[Resenha] O Duelo dos Reis

O Duelo dos Reis - Joe Abercrombie

O Duelo dos Reis - Joe Abercrombie
Trilogia A Primeira Lei - Livro 03
Sinopse - Arqueiro - 2013 - 576 páginas


“O Duelo dos Reis” encerra a trilogia “A primeira Lei” cujos tomos I e II já resenhei aqui, e fecha com chave de ouro a estreia de Joe Abercrombie, já considerado um dos melhores autores de fantasia na atualidade. Diferenciando-se ao abdicar o lugar comum, ele reverte o sentido da jornada do herói para um encontro com o si mesmo, e assim nos faz indiretamente um convite à reflexão.

Em uma estilização da realidade que vai da farsa ao humor negro, o contexto da trilogia nos remete à comédia burlesca onde o bufão nos faz gargalhar da tragédia humana, neste tomo já estamos familiarizados e cativados com as envolventes personagens do enredo, que evoluem de modo espetacular no decorrer da trama, portanto chegou o momento de testar ao máximo suas forças...

“Quando eu estava de cama, aleijado depois de voltar de Gurkhul, pensei que nunca poderia afundar mais. Quando dirigi a brutalidade de uma prisão fedorenta em Angland, pensei o mesmo. Quando trucidei um homem num abatedouro, imaginei que havia chegado ao fundo. Como estava enganado.”

A trama que gira em torno de vingança e busca do poder, chega ao ápice do que poderíamos chamar de desafio e consequência, afinal trata-se desde o início de um jogo repleto de blefes onde nada é o que parece ser, portanto inúmeras transformações em curso irão afetar de modo abrupto as personagens que julgávamos conhecer:

“O tabuleiro está arrumado, as peças prontas para serem movidas. Quem será o vencedor desse joguinho sórdido? Logo veremos...”

Para tanto será preciso percorrer 568 páginas, abrir a mente para reviravoltas atordoantes, batalhas sangrentas, vilanias da pior espécie e estar pronto para percorrer os corredores mais escuros da natureza humana. Não existe espaço para tédio, o jogo de Abercrombie é dinâmico, surpreendente, mordaz.

O mestre da charada nos guia por capítulos nomeados que invariavelmente se concluem em uma deliciosa “moralitè” que intercala os núcleos: nórdicos, magos, nobres e militares da União em um entrementes contínuo, repleto de suspense, obstáculos aparentemente intransponíveis, reencontros trágicos e bizarros, que nos fazem devorar a leitura.

A construção das personagens é esmiuçada, neste tomo seus defeitos são escancarados sem piedade, isso as conduz a uma verossimilhança assustadora com o lado mais sombrio da realidade, daí a estrutura cômica para suspender a tensão e dissolvê-la com ironia mordaz e inúmeros diálogos ácidos.

Neste ponto eleva-se soberano o grande trunfo da trilogia: Sand dan Glokta, essência e supra sumo da obra, com seus subtextos sombrios e malévolos, máximas sarcásticas, diálogos afiados, sagazes, ele nos seduz mesmo em sua monstruosidade, afinal sentamos ao lado dele desde o início, o belo lorde que foi aleijado nas masmorras de Gurkhul será nosso guia aos meandros do poder, da capacidade volitiva de superação, ambição, ganância e sordidez humana.

A mulheres de Abercrombie, representadas por Ferro, Terez, Tolomei e Ardee seguem a dança: mostram-se selvagens, vingativas, ferinas e letais.

Em um ambiente assim tão hostil, a sensibilidade é uma epifania que surgirá onde menos esperamos, e nos últimos momentos mais uma vez nos surpreendemos com o casal mais inusitado da trilogia... perfeito!

Com um final completamente aberto Ehhhhhh! Aguardamos pela promessa de Joe, pois queremos mais, muiiiiiiito mais.

Sensacional, indescritível, espetacular.
Excelente leitura!

Trilogia A Primeira Lei



1) O Poder da espada - julho/2013
2) Antes da forca - junho/2014
3) O Duelo dos Reis - fevereiro/2015

Site do autor:

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Arqueiro.
Aguardamos seus comentários! By.:.

16 comentários

  1. Apesar de não ter lido nenhum livro da série, fiquei interessado no livro e também em toda a saga. Parece ser o tipo de livro que me agrada. Gosto de obras com uma pegada épica e de aventura.
    Excelente resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de abril. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  2. Pretendo este ano ainda iniciar esta trilogia, provavelmente devo gostar.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. A arqueiro mandou muito bem publicando a trilogia, porque tem muita gente que gosta. Pena que eu ainda não li os dois primeiros. Mas amei sua resenha e pretendo dar uma chance aos livros <3
    Beijos! Fique com Deus!
    http://jeremiasoliveirablog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nenhum livro dessa trilogia, mas já conhecia. Sou alucinada por esse universo de fantasia, com heróis e lutas. Ainda bem que tem muitas páginas, porque ando ficando um pouco frustrada com os livros curtinhos que li ultimamente. Pretendo dar uma chance a esses em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. sempre prometo a mim mesma que darei novas oportunidades à leituras e autores que não estão entre os favoritos e quem sabe possam me surpreender, mas admito que tenho um defeitinho bem sério: sempre vou postergando! o mesmo acontece com esse livro, sempre prometo dar uma oportunidade, mas acabo deixando de lado
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum livro dessa trilogia, curto muito aventura e fantasia, a saga parece ser ótima, fiquei bastante interessada em ler.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Ótima resenha, mas acredito que não iria gostar, pois não gosto de batalhas, sangue para todo os lados...não curto esse estilo, nem em filme...me cansa, q. a leitura não flui!
    Agora as capas achei super interessantes...atuais...
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
  8. O bom é que o autor realmente fez uma trilogia. Não se aproveitou do sucesso da obra para estende-lá . Apesar de que alguns personagens ficaram com um final meio que "em aberto".
    Para conclusão é uma excelente trilogia.

    ResponderExcluir
  9. Rosem!
    Adoro os finais abertos, principalmente em livros de ficção/fantasia onde tantos elementos e sentimentos se misturam, temos de ter margem a um final a modo da imaginação.
    Muito bom quando uma série termina de maneira agradável.
    E com mulheres tão fortes, tenho de ler com certeza.
    Parabéns pela resenha.
    “Que o coelhinho traga muito mais que ovos de chocolate! Que ele lhe traga muita paz, amor, saúde, felicidade, compreensão e carinho. Feliz Páscoa!”.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Quando o primeiro livro foi lançado, fiquei bastante empolgado, mas tenho pensado duas vezes antes de dar início a uma série nesses últimos tempos.
    Mas por todos os elementos que vc destacou, é certo que vou ler esta saga, a questão que fica é quando rsrs
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li nenhum livro da série, mas lendo a resenha desse terceiro volume, fiquei interessada, principalmente por o livro ser repleto de ação. Não é algo que leria agora, mas deixarei a dica anotada para um outro momento. :) E final aberto? Tomara mesmo que tenha continuação, ein? Sei bem como é. haha
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Para quem curte fantasia, parece uma boa pedida essa série.
    As capas estão lindas!
    Bj!
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Elis e Rosem,
    A trilogia possui ingredientes, que com certeza iram agradar aos amantes do gênero, mas saber que a trama foi finalizada de forma satisfatória me deixa tentada a dar uma chance aos livros.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Elis e Rosem,!!!

    Joe Abercrombie conseguiu de maneira brilhante criar e desenvolver personagens que marcarão o leitor por um longo tempo né??! a forma que você descreveu na resenha os personagens, aliás, pelo que me parece ,são o ponto forte dessa trilogia, e em O Duelo dos Reis, parecem ficar ainda melhores. ótimo saber que o final restaram respostas às muitas perguntas em aberto o que indica que tem mais uma ótima estória por vir,... pelo que pude esmiunçar na sua resenha foi que Abecrombie criou um mundo onde os personagens não são perfeitos, não são bonzinhos, não são heróis. Ele criou um mundo bárbaro repleto de intrigas e manipulações. Além de ter criado uma trama fenomenal. ótima resenha,inclusive fiquei tentada à comprar a trilogia para o próximo mês, tenho lido e acompanhado apenas as resenhas ,já que esse mês estou um tanto sufocada de leitura...

    tenha uma ótima tarde *---*

    ResponderExcluir
  15. Oi! Não tinha uma experiência muito boa com Fantasia, na verdade foi péssima. Esse livro parece ser diferente, nunca li uma trama que envolve duelos, interesse no poder, achei interessante. Achei curiosa ser uma trama com humor, mas reparei em um detalhe: é humor sarcástico, negro. Talvez eu procure por essa trilogia.

    ResponderExcluir
  16. A trilogia tem tudo pra ser ótima, e vendo que muita gente gosta, deve valer muito a pena. O humor negro é o que mais me deixa interessada, pois é aquele tipo de ingrediente que se encaixa bem em qualquer história.
    A minha lista de próximas leituras ta meio grande, mas espero poder ler a trilogia ainda este ano :)

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!