[Resenha] Achados e Perdidos

Achados e Perdidos - Stephen King

Achados e Perdidos - Stephen King
Trilogia Bill Hodges - Livro 02
Sinopse - Suma de Letras - 2016 - 352 páginas


No Livro II da Trilogia Bill Hodges, “Achados e Perdidos”, King magistralmente sai do óbvio, introduz novas personagens e subverte o enredo, causando um estranhamento enigmático ao leitor: Onde está Bill? Quem são essas pessoas?

Calllma... Aviso ao navegante de primeira viagem: bem-vindo ao universo holográfico de Stephen King, a partir de uma espiral anti-horária as devidas conexões serão feitas, a lógica será restabelecida e logo nos recuperamos emitindo exclamações típicas: Ahhhh! Hummm! ao retornar ao princípio de Mr. Mercedes, onde tudo começou. Genial!

A trama é norteada pela influência da literatura na psique de alguns leitores, e como isso toma proporções diversas na vida de Morris Bellamy e Peter Saubers, que mesmo separados sob o lapso temporal de uma geração enfrentam as mesmas angustias, dúvidas, e guardam o mesmo segredo...

Ambos obcecados por um autor recluso de uma obra prima única, ops... clara referência de J.D.Salinger [O apanhador no campo de centeio] e a bizarra veneração do referido livro por seriais killers americanos... Yes! Eis as pérolas de King.

Portanto o embate entre protagonista e antagonista [Peter X Morris] é mental, poderoso, brutal, e ao arrepio da sanidade: equilibrado. Suspense e tensão contínua nos impelem a uma leitura ininterrupta [li em 24h]. Aff! Só o King faz isso comigo, confesso, hahaha!

E o Bill? Well, quando o caos está fora de controle ele entra em cena, como se um chamado divino o inserisse no caso para testemunhar um trem desgovernado, abismado equipara a ligação entre Peter e Morris a sua paranoica conexão com Brady Hartsfield. De modo que atuar como coadjuvante do desfecho visceral dos fatos, é um ponto de virada que o faz refletir quanto as suas limitações e reavaliar sua prioridade quando tiver que lidar com a essência do mal que o aguarda em “O Último Turno”.

Super indicado a Pais e Mães, pois existem coisas que jamais devem ser ditas perto das crianças...
“CLAC!”

Trilogia Bill Hodges


3. Último Turno


Essa leitura foi uma cortesia do Grupo Companhia das Letras.
Aguardamos seus comentários! By.:.

11 comentários

  1. Olá!
    Ainnnn...ainda não li o primeiro e o segundo parece bom demais!!!!
    De deixar os neurônios a mil querendo mais e mais... hehehe
    Super suspense! Muito curiosa para ler essa série!
    Quem sabe esse ano...mas já tem muitos na lista, ahhhhhhhh, mas já vou colocar, o que é mais um kkkkk
    Ótima resenha!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  2. Acredita que eu não fazia ideia de que esse livro fazia parte de uma trilogia? Eu sempre vi esse livro por aí, sempre me interessei em ler algo desse autor, mas nunca cheguei a ler realmente. Gostei muito da sua resenha, e mais ainda que essa história mexe com o psicológico das personagens (sou meio suspeita quando se trata de psciologia). Vou anotar pra saber mais depois e ver se entra na minha wislist.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Tenho medo de livro de terror, um suspense leve eu gosto, não li livros Stephen King, pois as resenhas me assustam, mas tenho muita curiosidade, espero ter coragem mais a frente e ler, pois seus livros são bem comentados.
    ronida_sindi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. nunca li nada do autor, mas parece que ele sabe dar um nó na cabeça de seu leitor, contando uma trama alucinante e cheia de enredos que mexem com o psicológico! é como se desse um nó no cérebro
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada do Stephen King e confesso que não tenho muita vontade não rs
    Apesar de ver muitos comentários positivos das obras deles, sério.
    As vezes bate aquela curiosidade, quem sabe mais frente não dê uma chance?
    Ótima resenha <3
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Rosem!
    King nunca perde a mão, né?
    Sempre nos surpreende e nos prende em seus escritos.
    Quero demais poder ler mais esse livro dele.
    “A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia.” (Ludwig van Beethoven)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Quero muito essa trilogia! Sou super fã da escrita de Stephen King! Amei sua resenha e estou muito ansiosa para fazer a leitura desses livros. Adoro esse gênero, me prende na história, do começo ao fim! Premissa fantástica. Resenha perfeita. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Ainda não li o primeiro livro, mas já estou doida pra ler esse, curto muito Stephen King, parece ser bem eletrizante e cada resenha que leio dos livros me deixa ainda mais curiosa em conferi a trilogia.

    ResponderExcluir
  9. Já quero ler esse livro, mesmo sem ter lido ainda o primeiro. Acho que seria uma boa forma de começar a ler Stephen King. A história parece ser muito interessante, do tipo que adoro ler.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada do King, mas como ele é o rei do suspense não espero menos dele, por isso não li o primeiro livro dessa série, e fiquei impressionada em saber que o autor soube introduzir com maestria novos personagens e tramas, quero ler

    ResponderExcluir
  11. Nunca li esse livro de Stephen King mas estou muito interessada em ler esse livro desde o seu lançamento!! Agora que foi lançado recentemente o último livro da trilogia e que vou procurar ler!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!