[Resenha] O Amor está no Ar

O Amor Está No Ar - Jennifer Echols

O Amor está no Ar - Jennifer Echols
Sinopse - Editora Pandorga - 2014 - 398 páginas


Leah Jones é uma adolescente que desde cedo precisou aprender a se cuidar sozinha, já que sua mãe é uma irresponsável. Ela e a mãe vivem num trailer de aluguel, no estacionamento anexo ao pequeno aeroporto de Heaven Beach, na Carolina do Sul. Transpondo sua realidade limitadora, aos quatorze anos Leah começa a trabalhar no aeroporto, com objetivo de juntar dinheiro para realizar seu grande sonho: aprender a pilotar aviões.

"(...) ficar me lamentando não me faria bem. A coisa que mais me irritava sobre minha mãe era que, sempre que algo dava errado, ela continuava fazendo as mesmas coisas esperando que o resultado fosse diferente. Eu precisava pensar grande."

Lá ela conhece o dono da Hall Aviation, uma empresa que trabalha com transporte de banners para propaganda, passeios de avião e aulas de vôo. Como estão na baixa temporada, o Sr. Hall concorda em dar aulas para Leah, a um preço que ela consiga pagar com o seu pequeno salário.

"(...) Eu estava voando. Eu via tudo pela primeira vez, e talvez pela última. Tudo isso de uma só vez era irresistível. Dei uma olhadinha para trás e vi o oceano, fascinada por aquele lindo pedaço de terra que todo mundo aproveitava, e que era tão perto da minha casa, mas tão longe do meu alcance."

Convivendo durante anos com o Sr.Hall, Leah conhece seus filhos Alec e Grayson, que moram com a mãe em outra cidade e costumam ficar com o pai nas férias de verão. Alec e Grayson não vêem Leah com bons olhos, acham que ela é amante do pai deles. Quando Leah completa dezoito anos e finalmente consegue tirar sua licença de piloto, o Sr. Hall morre e ela fica arrasada, porque além de perder um grande amigo, perde também uma vaga garantida como piloto na Hall Aviation. Grayson e Alec assumem os negócios do pai e Grayson convida Leah para trabalhar com eles, mas quando Leah se recusa (porque acha que os irmãos não darão conta do negócio), Grayson a chantageia, obrigando-na a trabalhar para ele e exigindo também que ela dê em cima do Alec. O que estará por trás dessa atitude do Grayson, já que obviamente rola uma química entre ele e Leah?

O Amor está no Ar possui uma narrativa inicialmente bem ácida e amarga, feita em primeira pessoa por Leah. Ela foi criada sem amor e apesar de estar perseguindo seu sonho profissional, não parece ter qualquer esperança em relação a sua vida sentimental. É como se ela não se sentisse capaz de ser amada ou de ter amigos verdadeiros. Por outro lado, toda blindagem que Leah construiu em volta de si para ficar forte e enfrentar o mundo sozinha, a impede de se mostrar verdadeiramente aos outros, tanto os seus sentimentos quanto as suas necessidades.

Paralelamente a isso, Grayson é o contraste em pessoa. Chantageia Leah como se ela fosse uma vadia, mas demonstra preocupação com ela, com as condições precárias onde mora e com a sua geladeira sempre vazia. Ele a alimenta, a protege e a cativa, enquanto a empurra para o seu irmão. Como assim criatura??? Mas devo admitir que quando descobri os motivos do Grayson eu os compreendi, apesar de não concordar com seus métodos.

Esse foi um livro que despertou sensações contraditórias em mim. Me senti incomodada durante quase toda leitura, mas não consegui identificar exatamente o porquê. Eu admirei a Leah em muitos aspectos, e não concordei com ela em vários outros, mas estranhamente não consegui me afeiçoar à protagonista. Por isso senti a leitura mais densa e amarrada até metade do livro, quando o ritmo começou a acelerar gradativamente até "decolar" no final, do qual gostei bastante.

A história me passou uma mensagem de que se libertar das amarras (impostas pelo nascimento, ou decorrentes de um luto) pode ser algo trabalhoso e difícil, mas se permitir sonhar e amar novamente (ou pela primeira vez) é exponencialmente recompensador.

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Pandorga.
Aguardamos seus comentários! Beijos...

11 comentários

  1. Oi Elis!
    Não conhecia o livro, mas acho que iria gostar da história, mesmo com essa atitude muito estranha do Grayson. Só achei uma coisa meio estranha, como a Leah começa a trabalhar com 14 anos? Talvez a protagonista pudesse ser um pouco mais velha já no início do livro...
    Bjs
    sorelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eve!
      O aeroporto da história é bem pequeno e simples, não fica claro no livro se o trabalho é com "carteira assinada" ou não, não sei como funcionam as leis trabalhistas nos Estados Unidos, mas essa é uma questão interessante ;)
      Beijos!

      Excluir
  2. Elis, nunca li um livro sequer da autora, mas não sei se começaria com este!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Elis :3

    Comprei esse livro na Bienal de SP esse ano, mas te confesso que eu não sabia de nada sobre a história, eu estava confiando somente por ser um livro da Echols. Mas vejo que eu vou curtir a leitura!

    Beijos
    ~nathália
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
  4. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela capa e sinopse, agora essa resenha me deixou ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece ótima.

    ResponderExcluir
  5. Bem interessante este livro, pelo que percebi tem seus momentos de tristeza, com fases difíceis para a protagonista, mas sem deixar de ser uma história cativante. Gostei!

    ResponderExcluir
  6. Eu definitivamente AMEI essa capa! Que linda!
    Nunca ouvi falar desse livro, mas achei a história interessante! Fiquei curiosa... :)
    Ótima resenha!

    Bjinhos,
    www.estavarelendo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Elis, é a minha primeira vez aqui e já estou surpreendida *--* que história linda, fiquei curiosa pra saber os motivos de Grayson, mas vou procurar o livro, a leitura vai valer a pena com certeza.
    Bjos
    www.nagiladomingos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nágila!
      Obrigada pela visita e volte mais vezes, beijos!

      Excluir
  8. Oi, Elis!

    Pela sua resenha, o livro deve ser bom e repleto de aprendizagens. Fiquei curiosa para conhecer mais a Leah e descobrir os tais motivos de Grayson.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!