[Resenha] Ninfeias negras

Ninfeias negras - Michel Bussi

Ninfeias negras - Michel Bussi
Sinopse - Editora Arqueiro - 2017 - 352 páginas


Com uma sinopse pueril que remete a um conto de fadas contemporâneo, Ninfeias negras é tudo menos o que parece ser. Enigmática, surpreendente e inquietante, a trama de mistério nos envolve de forma cativante, já nas primeiras páginas somos fisgados pelo cenário bucólico, pelas pessoas simples e por um crime inexplicável.

Michel Bussi é um prestigiado autor policial francês, ganhador de inúmeros prêmios literários, e Ninfeias negras é o segundo livro que publica pela Editora Arqueiro no Brasil, o primeiro foi O voo da Libélula. Em Ninfeias, nos faz mergulhar no mote do assassinato de um respeitado médico, na cidade histórica de Giverny, berço de origem do pintor Claude Monet, um dos maiores expoentes do Impressionismo, tendo como temática o sigilo imposto por comunidades fechadas.

Inspirado em Monet, Bussi nos renega o mundo real e nos lança ao mundo de aparências e nós seguimos com ele, eis onde ele nos pega. Sugiro antes da leitura, para entrar no clima, uma busca no Google por Giverny, faça um passeio nos jardins de Monet e locais que são citados na abertura do livro, o clima é estonteante e vocês poderão entrar em simbiose com as quatro ruas em que tudo acontece.

Outro ponto a destacar é o arquétipo da tríplice face feminina explorado na obra magnificamente, ou seja: a donzela, a mulher, a anciã; reflexo simbólico das três intensas protagonistas. E neste sentido ressalto a estrutura narrativa excepcional que conduz o enredo sob um mistério permanente e praticamente indecifrável, mesmo diante das inúmeras pistas e reviravoltas rodamos em círculos, ao lado do carismático Laurenç e do racional Bénavides num infindável labirinto, estratégia de mestre.

“Isso durou treze dias, o tempo de uma fuga.
Três mulheres vivendo num vilarejo.
A terceira era a mais talentosa; a segunda a mais esperta; a primeira a mais determinada.
Na sua opinião, qual delas conseguiu escapar?”

Quanto às personagens, impossível não se apaixonar por essas três mulheres tão distintas e similares, como não conectar entre elas o sonho de liberdade, de busca do amor eterno e da redenção da verdade escondida enfim trazida a tona. E o que falar do cativante Netuno?

E mesmo que Laurenç Sérénac como um possível salvador de uma Stéphanie Dupain possa parecer inadequado por sua falta de pragmatismo, será sua temperança que coordenará um final estarrecedor.

“Meus dedos trêmulos se fecham em volta de duas fitas prateadas... Atravesso o espelho.”

Enfim nada é o que parece ser em Ninfeias negras, na verdade o livro é chocante, surpreendente, e sua conclusão é magnifica, encantadora e libertadora.

Uma história única.
Um livro para ler e reler... fascinante!

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Arqueiro.
Aguardamos seus comentários! By.:.

14 comentários

  1. Estou louca para ler esse livro, ele já ta guardadinho aqui na minha estantes só esperando esse momento, não li nenhuma obra do autor mais tenho certeza de que é incrível suas obras, ainda por cima essa capa é maravilhosa.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Bem interessante...a Capa já é um chamativo!
    E tendo mistério, nossa já me convidou para ler! hehehe
    Pela sua resenha, parece ser uma ótima leitura...e adorei a dica pré leitura!
    Não conheço esse autor, vou pesquisar o livro que vc mencionou, pois o título é bem atrativo tbém!
    Linda semana!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rosem!!
    Adorei a resenha já estava bem curiosa a respeito desse livro, é agora estou muito mais!! Essa edição do livro ficou maravilhosa!! E como sou muito fã de romance políciais que tenha muito mistério e suspense claro que minha curiosidade aumentou e muito sobre esse livro.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  4. Rosem!
    Já estou com ele aqui para os desejados.
    Adoro livros no estilo e ainda que traz arte para aprendermos um pouco mais de Monet e todos os outros comentários que fez, deve ser uma obra fantástica.
    Desejo uma ótima semana !!
    “Se sabemos exatamente o que vamos fazer, para quê fazê-lo?” (Pablo Picasso)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Nossa, estou doida pra ler esse livro, curto muito policial, mistério, parece ser uma história bem interessante, envolvente e eletrizante, essa resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi essa história, preciso desse livro pra ontem.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Elis!
    Já conferi diversas resenhas desse livro, mas acredita que só agora é que o nome do autor fez sentido para mim pela sua citação de O Voo da Libélula? Gente, como não reconheci-o como o mesmo autor? Chocada, sinceramente, rs Mas, enfim... Parece ser uma leitura mesmo interessante, tanto pelo mistério em si como pelo ar mais artístico de Monet, mas não é uma premissa que me chame tanto a atenção como foi o caso do livro anterior do autor. De qualquer forma, valeu a dica de novo, quem sabe em um outro momento não mude de ideia e resolva lê-lo?
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  7. não é um livro que de cara me chama a atenção, a história em si parece muito boa, mas não é o meu tipo de leitura que procuro no momento e que naturalmente me agrada

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler esse livro e saber como a vida dessas três mulheres se cruzam, pois são pessoas diferentes e saber quem assassinou o médico, que misterio me deixou intrigada, a leitura parece ser daquelas que só se consegue largar o livro quando termina.

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Eu adorei a sinopse do livro, fiquei mais que curiosa para conferir, amo esse senário de mistério e investigação, achei a capa bem interessante, gosto bastante de personagens marcantes, principalmente por se tratar de três mulheres tão distintas como você mesmo citou, enfim adorei.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Não sou muito ligada em arte e posso ficar boiando no começo do livro com tantas referências rsrs fico curiosa para saber onde as histórias das três mulheres se cruzam e se uma delas é a assassina. A cada resenha fico mais curiosa

    ResponderExcluir
  11. Nunca li um fadas contemporâneo,o que deixou bastante curiosa em relação esse livro. Eu, na verdade, não achei que se tratava de livro desse generos, pensei que seria estilo terror por causa da capa Dark. Adoro ambos que possui mistérios, então acredito que devo gosta sim. Como gostei muito da personagem Laurenç

    ResponderExcluir
  12. Genteee, Giverny é mesmo um lugar lindo! às vezes eu procuro no Google os lugares citados, mas nem sempre as descrições me interessam tanto a esse ponto.
    Apesar de não ter lido O voo da libélula, esses dois livros do autor estão na minha lista de quero ler. Todo esse mistério envolvendo as três mulheres tão diferentes e tão iguais me instiga demais. Precisooooo ler esse livro!

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Não conheço o autor, mas gostei deste livro, pois gosto muito de mistério e de livros que me prende e pela sua resenha este deve ser aquele que não dá vontade de parar até chegar ao fim.

    ResponderExcluir
  14. Não conheço esse autor, mais gostei do livro e que capa lindaaa

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!