[Resenha] Esta terra Selvagem

Esta Terra Selvagem - Isabel Moustakas

Esta terra Selvagem - Isabel Moustakas
Sinopse - Companhia das Letras - 2016 - 120 páginas


O thriller “Esta terra Selvagem” da estreante Isabel Moustakas, surpreende já na apresentação: a imagética conceitual da capa combinada com a sinopse impactante do repórter à caça de uma gang racista que pratica tenebrosos crimes de ódio, faz do livro um irresistível convite ao leitor do gênero, mas será que uma centena de páginas pode abranger um tema de tamanha complexidade? Bem, quando trata-se de ódio e intolerância o menos é mais.

Ambientado em São Paulo, a trama tem como protagonista João, um repórter policial do “Estadão” em busca do “furo” jornalístico que pode transformar sua vida, e é realmente isso que acontece quando ele recebe o telefonema de Marta na redação dizendo que lhe dará uma exclusiva:

“Uma jovem que assistiu a tortura e ao assassinato brutal dos pais – um boliviano e uma descendente de italianos – e que depois fora abusada das piores maneiras, ainda não havia falado com a imprensa. Sete meses após esses crimes, João é o primeiro jornalista a ouvir o relato de cada detalhe perturbador do que ela havia presenciado.”

A narrativa em 1ª pessoa é intimista, coloquial, direta, assim como os diálogos que adotam o vocabulário popular com gírias, palavrões. Expressando o cotidiano sem pílulas douradas, João relata suas impressões, a investigação do caso equiparando-o a outros crimes, entrevistando pessoas, retendo ilegalmente provas, e movido por sua curiosidade passa a seguir as pistas deixadas por Marta que o conduzem ao grupo de extermínio racista que ataca pessoas consideradas “impuras”, ou seja, imigrantes, gays, nordestinos, negros e judeus.

“Esses caras estão agindo há um bom tempo, em diversas frentes, de forma organizada. É coisa grande. Não vão parar...”

“Tá, mas não tem provas, nada. Não pode escrever a respeito, tirar conclusões.”

“Ainda não.”

As descrições dos cenários dos crimes praticados são bizarras e quase palpáveis diante do fervor ritualístico, doentio e cruel dos assassinos. O cativeiro de Marta, o presépio de Henrique são realmente dantescos e inesquecíveis.

Os paulistas se identificarão com as locações, os brasileiros com a violência do racismo ainda presente em uma sociedade miscigenada, assim a trama é polêmica, atual, envolvente, repleta de reviravoltas, sobretudo inquietante tendo em vista a similaridade da narrativa com os noticiários da tv em que a xenofobia é uma ameaça real, neste sentido a brilhante Isabel Moustakas explora o tema, rasga o verbo, e realiza o oficio do bom escritor, pinçar a realidade e levar o leitor a reflexão.

Um pequeno livro, uma grande história.

Excelente leitura!

Essa leitura foi uma cortesia da Companhia das Letras.
Aguardamos seus comentários! By.:.

8 comentários

  1. Eu consegui senti o horror de ler esse livro apenas pela sua descrição. Acredito que escrever esse livro deve ser de uma complexidade imensa. Ao mesmo tempo triste e revelador, acredito que o livro tenha muito o que acrescentar. Achei a historia bem comovente e super bem escrita.
    Bom dia Rosem !!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Com certeza uma leitura forte!
    E acredito que após a leitura a mente deve ficar a mil...com tanta coisa ruim, e pior saber que isso acontece...Horrível.
    Ótima resenha!
    Não sei se leria...
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. que bom que a história te agradou tanto!
    a trama parece mesmo bem instigante e arrebatadora, mas de verdade não é muito a minha cara
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que capa mais linda e caprichada *-*
    Gostei do tema do livro e achei bem legal o que você falou sobre as "descrições dos cenários dos crimes serem praticamente palpáveis e bizarras". Acho bem legal quando o autor consegue passar essa sensação para o leitor.
    Fiquei interessada em ler esse livro ;)
    Parabéns pela resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  5. Olá Rosem!!!
    A capa já é muito forte quando olhamos para ela, traz algo parecido com o thriller.
    A história também é forte e o autor parece ter conseguido colocar inúmeras sensações.
    Parabéns pela resenha e até uma próxima o/

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi!

    Nossa ja amei.
    Essa leitura não é para qualquer pessoa com certeza, parece ser um livro com cenas bem fortes.
    Gostei da premissa descrita na resenha, o senario bem interessante.
    Sei que vou amar desfrutar dessa leitura.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  7. nossa essa leitura parece ser daquelas q deixa a gente de cabelo em pá
    adorei a resenha e faz tempo q eu quero ler um thriller bom
    ah, parabéns para a escritora pelo lançamento =)

    ResponderExcluir
  8. Nossa que livro é esse! história mega impactante hem, crimes de ódio é um tema infelizmente bem atual e que deve ser sempre discutido.

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!