[Resenha + Vasculhando] O Escorregador de Gelo

O Escorregador de Gelo - Lemony Snicket

O Escorregador de Gelo - Lemony Snicket
Desventuras em Série - Livro 10
Sinopse - Editora Seguinte - 2004 - 280 páginas


“Escorregador de Gelo” é o décimo volume de “Desventuras em Série”, a série onde a maior parte do tempo os órfãos Baudelaire estão em perigo, causado por algum plano do malvado Conde Olaf, e numa pequena parte do tempo se deparam com algum momento de felicidade, logo substituído por mais uma desgraça.

Neste livro, Klaus e Violet estão na Montanha de Mão-Morta, caindo montanha abaixo dentro de um trailer desgovernado e Sunny está nas mãos de Conde Olaf, Esmé e outros membros da trupe do vilão, que viajam montanha acima para encontrar e destruir a base secreta de operações da CSC, a organização mais secreta e misteriosa que eu já vi, da qual não sei quase nada, só que é muito importante nesta série.

Com Sunny em suas mãos e acreditando que Klaus Violet morreram na queda da montanha, Olaf acha que está com uma fortuna garantida, ele não pode matar ou machucar Sunny pois precisa dela, mas a obriga a trabalhar como sua empregada, cozinhando quase sem recursos e limpando (como no primeiro volume). Enquanto isso Klaus Violet (que são inteligentes demais para morrer num plano de Olaf), reencontram antigos não-amigos e um novo personagem surge na história para deixá-la mais interessante e ajudar os irmãos a reencontrar a caçula da família e descobrir mais pistas sobre os pais.

Muita coisa é revelada novamente nesse livro (o que achei até estranho), mas ainda falta descobrirmos diversas coisas. Os volumes da série estão sendo bem diferentes agora, sinto falta dos tutores dos Baudelaire, da troca de casa a cada livro e dos disfarces de Olaf, mas esse ar de mistério e as novas aventuras são ainda mais empolgantes.

Acredito que o ponto mais legal desse livro foi quando Lemony Snicket (nosso autor e personagem da história) alegou que não sabe tudo o que aconteceu na vida dos Baudelaire (ou seja, existem coisas que nunca saberemos que fim deu) e que não vai contar tudo o que aconteceu, pois há momentos que pertencem somente aos personagens.

Outra parte muito interessante foi quando o autor nos aproximou o máximo possível do mistério CSC (só para nos afastar ainda mais depois), falando um pouco de todas as pessoas incríveis que fizeram parte dessa organização e que os Baudelaire jamais conhecerão, pois tiveram um fim trágico.

Ah, um momento que eu estava esperando desde o primeiro volume finalmente aconteceu! Sunny não é mais um bebê, agora é uma criança muuuuito esperta e determinada!

Embora o autor nos diga para não ler seus livros, é impossível obedecer e ainda mais impossível não ficar ansiosa para o próximo volume. Recomendo demais essa série!

Desventuras em Série


11. A Gruta Gorgônea
12. O Penúltimo Perigo
13. O Fim

Vasculhando em quotes


Vasculhando em quotes se trata de vasculhar um livro e separar quotes relativos a alguns assuntos (sem spoilers), para dar a vocês uma noção do clima da história através dos detalhes - aparentemente superficiais - que fazem toda a diferença no contexto geral.

Culinária


“Klaus lembrou-se de que ela desenvolvera uma receita de chocolate quente e ajudara a preparar uma sopa deliciosa que todos saborearam.”

“(...) foi desgastante para Violet e Klaus virar o rosto e erguer rapidamente a máscara para enfiar os marshmallows na boca antes que alguém os reconhecesse.”

“Embora houvesse uma variedade de alimentos roubados do parque de diversões por Olaf, nenhum deles estava em condições para se transformar em um bom café-da-manhã.”

“Quando Sunny voltou, ostentava um sorriso triunfante e um grande saco de cogumelos, uma lata de castanhas d’água e uma enorme berinjela.”

Transporte


“O trailer despencava montanha abaixo, sem que os órfãos pudessem controlar ou interromper a queda (...)”

Moda


“Vista um casaco. (...) Está frio aqui fora, e é provável que fica ainda pior. Se estivermos certos, a base de operações fica numa região muito alta das montanhas.”

“(...) tio Bruce, provavelmente – usava um feio casaco xadrez e segurava um charuto. Sentados de frente para ele, havia alguém com um suéter de lã cheio de bolsos e os Escoteiros da Neve com seus uniformes brancos e brilhantes, com zíperes na frente e diferentes emblemas de flocos de neve bordados ao longo das mangas compridas e bufantes.”

“Estavam interessados nas máscaras escuras e redondas que cobriam os rostos dos escoteiros.”

“O vestido era feito de camadas e camadas de tecido brilhante, amarelo, laranja e vermelho, cortadas em formas triangulares de tal modo que cada camada parecia penetrar na seguinte.”

Cenário


“Viram-se diante do que parecia ser um vasto campo coberto por uma plantação preta e arruinada em um vale tão frio e ventoso quanto o seu nome.”

Essa leitura foi uma cortesia da Editora Seguinte.
Aguardamos seus comentários! Beijos gelados...

Um comentário

  1. Sam!
    Chocada aqui...
    Como esse bandido/vilão do conde Olaf, ousa sequestrar a pequena e linda Sunny e torná-la sua 'escrava'? Tão pequenina... O bom é que a danadinha é sabida e inteligente, né?
    Mesmo separados, a maturidade das crianças se sobressai e isso é tão reconfortante, porque mesmo sabendo de suas desventuras, temos certeza que eles conseguirão vencer o Conde Olaf.
    Genial!
    Uma semaninha abençoada na paz do Senhor !
    “Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.” (Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!