[Resenha] Mestre das Chamas

Mestre das Chamas - Joe Hill

Mestre das Chamas - Joe Hill
Sinopse - Editora Arqueiro - 2017 - 592 páginas


Joe Hill volta à cena em plena forma para nos mostrar que “terror são os outros” e diante de um mundo em combustão, a lógica é temer mais os vivos que os mortos; sai do lugar comum do mais antigo medo da humanidade em torno do sobrenatural e mergulha no terror psicológico, trazendo à tona o mal em sua forma mais primitiva sob a máscara do instinto de sobrevivência.

“Era surpreendente quanta fumaça um corpo humano era capaz de soltar ao ser engolfado pelas chamas.”

Ambientado na Costa Leste Americana, o thriller acompanha a jornada da cativante protagonista Harper Grayson, uma enfermeira que atuava em uma escola infantil quando a pandemia global de combustão humana se alastrou, sob seu olhar observamos o desenrolar dos fatos, a impotência dos portadores, a separação de famílias, a exclusão. A autêntica empatia que Harper tem pelas pessoas, sua sensibilidade, otimismo e paixão por musicais hollywoodianos e sua inspiração em “Mary Poppyns” fazem dela nossa queridinha favorita, que nos fisga na primeira página, torcemos por ela até a última linha.

Dividido em nove livros, o romance segue o ritmo do esporo, ou seja, do frio ao incandescente. Já no livro 1, entram em cena personagens que permanecem até o final lado a lado com Harper, como a maravilhosa Renée, Nick, o abominável Jacob e o estonteante John Rookwood, “o Bombeiro”. Os livros são nomeados assim: 1. Portadores, 2. Deixe sua fraca luz brilhar, 3. Falando no diabo, 4. Homem de Marlboro, 5. Prisioneiros, 6. Fênix, 7. Não existe flecha reta, 8. A queda, 9. O carro.

Apartir do livro 2, adentramos à Colônia Wyndham quando a família Storey entra na vida de Harper e três fantásticas figuras femininas merecem destaque: Allie, Carol e Sarah Storey. Allie tem o tônus da Victoria, de Nosferatu, Carol é a pregadora de uma fé cega com cara de nova era e trará o conflito antagônico feminino da trama com reviravoltas imprevisíveis e Sarah é UAU!

“A colônia estava se dividindo, orgânica e naturalmente, em quem “fazia parte”... e quem constituía uma ameaça.”

Harper está gravida e atravessa o pior inverno de sua vida, quer ajudar as pessoas mas tem que proteger seu filho, tolera algumas coisas, refuta outras, faz descobertas, guarda segredos e apaixona-se, em constante conflito amadurece e torna-se uma mulher forte, corajosa, mas sobretudo humana.

Se até o livro 5 a trama desenvolve-se sob o aspecto da natureza humana repleta de DRs, tititis, e conspirações egóicas, característica da vida em comunidade, entretanto, a proximidade real da ameaça dos esquadrões de cremação da Colônia mudará todo contexto adotado sobre ordem e direito. O paraíso será profanado, partidos serão tomados, e o preço será uma batalha campal épica.

Quanto aos antagonistas, é mister destacar o grau de sordidez e maldade do famigerado “Homem de Marlboro” e a degradação mental de Jacob.

Agora um aparte para John Rookwood: divertido, carismático, o salvador, o herói que sempre chega na hora exata para salvar a mocinha em perigo, ele é fogo puro, controla as chamas, O mestre das chamas, hahaha! Mas a mocinha também vai salvar ele várias vezes, principalmente do passado.

E o que dizer do cenário apocalíptico a partir do livro 9? Parece que entramos em outro mundo, em outra história, num efeito de inocência perdida, é quase como se pudéssemos tocar as cinzas do que restou do mundo, Harper, John, Renée, Allie e Nick resistem, persistem, o amor os une, a esperança lhes dá a força para enfrentar novos desafios eletrizantes, sentirão pela primeira vez tanto a exclusão quanto a gentileza que sobrepõe o medo.

Enfim, junta-se a toda essa fascinante aventura um rico conteúdo de cultura pop, repleto de referências como essa, para relembrar o primeiro encontro de Harper e John:

“Você está brilhando – falou. - Está cantando a música de que eu mais gosto no mundo e reluzindo feito um diamante num anel de noivado.”

“Você e eu... que tal?”

You and me... how about it?
[Romeo and Juliet], Dire Straits.

Genial, épico e inesquecível.

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Arqueiro.
Participe do Top Comentarista de Julho e concorra a um exemplar de Mestre das Chamas:

 Top Comentarista de Julho *só Resenhas*

Aguardamos seus comentários! By.:.

11 comentários

  1. Mulher, esse livro combinou perfeitamente com seu blog... Nunca vi algo tão perfeito! ♥
    Estou lendo e apaixonada. Terminando o livro 1. Ódio de Jakob e amor por Harper.



    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nada do autor, mas sempre fico com vontade quando vejo um livro novo, principalmente sabendo de quem ele é filho, né? Achei legal essa história ser dividida em nove livros, deixou o livro ainda mais interessante. Também fiquei curiosa para saber como o autor conseguiu interligar todas essas histórias a Harper e como será o desfecho desse momento apocalíptico. Quero muito ler!!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  3. A capa é bem bonita e creio que seja coerente com o contexto. A obra também é bem original, misturando distopia com uma aura sobrenatural. Tenho pavor de fogo e sei que vou ter arrepios com as descrições das cenas, mas é uma leitura que estou bastante ansiosa para fazer e quero que seja em breve!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. nunca li nada dele, mas sua resenha foi intrigante, eu fiquei bem curiosa nesse universo apocalitico
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Eu ainda não tive o prazer de ler nada do autor, mas pretendo, pois tenho um livro dele na estante. Amei essa capa e a premissa me deixou com grande expectativa!
    Sua resenha está excelente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Já li um livro do autor e gostei muito e quero ler esse essa capa chama a atenção e achei a historia diferente e fiquei curiosa com o desenrolar da trama em como vão resolver essa combustão e que caos deve ter se tornado o local. E que personagem a Harper já fiquei conquistada por ela sem nem ler toda a historia rs.

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu já ouvi muitos elogios ao autor e por conta disso fiquei muito curioso para ler Mestre das Chamas, ainda mais quando descobri que há vários referências interessantes. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Rosem!
    Gostei de saber que há muita avaliação psicológica no início do livro, das relações, para depois entrar no cenários apocalíptico e nas aventuras propriamente ditas com a união de alguns personagens e a maldade de outros tantos.
    Muito curiosa em poder apreciar a leitura.
    Uma semana esplendorosa!
    “O amor é a única loucura de um sábio e a única sabedoria de um tolo.” (William Shakespeare)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Confesso que a capa deste livro me chamou muito a atenção e o enredo também me pareceu ser bom.
    Fiquei curiosa para ler.
    Faz tempo que quero ler um livro deste autor e quem sabe eu começo por este.

    ResponderExcluir
  10. Estou doida pra ler esse livro, gosto muito da escrita do Joe Hill, curto muito um Thriller, essa é a primeira resenha que leio dele e me deixou ainda mais curiosa em conferi isso tudo que foi dito aqui.

    ResponderExcluir
  11. Oi! Nunca li nada desse autor, mas logo que vi a sinopse do livro aq do top comentarista fui correndo colocar na minha lista de desejados! Já li algumas outras resenhas e to mega curiosa pra saber mais sobre essa doença e sobre como vai ficar o mundo depois de tudo oq aconteceu. Beijoss

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!