[Resenha] Terceira voz

Terceira voz - Cilla & Rolf Börjlind

Terceira voz - Cilla & Rolf Börjlind
Olivia Rönning & Tom Stilton - Livro 2
Sinopse - Editora Rocco - 2017 - 464 páginas


Escrito a duas mãos, o romance policial “Terceira voz” é um daqueles thrillers de tirar o fôlego. Em uma simbiose perfeita, os suecos Cilla e Rolf Börjlind conduzem a trama com uma escrita fluída, cativante, repleta de reviravoltas com impressionantes pontos de virada, típicos de sua bem sucedida experiência como roteiristas de séries policiais para televisão, a mais recente é “Wallander”.

Esse é o segundo livro da série de Rönning e Stilton, que tem como introdução “Maré viva”, publicado em 2015 pela Editora Rocco, mas calma... Se você como eu ainda não leu “Maré viva” relaxe, existem inúmeros flashbacks mentais que nos posicionam quanto a fatos anteriores relevantes à trama, isso além de colorir a história, nos instiga a curiosidade pelo primeiro livro para descobrir a origem de tudo. 

Ambientado intercalando Estocolmo e Marselha, o romance policial prossegue a saga de Olivia Rönning e Tom Stilton, os protagonistas [anti-heróis] interligados por um passado arrepiante, que no decorrer dos capítulos vai sendo clarificado ao leitor como já mencionei acima, e apesar de Olivia e Tom serem extremamente envolventes, não cabe somente a eles a excelência da ação, pois os autores tem o “dom” para a criação de personagens verossímeis, misteriosos e apaixonantes.

Dois assassinatos em países diferentes dividem a cena apenas para compacta-la com maestria nos últimos e angustiantes capítulos, tirando o leitor [investigador hahaha!] do lugar comum. Nada é aleatório para esses dois sagazes escritores, nosso raciocínio lógico é desafiado a todo momento de modo inquietante, logo devoramos a leitura.  

Com os Borjlind vamos percorrer os labirintos do submundo físico e psicológico de suas personagens limítrofes, conhecer os segredos das marcas em suas peles, mas sobretudo em suas almas. Sua abordagem temática é ampla e contemporânea, envolvendo, redes sociais, suicídios juvenis, pornografia, drogas, arte, prostituição, corrupção, meandros tanto de corporações empresariais como policiais.

O ritmo é acelerado, inúmeras personagens fazem com que a narração em 3ª pessoa adote diversos e controversos pontos de vista, diálogos ácidos, situações tensas, romance, altercação de suspeitos, cenários que deslocam-se entre o deslumbrante e o sórdido equiparam metaforicamente emoções viscerais e violência explicita. Esse é o palco de uma investigação intrincada que remontará o passado para solucionar dois crimes praticamente inconciliáveis.     

Sensacional!
Excelente leitura.

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Rocco.
Aguardamos seus comentários! By.:.

7 comentários

  1. Oi Rosem, eu acompanho algumas séries de tv policiais, mas nos livros não acompanho muito esse gênero, no entanto tenho lido muitas boas resenhas e anotado algumas indicações pra me arriscar mais com esse tipo de história e essa parece ser uma boa dica, assim como seu livro antecessor, "Maré viva". O ritmo acelerado que você citou é um ponto bem positivo pra prender o leitor. Gostei da resenha e anotei a dica ;)

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Apesar de não curtir muito histórias policiais...através da sua resenha percebi que tem muito suspense e um super mistério...e isso me chamou mto a atenção! Vou deixar anotado aqui para ler o primeiro!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. apesar dos elogios a trama eu realmente não me liguei muito a premissa por não conter aqueles elementos que me prendem em uma leitura, então por hora eu não leria
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Fiquei interessada e já foi pra minha lista adoro thrillers e esse deve deixar o leitor angustiado para saber os acontecimentos, principalmente desses dois assassinatos e tem mistério e ação que adoro. È muito bom abordar esses temas pois também existem na realidade infelizmente.

    ResponderExcluir
  5. Rosem!
    Deve ser maravilhoso poder acompanhar todo desenrolar desse tremendo thriller policial.
    Pelo visto os autores deram certo ao escrever o livro a quatro mãos, assim o leitor pode se prender a leitura e acompanhar de perto a trama, mesmo sem ter lido o livro anterior.
    “Preferi sempre a loucura das paixões à sabedoria da indiferença.” (Anatole France)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  6. Se falar que é thriller policial eu amo demais, adoraria saber mais a respeito da série, eu acho que li a respeito do primeiro livro mas não entendo tanta coisa acho que só lendo mesmo.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  7. EXCELENTES para quem gosta do gênero! Li os dois livros (Maré Viva e A Terceira Voz) numa semana e, olha que somados, são quase mil páginas. Essa obra me lembrou Millennium do também sueco Stieg Larsson, inclusive a Lisbeth Salander é citada no primeiro volume.

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!