Mas isso faz muito tempo e Vic, a única criança que já conseguiu escapar, agora é uma adulta que tenta desesperadamente esquecer o que passou. Porém, Charlie Manx só vai descansar quando tiver conseguido se vingar.

Assustadoramente magnífico...

Joe Hill com suas “paisagens interiores” nos surpreende, instiga, seduz, fascina, e logo nas primeiras páginas já mergulhamos fundo em seu intrincado, criativo, onírico, poético e imprevisível enredo.

A trama centra-se na carismática Victoria McQueen, uma garota de doze anos que mediante a crise conjugal de seus pais, esconde-se em um jogo de faz de conta, que será o ponto de partida para a inconsequente prática de atravessar as fronteiras do inimaginável, o que a levará de encontro aos braços daquele que será seu arqui-inimigo por toda vida: Charlie Manx.

Saltitando nos caminhos do inconsciente, atravessando as fronteiras do desconhecido, o confronto entre o bem e o mal. Em mundos paralelos Vic irá nos guiar ao limiar entre a razão e a insanidade; da infância à maturidade acompanharemos essa extraordinária protagonista, anti-heroica e nada convencional, entretanto impossível não encantar-se com sua força, coragem e determinação.

A narrativa em 3ª pessoa divide-se entre os paradoxais pontos de vista das personagens que são riquíssimas, intensas, polarizadas, portanto verossímeis, Hill as construiu como um arqueólogo que mergulha nos escombros da maldade, para trazer a tona um raio X da face negra da natureza humana. Nunca um autor me surpreendeu tanto ao esmiuçar o não dito, neste sentido me fisgou completamente. Vic, Bing, Manx, Maggie, Lou, Wayne e mesmo Millie marcam profundamente sua presença em nosso inconsciente, mediante à identificação que nos causam.

Mistério, aventura, ação, suspense... fé, ironia, abandonos, perdas, vingança, solidão, redenção. 

A Estrutura não linear, brinca com o espaço tempo, permeia cenários oníricos, surreais, mágicos, por vezes aterradores; nessas “paisagens interiores” as personagens se entrecruzam em buscas, fugas e reviravoltas no meio oeste americano, pontuando o clímax destas idas e vindas na famigerada “Terra do Natal”. 

“ Já conheci outras pessoas capazes de usar seus totens pessoais para virar a realidade do avesso, para remoldá-la como argila mole que é...” [Charles Manx]

Inquietante, perturbador, tenebroso quando o terror psicológico é levado ao extremo. 

Se desde a capa já somos colocados em um clima sinistro, amplificado pelo ingresso em preto e vermelho “Onde a infelicidade é contra a lei.” (que nos lembra os macabros Ray Bradbury e David Linch), após a leitura de Nosferatu, mais breve do que pensamos, o doce cheiro de pão de mel vai nos repugnar e disparar o coração, invariavelmente nos fará olhar ao entorno e se houver algum carro negro, correr sem parar hehehe!

A obra é entremeada por ilustrações que nos remetem a alguns pontos da trama, especificamente a 1ª e a última fazem todo sentido hahahaha! Aliás, Hill faz váaaaaaaarias citações a obras, autores, personagens de clássicos da literatura gótica e de terror no decorrer da narrativa, demonstrando que é um jovem autor com muiiiiiiiiita bagagem, quem for antenado com esse universo irá deliciar-se, eu ameeeeeeeeeei.

Realmente uma obra-prima do Horror. Indescritível... Perfeito!
A Arqueiro caprichou na edição. Espero que todos os leitores do gênero possam receber seu ingresso.


Essa leitura foi uma cortesia da Editora Arqueiro.
Aguardamos seus comentários ;) By

21 comentários

  1. gostei da resenha, achei que explorou bem os pontos principais do livro e o auge de seus personagens, infelizmente foi um dos poucos lançamentos que de cara não curti muito então tenho receio de se tornar uma resenha arrastada!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A edição do livro parece estar fantástica, fora que o kit da Arqueiro parece ser lindíssimo! Mas não é o tipo de leitura que eu costumo gostar, além do livro ser enooorme! rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Confesso que é a primeira vez que leio uma resenha desse livro, já tinha visto a capa dele em diversos lugares, mas nunca me interessei pois a capa dele, e o nome tbm, me remetia a fatos históricos. Serio mesmo, eu acho que esse livro contava sobre algum fato histórico, surpresa a minha descobrir que nao, boa surpresa.
    è um livro diferente do que costume ler, confesso, sou uma romantica assumida. Mas tbm estou com um objetivo de começar a ler coisas diferente, acho esse um bom livro para incluir na minha nova lista... rsrs
    Parabéns pela resenha Lis, gostei muito da sua escrita.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha, estava procurando livros fora dos gêneros que tenho costume de ler. E acho que achei por onde começar, Parece ser uma leitura que vai prender a minha atenção

    ResponderExcluir
  5. Gosto de narrativa em terceira pessoa, aventura, suspense e de livros com ilustrações entremeando a obra, fiquei doida pra ler!

    ResponderExcluir
  6. Ao contrário da capa, a resenha me agradou. E bastante! Mas estou com o pé atrás em relação a esse livro, porque parece ser bem assustador, o que eu não sou muito fã. Mas, eu vou deixar os receios de lado e em breve vou embarcar nessa história, que pela sua resenha parece ser muito bem feita. Tomara que não seja muito assustador!!!

    PS: Resenha muito bem feita!

    ResponderExcluir
  7. Oi Rosem!
    Eu não me interesso por livros de terror, não que eu tenha lido muitos, o mais tenebroso que eu li foi O morro dos ventos uivantes, que eu gostei. Mas não gosto de filmes de terror, no entanto até eu fiquei com vontade de ler Nosferatu, estou curiosa para conhecer a terra do Natal e a Vic, queria saber se tudo de estranho que ela vive não passa da sua imaginação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Bom dia!
    Já tinha visto alguns comentários sobre esse livro no twitter mas essa é, de fato, a primeira resenha que leio sobre a obra. Sou um pouco medrosa quando trata-se de livros de terror, mas sou daquelas pessoas que mesmo sabendo que as 'consequências' (por exemplo, não dormir direito durante o período em que o livro está sendo lido), embarca de corpo e alma na história. Espero poder realizar a leitura desse livro em breve! Fiquei super instigada...

    Beijos,
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  9. Esse livro é um desejo
    Poxa quem de nós não queria uma bike que nos levasse a qualquer lugar, né?
    Adoro tramas onde os personagens são bem explorados e adoro livros desse gênero, então resumindo: DESEJO!

    ResponderExcluir
  10. Oi Elis, tudo bom?
    Eu comecei a ler A Estrada da Noite do autor e não terminei, achei muito fraquinho. Pretendo voltar a ler algum dia desses, talvez eu leia O Pacto por conta do filme rsrs. Estou vendo bastante opiniões positivas sobre Nosferatu, quem sabe eu não venha a comprar para ler no futuro? xD
    Ótima resenha.

    Gabriel - umpapoentrepaginas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi meninas! Eu nunca li nada do autor, estava mesmo querendo conferir a resenha deste aqui para decidir se leio ou não, eu decidi que sim, a história parece ser muito diferentes e surreal, acredito que vai me surpreender positivamente.

    Bjos!!! Cida... Moonlight Books

    ResponderExcluir
  12. Oi Elis, oi Rosem!

    Estou louca por esse livro. Há muito tempo que não leio histórias de terror e essa parece ser muito boa! Aliás, adorei a premissa. Sua resenha só me deixou mais animada.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Uau, que livro completo!!! eu ainda nao tinha lido muito sobre ele nao, mas acho que voce amou tanto, mas tanto o livro, que me deixou bastante curiosa para conhecer tudo sobre ele kkkk confesso que assim q vi esse livro nao fiquei com a menor vontade de ler, acho que foi a capa kkk mas agora adorei a premissa e acho q lerei sim :D

    ResponderExcluir
  14. Oieee
    Uau tive que fazer uma rápida pesquisa pra descobrir que ele é filho do King,o talento vem de berço.Quando vi o livro pela primeira vez e estava meio carinho nem me dei ao trabalho de ler a sinopse ou procurar saber sobre o que é o enredo e me surpreendi bastante com sua resenha já que o livro aparenta ser intrigante do começo ao fim.
    Acho que li poucas obras seguindo esse mesmo caminho então tenho uma grande curiosidade em cima desse gênero.
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Esperei muito que esse livro fosse publicado no Brasil, ainda bem que foi pela Arqueiro que sempre tem um cuidado e tratamento muito especial com suas obras, sem dúvidas Hill veio para herdar todo o sucesso e reconhecimento de seu pai, mesmo que o próprio evite comparações é impossível não notar o quão grande é o talento do escritor em suas obras de terror, apesar de ser um livro grande parece que não percebemos as páginas passando, devido a toda viagem que é feita através dos cenários e das formas de maldade, livros que consigam causar um terror psicológico e que o façam com qualidade é muito difícil de encontrar, pude perceber pela resenha e pelo trecho do livro que li que é realmente o que você disse na resenha "construiu como um arqueólogo que mergulha nos escombros da maldade, para trazer a tona um raio X da face negra da natureza humana." Não preciso dizer mais nada, apenas que quero acompanhar os personagens principais em sua saga que se inicia com as inconsequências de Victoria. Afinal nada melhor que ler um livro desses de madrugada e poder sentir todo o horror contido nele.

    ResponderExcluir
  16. Parece ser tudo de bom esse livro! Mas fica aquela tensão e suspense o tempo todo, imagino...daqueles que te farão olhar para trás, conferindo se não está sendo seguido.
    Tomara que eu ganhe este livro para experimentar todas essas sensações logo!

    ResponderExcluir
  17. Oi Rosem, pela sua resenha era tudo o que eu esperava que fosse,
    Bjs, Rosel

    ResponderExcluir
  18. Li O Pacto faz umas semanas e gostei. Provavelmente vou ler este, que, segundo o que pesquisei, é melhor que o primeiro :-)
    Bj, Aris.
    http://arismeire.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Agora sim um livro que me animou muito! Adoro o gênero, mas não tenho encontrado boas opções atualmente.
    O que mais gostei nessa história é a inteligência na construção do clima e na caracterização dos personagens nada convencionais. A narrativa parece apropriada, instigante e coerente.
    A abordagem da natureza humana realmente dá aquele diferencial à história. Aliás, o potencial do ser humano para fazer coisas ruins já é premissa suficiente para uma história de horror, infelizmente.
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Otima resenha adorei a parte q o livro envolvera Mistério, aventura, ação, suspense... fé, ironia, abandonos, perdas, vingança, solidão, redenção. adoro livros assim sao impossiveis de parar de ler

    ResponderExcluir
  21. Achei um ótimo livro, mas eu esperava ainda mais. A história que eu não achei muito convincente.

    bomlivro1811.blogspot,com.br

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!