[Resenha] Perdendo-me

Perdendo-me * Cora Carmack

Perdendo-me - Cora Carmack
Sinopse - Novo Conceito - 2014 - 288 páginas


Perdendo-me é o 1º volume de uma Trilogia New Adult que conta a história dos amigos Bliss, Cade e Kelsey. A Bliss é protagonista nesse primeiro livro (que tem o final fechadinho!), Cade será o próximo em Fingindo e Kelsey fechará a trilogia com Encontrando-me. Bliss tem 22 anos e é virgem, não exatamente por opção, mas porque é uma pessoa obssecada por controle e nunca encontrou um homem que a fizesse se perder. Até que um dia ela conhece Garrick num bar e seu cérebro simplesmente derrete...

Sentindo-se num momento quente como nunca tinha vivido antes, Bliss leva Garrick ao seu apartamento, mas quando o efeito da tequila diminui, o cérebro de Bliss resolve funcionar e ela percebe que está prestes a fazer sexo pela primeira vez com um estranho. Daí rola um certo pânico, numa cena pra lá de constrangedora (pra ela) e divertida (para nós). Ela acha que sua vergonha terminou por ali, porque nunca mais terá que olhar para a cara do Garrick, só que o destino lhe prepara uma surpresinha provocante e de certa forma "proibida" no retorno às aulas.

Bliss, Cade e Kelsey cursam o último semestre de Artes Cênicas e as cenas alternam-se entre o loft da Bliss, o campus da universidade, alguns bares e o teatro onde realizam as aulas e ensaios. Durante a história, acompanhamos o trio de amigos em algumas dessas aulas, onde são exploradas suas inseguranças e incertezas em relação ao futuro, a tensão que envolve cada audição, a empolgação quando se consegue um papel e a plenitude mágica que pode ser alcançada no momento da atuação. Quem é ligado ao teatro irá se identificar, e quem nunca atuou terá um breve vislumbre dos bastidores desse universo.

É claro que Garrick e Bliss se reencontram e a atração continua lá, poderosíssima! Mas os dois não podem ficar juntos, ao menos por enquanto (já adivinharam o porquê?). O que fazer? Resistir ou sucumbir? Esconder ou revelar?

Quem não quer revelar muito sou eu, pra não soltar spoilers, só posso afirmar que Garrick é sexy, decidido e bem direto, mas também é um perfeito cavalheiro e tem uma paciência eterna com a Bliss, que demora para se posicionar na relação. Bliss é um pouco imatura pra a idade, tem dificuldade de expor suas opiniões e necessidades para os amigos e até mesmo para o Garrick, e o fato de todos à sua volta não saberem exatamente o que ela quer ou como se sente, complica desnecessariamente alguns aspectos da sua vida, inclusive a amizade com Cade e Kelsey. Apesar disso (ou por causa disso), a narrativa feita em 1ª pessoa na voz dela é fluída e divertida. O dono do Epílogo é o Garrick e gostei tanto da sua "voz" que fiquei desejando que ele também tivesse narrado alguns capítulos durante a história. O final é absolutamente fofo, do tipo *estrelinhas piscando nos olhos*.

A única coisa que me incomodou na história, foi o consumo exagerado de álcool por parte dos estudantes, característica presente também em alguns dos News Adults que li. Fico me perguntando se caracterizar os universitários dessa forma é positivo porque gera identificação com o jovem que lê ou negativo porque banaliza o uso do álcool? De toda forma, em Perdendo-me, a festinha regada a vodca gerou consequências à boa parte dos participantes, fornecendo um ponto de reflexão interessante para o leitor.

A Novo Conceito incluiu no verso do livro, junto ao código de barras, um quadrinho que indica o que pode ser encontrado durante a leitura. Em Perdendo-me temos "amor", "humor" e "erotismo". Percebi o mesmo padrão em todos os lançamentos de agosto e achei a iniciativa nota 10!

Essa foi uma leitura rápida e gostosa, quente e divertida!
Leiam sem pretensão e apreciem sem moderação ;)


Fingindo #02 (em breve)
Encontrando-me #03 (em breve)

Extras
Keeping Her #1.5
Inking Him #1.6
Seeking Her #3.5

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Novo Conceito
Aguardamos seus comentários =)

Beijos perdidos...

28 comentários

  1. Ai meu Deussss
    Hoje está todo mundo resenhando esse livro e eu ainda estou no primeiro capítulo hehehehehe
    Estou achando a narrativa fluida e divertida, além de fofa!
    Ai quero estrelinhas nos meus olhos tambééémmmmmm.
    Amiga, acho que a juventude não precisa de livros para se identificar com a bebida, a coisa tá desenfreada mesmo!
    Adorei se tratar de trilogia e termos 2 spin-off aí!!!! uhuuullll
    Espero que a NC não demore muito a lançar a continuação!

    Beijos
    Chrys Audi
    Blog todas as coisas do meu mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa questão do consumo exagerado de bebidas alcoólicas é preocupante mesmo!
      Mas o livro de forma geral é bem leve, li rapidinho =)
      Beijos!!

      Excluir
  2. Eu lembro que li esse livro a muuuuito tempo, logo quando comecei a me interessar por NA, e fiquei tipo <3333 Achei muito amor o romance dos dois, e engraçado como poucos NA's são. A história do gato! HAHAHAHHA Li a pouco tempo a história de Cade e também fiquei super envolvida, a Cora é muito boa no que faz, já quero ler sobre Kelsey!!

    http://www.livrologias.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nooooossa, ela se enrolou toda com a história do gato rsrsrsrs...
      Beijos ^.^

      Excluir
  3. oi Elis, eu até tenho vontade de ler, mas por ser trilogia vou aguardar um pouco, pois sou ansiosa!
    essa questão do consumo do álcool é interessante de se analisar pelo lado da psicologia: uma carência exacerbada ou simplesmente a questão de tentar se enturmar leva a esse consumo exagerado, talvez a autora tenha querido explorar essas questões e seus desdobramentos.
    agora fiquei mais curiosa sobre o enredo! que venham os próximos livros da Cora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem precisa esperar os outros livros que o final é fechadinho ;)
      Beijos!

      Excluir
  4. Oieee
    Amei esse lançamento da NC e o livro já teve seu fechamento,o que é maravilhoso pois não preciso esperar pelo resto da série.Surtei quando você mencionou que é o Garrick quem narra o epílogo,tenho certeza que vou adorar assim como o Travis narrando o final em Desastre Iminente,se bem que todo o livro é narrado por ele mesmo.Gente Bliss é muito indecisa ,só o Garry pra suportar e esperar ela mesmo.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso me lembra de que preciso ler o meu "Desastre Iminente" rsrsrs... bjs!

      Excluir
  5. Oi Elis!
    Eu não estava muito empolgada para ler esse livro não. Gostei da sinopse, da capa...mas sabe quando vc já está meio saturada desse tipo de história? Sou eu. rs Estou bem chata ultimamente, essa é a verdade. rs
    Sua resenha me deu uma animada. Não garanto que lerei esse mês, mas vou dar uma chance a ele, juro! E espero gostar da leitura tanto quando vc. :)
    Beijocas
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  6. O que mais gosto nesse novo genero, New Adult, é que eles conseguem tratar a sexualidade, nos trazer cenas de prazer, mas sem trazer a vulgaridade e sem tornar o livro algo sem sentido. São livros eróticos, mas com histórias de amor! Não apenas sexo, sexo, e sexo...
    Esse livro parece ser mais um dos ótimos do genero, nunca tinha ouvi falar dele. Mas agora é mais um para a minha lista de desejos, imensa lista de desejos.. rsrs
    Parabéns pela resenha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Amo New Adult e esse parece ser ótimo, fiquei bastante interessada em ler não só esse primeiro livro com a trilogia toda.

    ResponderExcluir
  8. Oi Elis. A Bliss me fez lembrar a Ana de 50 Shades... Espero que ela não seja tão chata. rsrs Adorei o fato de ter um pouco do universo de artes cênicas, que eu gosto bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris!
      Na verdade eu achei ela engraçada ;)
      Beijos!

      Excluir
  9. Esse não é o meu gênero de livro favorito, tentei ler alguns e a leitura não fluiu, mas gostei bastante da sinopse e da sua resenha, quem sabe posso tentar mais uma vez.

    ResponderExcluir
  10. Não é o melhor New Adult que eu já li, mas com certeza é o mais engraçado!Me divertia muito com as tiradas da personagem!kkk E eu concordo com você quanto a Bliss, ela é bem imatura mesmo, enquanto que o Garrick... é o paraíso. Eu dei três estrelas no Skoob, por ser um livro leve e divertido, ótimo pra se ler a tarde, mas apenas isso. Não é um livro que você fica horas pensando nele após ter terminado de ler.
    E eu gostei mais dos próximos volumes do que desse, os contos do casal são melhores ainda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda!
      Se os próximos são melhores, me animo ainda mais :)
      Beijos!!

      Excluir
  11. Oi Elis.
    Eu acabei de ler esse livro, e gostei do desenvolvimento da narrativa e do desfecho bem amarradinho.
    A princípio tive medo de encontrar algo muito hot, mas as cenas calientes são tranquilas e a Bliss é engraçada demais, adorei toda trapalhada dela e divagações.
    Concordo quanto a questão do álcool, achei desnecessária tais cenas.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  12. Elis, eu não sei se irei gostar do livro, acredito que o fato de os personagens beberem muito também irá me incomodar, mas fiquei tão curiosa, o livro parece muito interessante , não sei muito sobre teatro e gostaria de saber mais. A Bliss parece ser uma protagonista legal. Ainda não li nenhum New Adult, acredito que tenham muitos palavrões. Não sei se estou certa. Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sara!
      Alguns NA contém palavrões sim, mas essa autora não abusa dessa característica ;)
      Beijos!!

      Excluir
  13. Li já a algum tempo e achei divertido. O que posso dizer é que a autora descreveu tão bem o Garrick que eu enxerguei nele o Joseph Morgan. Comentei isto no twitter da autora e ela respondeu dizendo que sim, que Garrick havia sido inspirado no ator.
    Bj, Aris.
    http://arismeire.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que informação legal, o Joseph é lindo mesmo e irresistível como o Garrick ;)
      Beijos!!!

      Excluir
  14. Eu achei o título do livro meio escuso porque eu lembrei da minha avó, que dizia "Fulana se perdeu" e a história do livro ainda é falando de virgindade é que me lembrou mesmo. Hauhauhauha
    Mas eu leria sim, acho essa linha de enredo bem legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Kris, e depois me conta o que achou ;)
      Bjs!

      Excluir
  15. Festas regadas a alcool geralmente não trazem bons frutos. Gostei da capa do livro e o enredo é bem interessante. Vou querer ler.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  16. Confesso que não me identifiquei muito com a proposta do livro. Talvez se eu lesse quando mais nova, a coisa fizesse um pouco mais de sentido. rs
    De qualquer maneira, os personagens parecem interessantes, charmosos e bem construídos. A história parece despretensiosa mesmo, sem muita inovação, mas gostosa de ser lida.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Estou muito querendo ler esse livro totalmente perfeito

    ResponderExcluir
  18. É muito difícil eu ler algum livro que siga essa linha encontrada em Perdendo-Me, quando vi esse lançamento da Novo Conceito não dei muita importância, justamente por pensar que seria mais do mesmo que tanto vem sendo publicado, foi uma grata surpresa saber que o livro é mais que isso, mostrando um pouco do universo do teatro e de quem o estuda, os dilemas que os jovens enfrentam seja na vida universitária ou na vida sexual mesmo, a questão do uso excessivo do álcool acredito que seja um estímulo para que façamos aquilo que geralmente não faríamos sóbrios, por isso é tão usado nos livro NA, com ele não pensamos em mais, apenas em satisfazer nossos desejos, como acontece quando ela leva Garrick para a casa logo no início do livro.
    Vou esperar a publicação dos próximos livros e decidir se leio ou não, gostei das indicações mostrando o que cada livro contém, muito útil na hora de escolher um título pela capa.

    ResponderExcluir
  19. Ah, era isso que estava faltando para eu me decidir se comprava ou não "Perdendo-me". Eu queria lê-lo, mas quando o vi de pertinho, oscilei e acabei não comprando por achar que talvez fosse mais do mesmo. Agora, fiquei empolgada novamente, gostei da sua descrição do Garrick, ele parece ser bem diferente do que eu pensava e isso me intrigou, e digo o mesmo sobre Bliss.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!