[Resenha] Ligeiramente Perigosos

Ligeiramente Perigosos - Mary Balogh

Ligeiramente Perigosos - Mary Balogh
Série Os Bedwyns - Livro 06
Sinopse - Editora Arqueiro - 2017 - 304 páginas



O romance de época “Ligeiramente Perigosos”, de Mary Balogh, é o sexto e último livro da Série Os Bedwyns. Os protagonistas dessa história são Christine DerrickWulfric Bedwyn, um casal que prova que às vezes os opostos se atraem, se completam, se misturam e se transformam, rendendo uma divertida e romântica história de amor.

Christine Derrick é a filha mais jovem de um cavalheiro de poucas posses, que conseguiu realizar um bom casamento na juventude, desposando o irmão de um visconde. Mas aos vinte e nove anos - e viúva há dois -, prefere manter distância da aristocracia, vivendo no campo com sua mãe e irmã, se ocupando em ajudar idosos e pessoas enfermas, lecionando, brincando e distraindo as crianças do vilarejo. A única amizade que cultiva dos tempos de casada é com Melanie, a esposa do barão de Renable, que possui uma propriedade próxima da vila. Quando lady Renable pede à Christine que participe das festividades em Schofield Park ela resiste, mas não consegue negar ao apelo da amiga, que precisa desesperadamente equilibrar a quantidade de damas e cavalheiros presentes no evento.

Wulfric Bedwyn, o duque de Bewcastle, é o provedor da família desde a morte do pai, ocorrida quando ele tinha dezessete anos de idade. A partir dali, Wulfric se empenhou em educar os cinco irmãos mais novos e desempenhar seu papel aristocrático o mais corretamente possível. Toda essa responsabilidade o transformou numa pessoa discreta e fechada, rendendo-lhe a fama de homem frio e arrogante. Aos trinta e cinco anos, tendo visto seus irmãos se casarem, terem filhos e tocarem suas vidas, Wulfric percebe sua casa em Londes mais vazia do que nunca e, num inadmissível momento de solidão, aceita o convite do visconde de Mowbury para uma temporada festiva em Schofield Park, o tipo de “programa” que ele jamais cogitaria em circunstâncias normais.

Em Schofield Park, Wulfric conhece Christine e os dois convivem por duas semanas. Normalmente, Christine é uma pessoa dócil e sociável, mas por algum motivo implica à primeira vista com Wulfric e, seja por sua presença fria e esnobe, ou pelas sensações que o duque suscita nela, sua reação a ele é sempre de provocá-lo e desafiá-lo.

“Ela antipatizava intensamente com o duque de Bewcastle. Mais do que isso, sentia imenso desprezo por ele e por tudo o que ele representava. Também sentia um pouco – muito pouco – medo dele, embora preferisse ser torturada a admitir aquilo para qualquer outro mortal. Ainda assim, Christine não conseguia evitar imaginar como seria ir para a cama com ele e, às vezes, ia além de imaginar.”

Wulfric não entende como Christine pode lhe parecer tão bela e fascinante, mesmo carecendo de todas as qualidades que normalmente presa em uma dama. Christine, por sua vez, não admite dar vazão à atração que sente por um homem que a olha de nariz em pé e sobrancelha erguida a todo instante. Mas apesar das diferenças entre si, com o passar dos dias Wulfric e Christine se flagram desejando estar cada vez mais na presença um do outro.

“A Sra. Derrick não sabia se comportar, concluiu Wulfric ao longo dos dias seguintes. (...) Wulfric descobriu que não conseguia parar de olhá-la. Ela era o tipo de mulher que parecia um tanto serena em repouso, mas que era de um encanto extraordinário quando animada. E a animação parecia um estado natural da Sra. Derrick.”

Em alguns momentos, as atitudes do casal me fizeram lembrar de “Orgulho e Preconceito”, outra história que eu amo de paixão: a forma como Wulfrix e Christine criam imagens pré-concebidas um do outro, a maneira como Wulfric se atrapalha com seus sentimentos e acaba propondo a coisa errada de maneira repentina, ou a coisa certa de maneira errada... Encontros e desencontros, e uma saudade que insiste em latejar nos períodos de separação, que leva as pessoas a transpor inúmeras barreiras em nome do amor.

Desde que comecei a ler essa série, Ligeiramente Perigosos era o volume que eu mais ansiava ter em mãos. Eu sentia que a história de Wulfric seria fascinante, porque nos livros anteriores ele sempre aparecia em momentos determinantes e ajudava os seus irmãos quando esses passavam por dificuldades, mas apesar do amor implícito em seus atos, existia uma certa distância entre Wulfric e a família, e uma distância exponencialmente maior entre o duque e o restante da humanidade. Eu queria ver o que havia por trás de sua máscara e Christine me permitiu isso, pois ela foi como o sol, derretendo cada milímetro do gelo que havia se formado em volta do coração, corpo e mente de Wulfric. Ela foi uma protagonista incrível, cheia de vida, alegria e personalidade, capaz de rir de si mesma e até de Wulfric, que diria rsrsrs...

Para completar minha felicidade, a família Bedwyn inteirinha marcou presença na segunda parte do livro, fechando a série com muito amor. Extremamente romântica, essa história arrematou meu coração e entrou para o grupo das minhas favoritas. Recomendo passionalmente!

Série Os Bedwyns


1 - Ligeiramente Casados (2014) - Aidan Bedwyn e Eve Morris
2 - Ligeiramente Maliciosos (2015) - Rannulf Bedwyn e Judith Law
3 - Ligeiramente Escandalosos (2015) - Freyja Bedwyn e Joshua Moore
4 - Ligeiramente Seduzidos (2016) - Morgan Bedwyn e Gervase Ashford
5 - Ligeiramente Pecaminosos (2016) - Alleyne Bedwyn e Rachel York
6 - Ligeiramente Perigosos (2017) - Wulfric Bedwyn e Christine Derrick

Prequels
1. One Night for Love - Neville Wyatt e Lily Doyle
2. A Summer to Remember - Lauren Edgeworth e Kit Butler (ligação c/ a Freyja)


Essa leitura foi uma cortesia da Editora Arqueiro.
Aguardamos seus comentários! Beijos...

20 comentários

  1. Oi!
    Quero muito ler esse livro, li o segundo livro da serie e tambem o livro que estou mais aguardado e o do Wulfric Bedwyn, pois mesmo com seu jeito duro e lindo ver a forma que ela ajuda os irmãos, por isso estou doida para poder conhecer melhor esse personagem, parece que a autora consegue criar uma historia que realmente agrada aos leitores e consegue mostrar melhor o Duque, com certeza irei ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  2. Oi Elis, acho que a autora deixou o melhor pro final e nos entregou uma história tão linda que acho que ainda existe alguém que não goste de Wulf com certeza vai sair cheia de amores depois desse livro rsrs. Concordo que Cristine foi uma protagonista incrível sendo tão oposta a Wulf e a escolha perfeita pra descongelá-lo. Amei a resenha, amei o livro e a série... Espero poder ver os prequels por aqui também mesmo eu tendo receio do segundo pois tomei partido de Freyja kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também torço para que possamos ler os prequels! Beijos :)

      Excluir
  3. Ainda não li a nenhum livro da série mas de tão bem falado já tem um tempo que estão na minha lista de desejados então espero poder começar esse ano ainda mas a listinha ta meio grande.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  4. Li em vários lugares sobre essa série e gostaria muito de ler todos os livros! Curto demais romance de época, acho divino imaginar toda história dos personagens naquele tempo encantador. E esse contém os ingredientes certos né, um homem fechado e um pouco duro e uma mulher cheia de vida e teimosa! Adoraria ler!!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Uauuu Elis!
    Ainda não conheço a escrita dessa autora, mas todas as resenhas que li dessa série me cativaram...
    E sabendo agora que o Final Simplesmente é Maravilhoso!
    Já vou colocar aqui na minha Listinha...e assim que eu terminar os livros que são as minhas metas para esse ano...vou começar a ler.
    Adorei...curto um romance de época que tem alguém que foge um pouco disso, kkkk, das regras e tal...

    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  6. Como eu adoro ler livros do gênero romance de época, quero muito ler a Série Os Bedwyns, a cada resenha que leio dos livros da série, fico mais ansiosa para começar a ler, pena que ainda não tenho os livros.

    ResponderExcluir
  7. Já li muitas resenhas sobre essa série, queria acompanhar.
    Mesmo não conhecendo eu torço por Wulfric e Christine hahaha
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Elis!
    Tão bom ver um livro que estávamos curiosos para ler, ser ainda melhor do que esperávamos.
    E melhor ver que os protagonistas parecem com os protagonista de Orgulho e Preconceito,festa do estica e puxa...kkk
    Gostaria de ler e gostaria também de entender porque essas escritoras de romances de época vão buscar nomes esquisitos para seus protagonistas.
    Wulfric, fala sério.
    “A solidão é a mãe da sabedoria.” (Laurence Sterne)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Elis.
    Fiquei muito feliz em saber que você desfrutar da Leitura É uma pena que essa série não funcionou para mim já que tentei ler o primeiro livro e não me apeguei os personagens acabei desisitindo da série, Eu também adoro quando os personagens do livro anterior aparece nos livros seguintes da série e isso faz nós diretores matar um pouco a saudade que fica dos personagens em fim estou imensamente feliz que você curtiu a serie Espero que um dia eu consiga desfrutar da leitura.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, vou entrar na conversa sem ser chamada rs.Os primeiros capítulos do primeiro livro, achei meio devagar, mas depois de insistir, Meo Feos, que maravilha. Todos os livros fazem menção de todos os personagens, principalmente o quarto que no final se interliga com final do terceiro. Amei. To louca pra ler o livro do Duque.

      Excluir
    2. Marlene, o primeiro livro também não me agradou no início, achei o Aidan um pouco frio, mas no final já estava apaixonada por ele e pela história, que pena que não funcionou para você.

      Mirlene, você é bem vinda a comentar sempre que quiser!

      Beijos pras duas :)

      Excluir
  10. Olá Elis ;)
    Eu AMO demais romances de época, e tenho até o 3 livro dessa série, mas ainda não consegui ler por falta de tempo, já que a lista de leitura é enorme! kkkk
    Adoro essas séries que contam a história de irmãos, e que bom saber que você amou o livroe a série!
    Espero começar a leitura do 1 em breve!
    Bjos

    ResponderExcluir
  11. como não se apaixonar pela história, né?
    que romance bom demais, Wulfric e Christine combinaram, eles tão diferentes, mas tão bem juntos
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá Elis! Logo quando comecei a ler essa série já fiquei ansiosa pra chega no livro Wulfric, amei todos os livro e essa série foi pra lista de favoritas, esse livro fechou com chave de ouro a saga dessa família.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li nenhum livro da série, que bom que terminou de uma forma que agrada a série, as vezes nos decepcionamos, achei legal todos da família aparecem nesse volume, deve ser uma historia gostosa de ler e divertida, quando os personagens não se dão bem no começo é risada na certa rs. Gostei da personagem parece ser uma fofa e com seu jeitinho acabou domando o Wulfric.

    ResponderExcluir
  14. Olá Elis!!
    Infelismente nunca li essa série mas já li várias resenhas e adoraria ter esses livros em minha coleção. Adoro livros de época e se tiver um duque fico mais entusiasmada ainda. Espero conferir essa série em breve. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Estou bem curiosa em relação a essa série.
    Todos os livros e suas devidas histórias, parecem serem bem delicinhas.
    Com personagens bem cativantes e envolventes <3
    Sou completamente apaixonada por romances de época e mal vejo a hora de conhecer a escrita da autora.
    Esse último volume parece ter conseguido dar um desfecho bacana pra série!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  16. Oi Elis!
    Que bom que essa série terminou da melhor forma! Estou dando uma parada em séries de época por enquanto. Eu acho que as séries de época deviam retratar as histórias de amor da mulheres negras também. Pouco é sabido disso, infelizmente. E o pior é saber que esse tipo de história não é "lucrativa". Essa falta de representatividade me incomoda um pouco, por isso sei uma parada nas séries de época. Mas como essa série tem muita elogios, talvez no futuro eu dê um chance.
    Bjus

    ResponderExcluir
  17. Oi, Elis!!
    Sou apaixonada por romances de época mais é uma pena que ainda não consegui ler nenhum dos livros dessa Série Os Bedwyns. Mas quero muito!!
    Bjoss

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!