[Resenha] O Imperador das Lâminas

O Imperador das Lâminas - Brian Staveley

O Imperador das Lâminas - Brian Staveley
As Crônicas do Trono de Pedra Bruta - Livro 01
Sinopse - Novo Século - 2015 - 544 páginas


Brian Staveley nos surpreende com um mundo de deuses ancestrais que renegam a impureza de seus filhos, e nomeiam como “dissolução” a contaminação entre os Csestriim que lançou “nas sombras” o legado de uma raça imortal. Portanto, “As Crônicas do Trono de Pedra Bruta #1 - O Imperador das Lâminas”, nos insere em uma jornada mágica de força e poder entre homens e deuses [ou seriam demônios?].

Força bruta, poderes mentais, sedução... Qual será a arma mais eficaz para salvar o Império? 

Milhares de anos depois da “Queda dos Csestriim”, o imperador de Annur é assassinado, o crime é apenas uma das incógnitas da misteriosa conspiração em marcha para destruir os sucessores do Império: os príncipes Kaden e Valyn. A princesa Adare clama por vingança e [sem direito algum ao trono] tenta manipular a situação em meio a uma rede de intrigas, enviando uma tropa de soldados de elite à uma região inóspita, em busca do novo imperador, o príncipe Kaden, recluso em um mosteiro. Do outro lado da floresta, hahaha! Valyn, o segundo em linha de sucessão, encontra-se em uma ilha não menos distante treinando para tornar-se um Kettral, ou seja um assassino mercenário que segue uma facção conduzida pelo ar por pássaros gigantescos... UAU!

Isso mesmo... Sensacional é o mínimo que podemos dizer dessa obra, cenas brutais, intrigas mordazes, romance, ação, aventura, magia, companheirismo, mistério, suspense, cenários exuberantes, mitologias arcaicas, feiticeiros, seres fantásticos... uma fantasia épica de tirar o sono, não dá para desgrudar os olhos da escrita mágica de Staveley.

“ Eles roubam do mundo em torno deles, sugando o poder direto da terra. Nenhum homem deveria ser capaz de torcer e emaranhar as leis da natureza para atender a sua vontade.”

A narração intercala o ponto de vista dos três protagonistas: Adare em Annur, Kaden na Montanha dos ossos e Valyn em treinamento nas Ilhas Qirins em um ritmo atordoante, a prosa é fluída e interessantíssima, são três mundos em movimento. Adare nos conduz aos jogos de estratégia, política e sensualidade; Kaden nos reserva momentos hilários e místicos ao lado dos monges e de Tan, seu mestre guerreiro e guia nos enigmas do trono de pedra bruta e seus portais; Valyn é garantia de momentos sangrentos [duas espadas sempre a mão], violência e paixão são o tônus desse jovem que traz marcas no corpo e no coração, seu grupo é desbocado, irreverente e selvagem:

“ Talvez seja isso que eles querem que aprendamos, ele pensou, sonolento. Há dois mundos, um de vida e um de escuridão, e você não pode viver em ambos.”

Seus adversários são traiçoeiros e poderosos, os embates de arrepiar e contorcer as entranhas, tanto protagonistas quanto antagonistas são desenvolvidos a ponto de quase materializarem-se em nossa frente e isso apenas com três pontos de vista, Staveley é geniaaaaaaaal.

A conclusão afinada com o contexto nos conduz a um clímax ora angustiante ora fascinante, acabei a leitura encantada com a habilidade do autor em nos arrancar da realidade.

Intenso, místico, selvagem e… Magnífico!
Essa leitura foi uma cortesia da Editora Novo Século.
Aguardamos seus comentários! By.:.

18 comentários

  1. Apesar de não me interessar por esse tipo de livro, me interessei pela leitura pelo fato da história aborda um pouco de tudo romance, mistério, ação, o que acaba deixando a trama super emocionante e envolvente, vou colocar esse livro na minha de desejados.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rosem!
    Romance, ação, aventura, magia, mistério, suspense, feiticeiros... nossa, essa fantasia é um prato cheio de características que curto; só não gostei de saber que a narrativa é intercalada pelo ponto de vista de três protagonistas, não curto histórias com muitos personagens principais, dois protagonistas tá de bom tamanho pra mim...mas gostei do mundo de Kaden - gosto de momentos hilários e místicos - e do mundo de Valyn, com seu grupo desbocado, irreverente e selvagem.
    Valeu pela dica, vou colocar O Imperador das Lâminas na minha lista de leitura.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Achei bem interessante a história já que a mesma tem mistérios, magia...curto...só não gosto muito qdo é violento...mas pela sua última frase, me arriscaria a ler sim.
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  4. achei a trama forte, como toda a história de fantasia em grande maioria se propõe a ser, fiquei meio assim de lado da história, ja que não é um gênero que leio muito e cenas mais brutais me deixam com certos receios
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Rosem!
    ai que bom ver mais uma fantasia medieval bem escrita, carregada de brutalidade e misturada ao romance.
    Não tem como não desejar a leitura.
    “Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.” (Georges Bernanos)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores, participe!

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro mas depois da resenha fiquei muito curiosa,gosto muito desse gênero e o mundo criado pelo autor parece ser fantástico e fascinante o que me deixou interessada na historia se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir
  7. Ei.
    É a primeira resenha, que leio sobre esse livro, ja havia ouvido falar dele, mas realmente não tinha me chamado a atenção, gostei do tema, esse com certeza vai para minha lista de leitura.
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  8. Saudações, Senhoras Passionais!

    Não posso negar que sou apaixonador por fantasia, e essa me pareceu ser uma das boas. Não pude pedir ela pela parceria por conta da divisão com a Neyla, mas sempre que vejo o livro em uma livraria quero comprar (só não o fiz pq sei que tenho outras prioridades antes de poder me dedicar a ela). Bom, e agora parece que ganhei um incentivo a mais pra ir contra minha força de vontade XD A resenha está muito empolgantes e provavelmente acabarei cedendo em breve à tentação. :)

    Até o próximo contato, cambio e desligo!
    Ace Barros
    Capitão do drakkar Interlúdio, navegando pelo Multiverso X
    multiversox.com.br

    ResponderExcluir
  9. Sua resenha está muito boa, não conhecia esse livro, mas achei a história bem interessante, acredito que eu iria gostar da história, então quem sabe futuramente eu leia.

    ResponderExcluir
  10. Amei a resenha, mas gostaria de saber se você classifica esse livro como fantasia grimdark?

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segue a resposta da Rosem:

      Podemos dizer que nesse volume, 30% é grimdark, mas diante dos acontecimentos dos últimos capítulos, por tratar-se de uma trilogia, existe grande possibilidade de que Staveley caminhe pelo universo grimdark.

      Beijos!

      Excluir
  11. Parece ser um ótimo livro de fantasia, mas eu não sou muito fã desse gênero, por isso não me interessei na leitura.

    ResponderExcluir
  12. Voce me deixou curiosa para ler esse livro, sinceramente não me lembro de ter lido nada relacionado a essa historia, ja coloquei na lista de desejados!

    ResponderExcluir
  13. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, curto muito fantasia medieval e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece excelente.

    ResponderExcluir
  14. Caramba, não posso ler resenhas de livros de fantasia feitas pela Rosem!
    Cada vez que ela fala de um livro eu coloco na lista de desejados, depois dessa resenha não podia ser diferente.
    Isso que é livro, uma ritmo muito bem feito, narrativa afiada, personagens intensos e com desenvolvimento perfeito, cenas de tirar o fôlego, surpresas e claro muita magia!
    Se o primeiro foi assim, só imagino como são os próximos, tomará que publiquem logo por aqui e possamos voltar a obra criado pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Sinceramente é uma leitura que nao me prende; amo dramas e romances e ate livros de ruxas. mas nao gosto muito de historias medievais.
    bjs

    ResponderExcluir
  16. Eu amei o livro!!!! E estou doida para ler os outros. Quando serão lançados no Brasil???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não temos essa informação Tania, esperamos que em breve! Beijos.

      Excluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!