[Resenha] Simplesmente o Paraíso

Simplesmente o Paraíso - Julia Quinn

Simplesmente o Paraíso - Julia Quinn
Quarteto Smythe-Smith - Livro 01
Sinopse - Editora Arqueiro - 2017 - 272 páginas


“Simplesmente o Paraíso”, primeiro livro da série “Quarteto Smythe-Smith”, nos apresenta a história de amor de Honoria Smythe-Smith e Marcus Holroyd. Apesar de essa nova série ser um spin-off de “Os Bridgertons” (resenhas aqui), pode ser apreciada tranquilamente por aqueles que não leram a série anterior, já que as meninas Smythe-Smith apareceram em alguns recitais, mas não tiveram participação ativa nos enredos anteriores.

Marcus Holroyd, o único herdeiro do conde de Chatteris, só teve a oportunidade de fazer seu primeiro amigo aos doze anos, quando foi enviado para educar-se no Eton College e conheceu Daniel Smythe-Smith, seu colega de quarto. A partir de então, Marcus passou todas as férias escolares na companhia de Daniel e foi em Whipple Hill que conheceu Honória, a irmã mais jovem de Daniel, de apenas seis aninhos e uma forte determinação em seguir os garotos por toda a parte. Muito tempo se passou, Marcus e Daniel ficaram adultos e, quando Daniel precisou afastar-se involuntariamente de Londres, Marcus prometeu ao amigo que cuidaria para que Honoria não se casasse com a pessoa errada. Assim, durante a primeira temporada de Honoria, ele a observou de longe e espantou os admiradores que poderiam pedir a mão da jovem em casamento.

Honoria Smythe-Smith cresceu rodeada de irmãos e primos, mas agora que suas irmãs se casaram ela sente-se solitária e sua mãe nunca mais foi a mesma desde que Daniel foi embora. Seu sonho é construir a própria família, mas por algum motivo vem encontrando dificuldades em “emplacar” um flerte com qualquer cavalheiro interessante. Por isso, nessa temporada que está passando no interior de Cambridge com suas primas e amigas, Honória está mais determinada do que nunca a encontrar um marido. É justamente essa determinação que lhe causa um grande problema, pois, ao colocar em prática um plano para “fisgar” certo pretendente, acaba machucando seu amigo Marcus, e o ferimento aparentemente banal será o veículo pelo qual o destino irá atuar, juntando Honoria e Marcus numa convivência que lhes revelará sentimentos até então escondidos em seus corações.

Todos que leram a série Os Bridgertons, já ouviram falar do Quarteto Smythe-Smith e agradeceram aos céus o fato dos livros não serem musicados, pois foram poupados de escutar os piores recitais que Londres presenciou no século XVII. Agora Julia Quinn nos presenteia com a história dessas moças, unidas por um talento musical duvidoso, o amor à família e a vontade de pertencer a um grupo, mesmo que desafinado.

Em “Simplesmente o Paraíso”, a história se passa sem grandes acontecimentos até a metade do livro, e eu estava gostando apenas moderadamente da leitura, pois, embora a narrativa da Julia Quinn seja sempre deliciosa e divertida, o enredo não apresentava muitas novidades. Na verdade não há um conflito que impeça Marcus e Honoria de ficarem juntos, eles simplesmente são duas pessoas que de alguma forma se amaram a vida inteira, cujos sentimentos foram se transformando conforme se perceberam como homem e mulher. Só que do meio para o final da história, o desenvolvimento do romance entre os protagonistas me fisgou de tal forma, que a última parte da leitura me deixou realmente suspirando, todas as cenas entre o casal, a partir do momento em que se deram conta de seu amor, foram adoráveis e lindas demais, fiquei encantada!

Adorei conhecer a família Smythe-Smith (que é enorme), matar saudades de lady Danbury e sua furiosa bengala (ela é tia-bisavó de Marcus, vejam só!) e da participação especial do maravilhoso Colin Bridgerton (que na ocasião ainda estava solteiro). Percebi que na verdade, os acontecimentos da série “Quarteto Smythe-Smith” não se passam depois da série “Os Bridgertons”, mas paralelamente a ela. Estou bem ansiosa para ler o restante da série e acredito que o próximo volume - “Uma noite como esta” - promete fortes emoções. Julia Quinn nunca me decepciona e é uma das minhas autoras favoritas de Romances de Época.

Quarteto Smythe-Smith



2. Uma noite como esta
3. A soma de todos os beijos
4. Os mistérios de Sir Richard


Essa leitura foi uma cortesia da Editora Arqueiro
Aguardamos seus comentários! Beijos...

14 comentários

  1. Oi, Elis!!
    Coincidentemente estou lendo os livros da série Os Bridgertons!! E Justamente Colin Bridgerton cita que foi no recital das Smythe-Smith!! Adorei conhecer esse livro é agora quero muito ler essa série também!! E que capa linda essa!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então menina, quando eu acabar de ler a série Smythe-Smith, quero comparar essas cenas dos recitais que aparecem nas duas séries, deve ser bem legal :)
      Bjs!

      Excluir
  2. Olá!
    Poxa Elis...acho que vamos com tanta expectativas na leitura que às vezes ficamos, tipo, mas só? hehehe
    Eu já li um Livro da Julia Quinn...nossa estava ansiosa para conhecer a escrita dela, e amei...e agora ansiosa para ler outros dela.
    Bem...como vc disse, ela não nos decepciona, kkkk, com certeza no próximo irá te prender por inteira.
    Linda semana!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nenhum livro da Júlia Quinn mas vontade não me falta, já ouvi falar muito bem desse um romance de época para se ler em casa em um ambiente super agradável. Quero ler ainda.
    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Eu estou ansiosa demais para começar esse Spin-off, amei a série dos Bridgertons e não vejo a hora der ler o Quarteto, enfim gostei da premissa e dos personagens rir muito quando comentou da lady Danbury e sua furiosa bengala.
    Enfim não vejo a hora de ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Elis!
    A Julia quis dar um 'sustinho' nos leitores, deixando a primeira parte do livro morna para depois, entrar com tudo no romance propriamente dito.
    A dedicação de Marcus para com Honoria (que nome é esse? Pelo amor...) só poderia dar mesmo em grande romance se aflorando aos poucos...
    Tenho de ler e ainda bem que os livros não são musicados...kkkk
    “Não ganhe o mundo e perca sua alma; sabedoria é melhor que prata e ouro.” (Bob Marley)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Vou querer ler essa série, pois não li nada da autora ainda. Que bom que o romance do meio do livro em diante dá uma guinada, se não a historia ficaria sem graça. Mas deve ser fofo o romance dos dois, pois ser apaixonado por alguém que se conhece desde a infância, não sei como ele esperou tanto tempo ou não se deu conta dos seus sentimentos e deve ser divertido a parte dele sabotando os pretendentes dela rs.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Elis!
    Por mais romântica que eu seja, acabei não me interessando muito por esses romances de época devido ao teor mais sensual da maioria deles, mas se eu já havia sentido certa curiosidade na série d'Os Bridgertons, fiquei particularmente ainda mais interessada em ler essa nova série da autora, principalmente por aparentar, pelas resenhas e comentários de algumas amigas que leram, ser ainda mais leve e fofa! Esse primeiro volume em especial, por essa relação inicial dos protagonistas como melhores amigos e, agora, surgindo um novo sentimento... <3 Ansiosa por conferir a leitura, principalmente após a sua resenha e reforço dos elogios à série!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥
    ♥ DandoUmadeEscritora.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  8. Elis,e u gosto de livros em que o romance surge a partir de uma amizade ou de um conhecimento de longa data entre os personagens, sinto mais verdade, mais convencimento da trama
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Elis! Estou doida pra começa a ler essa série, Julia Quinn é também uma das minhas autoras favoritas de Romances de Época, amei Os Bridgertons e lembro quando foi citado esse quarteto nessa série, essa sua resenha me deixou ainda mais ansiosa em conferi a história dessa integrante desse quarteto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Sem palavras para descrever os romances de Julia Quinn, amei Os Bridgertons, imagino o progresso do amor entre Marcus e Honoria, deve ser lindo quando descobrem que o sentimento que existe entre eles é amor.

    ResponderExcluir
  11. Olha ela ai.. nunca li nada dela, mais todo mundo fala que os livros da Julia são otimos.. vou procurar ler algum.. mais as capas deles são lindas em

    ResponderExcluir
  12. Poxa, fiquei bastante triste em saber que enredo não apresenta grandes novidades, pois estava bastante animada em relação essa serie. Porem ainda quero conhece a narrativa de Julia Quinn, recentemente a editora lançou um box maravilhoso da serie. Fiquei de queixo caido. Mas então, adorei saber que depois que Marcus e Honoria se formam, tira de nós leitores alguns suspiros em suas cenas. Espero ler algum dia a serie, e ansiosa para resenha do proximos livros

    ResponderExcluir
  13. "gosto musical duvidoso" eiuhbeiuehiueheuih todas as resenhas que leio desse livro ressaltam o quanto as coitadas são péssimas e acredito que isso dê um toque cômico à série!
    Nunca li nada da Julia, mas depois do lançamento desse quarteto fiquei curiosa em relação aos Bridgertons, mesmo que sejam "independentes". Sem contar que as edições estão lindas, bem mais bonitas que as originais!
    Quero ler, com certeza.

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!