[Resenha] Starling

Starling - Lesley Livingston

Starling - Lesley Livingston
Série Starling - Livro 01
Sinopse - Editora Jangada - 2015 - 288 páginas


Starling é o primeiro livro de uma série escrita pela canadense Lesley Livingston, que utiliza elementos da mitologia - sobretudo a nórdica - para contar a sua história, ambientada nos tempos atuais, na Ilha de Manhattan.

A protagonista é Mason Starling, cuja única preocupação era (até então) alcançar o objetivo de ser aceita na equipe nacional de esgrima, e quem sabe um dia, competir nas Olimpíadas. Mason tem um irmão mais novo (pentelho) chamado Rory Starling, que pratica esgrima junto com ela na Academia Gosforth, e seu irmão mais velho é Roth Starling, um cara caladão e com pinta de motociclista. Mason também tem um “paquera” na academia, o gatíssimo Calum Aristarchos, e sua pseudo-inimiga é Heather Palmerston, a “ex” de Calum.

Toda a normalidade da sua vida termina na noite em que a Academia Gosforth sofre um ataque sobrenatural durante uma tempestade, onde Mason e seus amigos ficam presos dentro do ginásio, são cercados por criaturas ferozes e mortais, e salvos por um jovem guerreiro que surge em meio ao caos bramindo a sua espada. O nome dele é Fennrys, o Lobo, mas isso é tudo o que se sabe, pois Fennrys perdeu sua memória. Depois dessa estranha noite, todos preferem ignorar o ocorrido, com exceção de Mason, que deseja entender o que aconteceu, e para isso irá contar com a ajuda de Fennrys, que precisa descobrir quem é (ou o que é) e porque surgiu de repente no meio da batalha.

Starling possui uma narrativa em 3ª pessoa agitada, alternada entre vários personagens: com Mason, vivemos a experiência de descobrir que a realidade não é como ela acreditava; com Fennrys, acompanhamos sua situação de conhecer os mistérios sobrenaturais, mas nada sobre si mesmo; Rory é o cara que cava segredos que deveriam ficar escondidos (o garoto é perturbado!); já Calum, Roth e Heather reservam algumas surpresas aos leitores. A construção de cada personagem (suas habilidades, fraquezas, medos e desejos) é bem delineada, alguns nos enganam à princípio para depois revelarem sua verdadeira face.

A trama gira em torno de uma Profecia, segundo a qual uma determinada sequência de fatos levará ao Ragnarök, ou seja, o fim do mundo. Enquanto uns querem evitá-lo, outros tentam provocá-lo a qualquer custo. Apesar da grande quantidade de cenas de perseguição e luta, eu achei o enredo um pouco solto, o início da leitura foi super ágil, mas a demora da autora em demonstrar onde pretendia chegar com sua história, fez com que a leitura ficasse truncada para mim durante um tempo, para voltar a fluir no último terço do livro.

Também senti falta de uma conexão maior com Mason, normalmente eu detesto protagonistas que ficam se queixando eternamente, mas com ela foi o contrário, o mundo estava “desabando” ao seu redor e ela nem se abalava, nunca pensei que diria isso, mas faltou #mimimi da parte dela. Já Fennrys me conquistou: o cara, mesmo desmemoriado, tem muito “sex appeal”, a autora poderia ter explorado melhor a atração entre Fennrys e Mason, mas esse não foi o seu foco neste volume, quem sabe mais pra frente?

A última parte da história reserva revelações bombásticas, mas muitas perguntas ficam no ar. O livro acaba num momento de clímax, deixando o leitor totalmente em suspenso, não só em relação ao destino de Mason, bem como o de toda a humanidade, ameaçada pelo iminente Ragnarök. Agora é aguardar ansiosamente o próximo volume da série, “Descendant”, ainda sem previsão no Brasil.

Série Starling


#1 Starling (2012) - Starling (2015)
#2 Descendant (2013)*
#3 Transcendent (2014)*
*ainda não publicados no Brasil


Essa leitura foi uma cortesia da Editora Jangada.
Aguardamos seus comentários! Beijos...

10 comentários

  1. tenho lido boas colocações a respeito e isso tem me motivado, será uma nova aposta para mim! em breve darei a chance de conhecer mais da trama
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ahaha faltou mimimi da parte da protagonista, essa foi ótima! Mas concordo, viu? O mundo desabando ao redor e a pessoa não fica nem um pouco abalada? Impossível. Quem sabe os próximos volumes abordem mais isso.
    Bom, eu me interessei por Starling já no lançamento, porque qualquer coisa relacionada à Mitologia Nórdica me chama a atenção; estórias tipo essa são minhas preferidas, minha zona de conforto *-* Espero poder conferir essa logo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, achei a Mason muito "zen", mas de toda forma a história é super interessante. Beijos!

      Excluir
  3. Curto muito tudo isso, fantasia, mitologia e sobrenatural, o livro parece ser ótimo, fiquei bastante interessada em ler.

    ResponderExcluir
  4. Oi .
    Eu sou muito fã de mitologia , o livro me surpreendeu bastante pelo fato da autora expressar os assuntos dos personagens , me deixou bastante curiosa para ler o livro ,é um livro que me apaixonei de cara , então quero muito ler ele.

    ResponderExcluir
  5. Resenha bem escrita, mas não curto muito livros de mitologia.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Amo Mitologia!!!
    E pela sua ótima resenha tenho certeza q. vou amar!!!!
    Já está na lista do Desejo! hehehe

    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
  7. Elis, mitologia nórdica? Amei! Haha Gosto muito de mitologia e sempre que vejo algum livro com o tema fico super curiosa pra ler!
    Gostei dessa construção dos personagens; é bom ser surpreendida durante a leitura, fazendo com que as ações não sejam tão previsíveis. O ruim vai ser aguardar o lançamento do próximo livro!

    ResponderExcluir
  8. Oi Elis, li pouca coisa desta série, mas basta citar a palavra mitologia para eu já me interessar.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Caramba !!! será que presta!!! ssrsrsr... pelo que pude analisar na resenha me parece
    Ser uma temática bem trabalhada, e o uso não somente de uma mitologia, mas também de várias, me agradou muito como me deixou surpresa sempre tenho mania de julgar livros pela capa, srsrsrsr ¬¬’’ Isto porque pelo pouco que li aqui a respeito do livro a autora não deixou o leitor perdido, ao misturar inúmeras histórias mitologias ela conseguiu explicar o porque, e de manter o leitor atento e não perdido. E a escrita parece ser simples, mas bem elaborada fluindo fácil e rápida.
    A ambientação e a criação dos personagens descrita me parecem ótimas. Gostei de todos eles, e gostei da forma como você desenvolveu na resenha. Não pensei que um Deus Egíptico, chamaria mais minha atenção que os Deuses Nórdicos, que o que me parece é a mitologia mais focada no livro. Não sei muito o que falar. Tenho percebido que não sou boa com as palavras para expressar , mais por incrível q pareça gostei da proposta do livro, Enfim,espero que não nos deixe malucos e traga o mais breve possível esse segundo livro..(te acalma Clarice, nem li o primeiro ainda ....¬¬’’’) não posso acumular leitura Oh! Céus!!!

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!