[Resenha] Filhos de Lilith - O Despertar

Filhos de Lilith - O Despertar - Elaine Velasco

Filhos de Lilith - O Despertar - Elaine Velasco
Série Filhos de Lilith - Livro 01
Sinopse - Madras Teen - 2015 - 160 páginas


Filhos de Lilith: O Despertar é o primeiro livro da Série Filhos de Lilith, onde a protagonista é Alice Layil, uma criatura da noite recém-transformada, que fugiu do seu criador antes de ser "orientada" sobre suas novas necessidades, e está temporariamente desmemoriada, pois o processo de "transição" pelo qual passou afetou suas lembranças, tanto sobre o que aconteceu no cativeiro, quanto as mais antigas.

Na primeira parte do livro, estamos à deriva junto com Alice, não sabemos quem ela era ou é, o que aconteceu, ou por quais objetivos. A narrativa em terceira pessoa foca bastante na ação e descrição das cenas, além de evidenciar as sensações de Alice, que não sente mais fome ou sede e mesmo assim sabe que seu corpo está mais forte e desenvolvendo habilidades especiais. Até que uma "fome diferente" a domina e ela ataca sua primeira vítima humana, alimentando-se de sua energia sexual, sangue e memórias. 

"Imediatamente levantou-se e o olhou, imóvel, tombado na cama. Meu Deus! O que fizera? Que tipo de monstro ela havia se tornado? Uma palavra ecoou em sua mente: VAMPIRO."

A partir de então, Alice conhecerá outras criaturas da noite, e através do que elas lhe contam ou lhe ensinam e também de alguns flashes de lembranças que terá ao longo da história, conseguiremos saber mais sobre a criatura na qual ela se transformou.

Íncubos e súcubos, vampiros, bruxas, anjos caídos (demônios e jinnis) e a própria Lilith... a mitologia que envolve os seres presentes nessa história é muito interessante, aos poucos percebemos como funciona a hierarquia que rege as criaturas da noite, e como eles cooperam (ou não) entre si para manter o equilíbrio de forças necessário à coexistência. Anjos e nefilins também foram citados, e pelo jeito terão uma participação maior no decorrer da série.

Apesar de conhecer histórias com todo tipo de criaturas sobrenaturais, essa leitura me causou estranhamento. A autora não utiliza a faceta irônica e divertida dos livros de fantasia urbana que eu costumo ler, ou a pegada sexy dos romances sobrenaturais que tanto amo, mas sim uma característica sombria e até cruel, pois não tenta humanizar os seres sobrenaturais, que agem conforme o seu instinto e pensam de acordo com sua própria lógica: o que importa é a sobrevivência da espécie deles, não a nossa. Inclusive o sexo praticado com os humanos é realizado visando a obtenção de energia vital (ou para fins ainda piores).

Justamente por isso, não consegui sentir empatia pela protagonista Alice. Ela até tem alguns lampejos de humanidade e arrependimento, mas são breves e rapidamente sobrepujados por suas necessidades vampíricas. Não consegui me identificar com as atitudes ou motivações dos vampiros dessa história, pelo contrário, em algumas partes me senti chocada, principalmente durante a leitura do capítulo dezenove, onde o posicionamento dos vampiros mediante um grupo específico de humanos foi truculento e intolerante. Suas ações incomodam, geram reflexão. Ainda bem que é apenas ficção.

A escrita da brasileira Elaine Velasco é singular, não convencional. Algumas reações de Alice me pareceram exageradas ou disparatadas, mas não posso negar que fui pega de surpresa em diversos momentos, e que a imprevisibilidade da história me fez devorar o livro rapidamente e ficar curiosa pela continuação, visto que ainda não foi revelado o porquê de Alice ser transformada, nem para quê ela será usada. Além disso, a iminência de uma guerra entre anjos e demônios promete muitos acontecimentos na sequência dessa série.

Recomendo o livro para maiores de 18 anos.

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Madras Teen
Aguardamos seus comentários! Beijos...

24 comentários

  1. Ainda Não conhecia a escritora brasileira Elaine Velasco,pela resenha pude perceber que a leitura dessa Série Filhos de Lilith, obra deve ser muito boa em relação a a capa, que achei chamativa, intrigante e muito bonita, e para o capricho da Editora o desenrolar da trama é bem interessante nesse 1º volume espero ter mais empatia pelos acontecimentos na sequência dessa série, talvez possa acrescentá-la na minha estante, inclusive não posso deixar de falar que a resenha esta ótima .*---*

    ResponderExcluir
  2. Oiiiiêê
    Nossa, esse livro promete mesmo em?kkkk
    ainda não li o livro,mas ganhei uma promoção da editora e recebi esse livro, kkkk
    já tá em casa só falta vontade pra ler ele, mas essa capa tá muito diva, adoro o trabalho do RK ele é fera
    Bjks

    Passa No Meu Blog: http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Só pelo titulo remetendo a Lilith o livro já me convida a leitura. [Foi o que pensei quando abrir o blog :)] Ai depois pensei: vampiros maus huhu kkkk Não sou uma fã indesculpavel desse universo de criaturas da noite sensuais ou ironicas, aqui e ali encontro um ou outro titulo que me atrai e pouco a pouco vou me aproximando dos livros de terror clássicos, mas de certa forma me pego perguntando se essa coisa de vampiro bonzinho não cansa... ai vem a Alice na contra-mão... em um texto para maiores de 18 anos com violência e tudo o mais! Fiquei curiosa, mas vou esperar a conclusão da série, gosto de ler os livros quando tudo ou já foi concluido ou falta pouco.

    Cheros, Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você curte vampiros mais "desumanos", essa é uma ótima pedida Pandorga!
      Beijos =)

      Excluir
  4. Ai que legal! Adorei a resenha e estou esperando o meu exemplar chegar :3

    Não curto muito vampiros, mas esse me chamou muita atenção. E apesar de você ter citado alguns pontos negativos na leitura, ainda assim acho que irei gostar ><

    Jhonatan | Leitura Silenciosa
    PARTICIPE DO NOSSO TOP COMENTARISTA E CONCORRA A DOIS LIVROS INCRÍVEIS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois quero conferir sua opinião Jhonatan, bjs!

      Excluir
  5. Elis, recebi esse livro também. É a primeira vez que leio alho da autora e espero gostar da leitura. Pelo que barras tem.um.lado diferente que com certeza vou estranhar com certeza. Nada melhor do que tirar. As próprias conclusões. Sempre bom saber da sua opinião. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi! Pela sua resenha, esse livro é tudo o que eu imaginava, tem certa frieza dos seres sobrenaturais e atitudes que chocariam, a capa me passou isso e a sinopse só me fez confirmar. Não sei se gostaria de lê-lo, gosto mais do toque sensual e mostrando até que ponto a maldade de um ser pode chegar e se existiria algo que o impedisse sem precisar força bruta.

    ResponderExcluir
  7. Oi Elis!
    Realmente. o que não estamos acostumados nos causa estranhamento! As pessoas mais sensíveis em geral ficam chocadas com essa natureza animalesca que esse tipo de vampiro possa ter!
    Sua resenha ficou excelente e nos passa todos seus sentimentos so ler o livro, parabéns!
    Bjus
    fabi
    Romances & Sonhos

    ResponderExcluir
  8. Nossa o livro parece ser ótimo, curto muito seres sobrenaturais, essa série promete, fiquei bastante interessada em conferi isso tudo.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Elis!

    Amo histórias que envolvem seres sobrenaturais e esse livro está repleto deles! Apesar de não ser nada agradável, gosto de ver o lado sombrio de tais criaturas, mas tem limite, é claro, rs. Portanto, eu provavelmente teria a mesma reação que você teve e não sentiria empatia pela protagonista.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. não é um livro que me deixe louca de vontade de ler, o enredo acaba por ser estranho
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Ótima resenha!
    Pois não é o tipo de livro que gosto de ler...mas através do seu olhar me instigou a curiosidade para ler e ver o desenrolar da história.
    E a capa é super misteriosa!!!!!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
  12. Estou morrendo de vontade de ler esse livro desde quando vi o lançamento. Parece ser ótimo, ainda não li nada dessa editora, mas quero começar por esse. A capa está linda e a sua resenha me deixou ainda com mais vontade de ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Ah! Elis!
    Teve contato com a origem animalesca e cruel dos vampiros e isso a chocou. Na verdade os vampiros apesar de serem seres sensuais e conquistadores, tem sua origem na ferocidade mesmo.
    Fiquei interessada porque amo as criaturas fantásticas, principalmente os vampiros e ainda mais toda hoste angelical.
    Bem ansiosa pela leitura desse livro.
    Bom domingo e semaninha abençoada!
    “O segredo da felicidade é encontrar a nossa alegria na alegria dos outros.” (Alexandre Herculano).
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Rudy, cheirinhos pra você também *-*

      Excluir
  14. Oi, Elis!
    Estava bem curiosa com relação a esse livro. Já tinha uma ideia de que a história era com seres sobrenaturais, mais propriamente as criaturas da noite; e apesar de não gostar mais tanto de leituras assim, estava disposta a dar uma chance ao livro. No entanto não gostei de certos pontos da narrativa, essa crueldade exagerada, sabe? Não sei, não me agradou muito não. :/ Mas não posso deixar de dizer que fiquei curiosa pela continuação, pois agora que iniciará a guerra, pode ser que me agrade um pouco mais (ou não rs). E tomara que seja explicado o motivo pelo qual Alice foi transformada, né? Vai que tem a ver com a guerra, que talvez ela seja uma peça fundamental para restaurar a paz. Enfim, só esperando pra saber. :) Vou aguardar pelas resenhas do próximo volume. Por enquanto, não irei ler o livro. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Okay, é uma leitura bem forte, então.
    Eu também sou acostumada a ver um tanto de humanidade no pior dos seres sobrenaturais (principalmente na parte dos vampiros), e provavelmente ficaria meio chocada com uma protagonista que não tem esse lado. De qualquer forma, minha curiosidade em relação ao livro não diminuiu, só aumentou :)
    O que me incomodou foi o tal de Íncubos e súcubos '-' Tem isso na história mesmo? Sério, eu acho isso muito bizarro, tenho pavor quando falam dessas coisas perto de mim. É o único tipo de mito que eu realmente tenho pavor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Anelise, nessa história os íncubos e súcubos são demônios descendentes de Lilith, e os responsáveis pela criação dos vampiros. Beijos!

      Excluir
  16. Oi Elis! Eu estava bem curiosa sobre este livro e esperando uma opinião de alguém que confio, olha, também esperava o toque leve e divertido, ou mesmo aquele lado sexy e sedutor, mas pelo visto a autora optou por mostrar que os seres sobrenaturais são pura maldade. Eu leria por gostar de algo mais pesado, mais cruel, mas sem muitas expectativas, pois vou ser sincera, ainda me encanto com tramas onde surge aquele amor impossível entre um humano e um ser das trevas, afinal no final, o amor acaba atuando como um redentor.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  17. Ainda não havia ouvido falar do livro, vim olhar a resenha pela capa e para a minha surpresa é muito mais que uma capa bonitinha. Amei sua resenha e a sinopse do livro!!! Estou louca pra ler e ver o que penso da leitura. Bianca Valente

    ResponderExcluir
  18. Historia e os personagens desse livro são muito sombrios e perversos e coisas que eu gosto em livros envolvendo vampiros e seres da noite espero conhecer mais dessa que e o primeiro livro de uma serie expectativas por eles.

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!