[Resenha] Fortaleza Impossível

Fortaleza Impossível - Jason Rekulak

Fortaleza Impossível - Jason Rekulak
Sinopse - Editora Arqueiro - 2017 - 272 páginas


A história de “Fortaleza Impossível” se passa em 1987, seu protagonista Billy Marvin é um adolescente que adora jogos de computadores e, mais do que jogar, gosta de programar e criar videogames. Sua melhor obra é “Fortaleza Impossível”, um jogo de pular e escalar, onde o objetivo do jogador é libertar uma princesa que está presa em uma fortaleza, enfrentando diversos obstáculos pelo caminho.

Clark e Alf, os dois melhores amigos de Billy, estão loucos para conseguir a edição de maio da revista Playboy, mas como não têm idade suficiente para comprá-la, elaboram planos absurdos a fim de conseguir um exemplar. Isso inclui uma tentativa de roubo, onde Billy fica responsável por conseguir a senha do alarme da loja do Zelinsky, pra que o plano dê certo.

O problema é que numa das visitas à loja, Billy faz amizade com Mary, a filha de Zelinsky, porque ela entende de programação. Billy e Mary começam a trabalhar com afinco no jogo de Billy, que está muito lento, e tentam passar uma parte do jogo para a linguagem de máquina, pois um concurso se aproxima e os dois pretendem vencê-lo. Conseguirá Billy manter-se fiel aos amigos e, ao mesmo tempo, preservar a nova amizade com Mary, sem trair nenhum dos lados?

“Fortaleza Impossível” apresenta muitas referências dos anos 80. Se você não estava vivo naquela época (como eu), talvez não entenda todos os termos usados, mas é muito legal para os fãs dessa década (eu gosto bastante) e para quem curtiu bons momentos naquele tempo e com certeza sentirá nostalgia ao ler. O autor explorou diferentes ambientações e não focou a história inteira num lugar só, teve cenas da escola de Billy (sala do diretor, de aula e de informática), na loja do Zelinsky e na escola de Mary (um cenário com uma floresta)!

Billy é um personagem que se transforma durante o livro, seus erros o fazem ver que é necessário mudar e a pessoa que ele se torna é alguém bem melhor, adorei acompanhar essa jornada! Também gostei muito da Mary, foi legal ter uma personagem feminina tão importante para a história, ela é uma menina bem determinada, madura e ajuda muito o Billy com seu jogo. Os amigos de Billy possuem bastante influência sobre ele, eles são meio babacas em alguns momentos, mas mostram que também podem ser ótimas pessoas quando se trata de amizade.

Fiquei impressionada com e evolução da narrativa, a segunda metade do livro é disparadamente melhor que o início, não dá vontade de se desgrudar da história. O enredo possui uma aventura super empolgante e revelações inesperadas, surpreendentes! Gostei muito da leitura, da temática e do desenvolvimento dos personagens, além do final, que me agradou bastante.



Essa leitura foi uma cortesia da Editora Arqueiro
Aguardamos seus comentários! Beijos programados...

7 comentários

  1. Bom, acredito que eu vá ser uma das pessoas que ficará nostálgica com essa leitura. kkkk Eu vivi nos anos 80. :)
    Gostei muito da resenha. Mesmo não entendendo muito de jogos de video game atuais, acredito que se passando na década de 80 ficará mais acessível para mim.
    Vou levar essa dica e ler esse livro sim.

    bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Sam.
    Eu não vive nos anos 80, então acredito que irei boiar um pouco em relação a essa referências, mas enfim, eu adorei a premissa do livro, confesso que não sou muito ligada a esse mundo de jogos e tudo mais, porém estou disposta a arriscar e conhecer a obra com toda certeza.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Sam!
    Fiquei bem dividida quanto a ler ou não esse livro.
    É que 'voltar' aos anos 80 seria ótimo, já que foi a fase da mminha adolescência, agora esse lance dos jogos e computador, além do amigo idiota que só faz besteiras, não me deixou muito empolgada não...
    Desejo uma ótima semana de luz e paz!!
    “É prova de inteligência saber ocultar a nossa inteligência.” (François La Rochefoucauld)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Sam, não é muito meu estilo, mas a resenha esta bem elogiosa e deu uma curiosidade!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Desde que vi o lançamento fiquei em duvida se faria a leitura.
    Parece ser uma trama bem legal, mas não é muito meu estilo de leitura essa coisa de jogos mas achei legal ser bem dos anos 80.

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha, principalmente que eu vivi otimos momentos nos anos 80, na adolescencia daquela epoca as coisas eram bem diferentes, enfim vou adorar ler e quem sabe me transportar novamente para aquela epoca, espero me identificar e torço para que a historia nao seja muuuuito infanto. bacana

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sam!!
    Que legal a estória desse livro!! Achei bem interessante a estória se passar nos anos 80!! Adoro conhecer coisas novas e sem dúvida esse livro vai passar muitas coisas!! Amei a indicação!!
    Bjos

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!