[Resenha] O Dueto Sombrio

O Dueto Sombrio - Victoria Schwab

O Dueto Sombrio - Victoria Schwab
Duologia Monstros da Violência - Livro 02
Sinopse - Editora Seguinte - 2018 - 448 páginas



“O Dueto Sombrio” é o segundo volume da Duologia “Monstros da Violência”, uma obra de Fantasia Urbana onde atos de violência geram monstros. No primeiro livro, “A Melodia Feroz” (resenha aqui), quando a frágil trégua que sustentava a paz entre a cidade do Norte e do Sul despedaçou-se, derrubou consigo o sistema que mantinha os monstros mais ou menos sobre controle.

Após tudo o que enfrentaram juntos, Kate e August desenvolveram um forte laço de confiança e lealdade, mas em “O Dueto Sombrio”, precisam separar-se provisoriamente, para juntar os cacos de si mesmos e enfrentar as consequências de atos causados pelo fanatismo de alguns, a ganância de outros e pela violência de muitos.

Assim encontramos Kate transformada, ela agora é uma caçadora de monstros em Prosperidade e faz parte de um grupo denominado os Guardiões. Enquanto isso, em Veracidade, August se vê obrigado a liderar a FTF, que recrutou toda a cidade do Sul e os sobreviventes que migraram do Norte para lutar contra os monstros que ameaçam dominar o Sul, assim como fizeram com o Norte.

Entretanto, além dos Sunais (monstros que se alimentam de carne e ossos humanos), dos Malchais (monstros que se alimentam de sangue), de seu líder Sloan, sua comparsa Alice e suas tropas de Garras (humanos leais aos malchais que cometem crimes violentos a seu comando, gerando mais monstros a cada dia), uma nova e terrível ameaça está à espreita em Veracidade, um monstro Devorador de Caos, um inimigo que coloca Kate e August lutando lado a lado novamente.

Mas se a luta pela sobrevivência é tamanha, a luta pela sanidade é maior ainda. Diversos são os conflitos internos de Kate August, as duas vozes que se sobrepõem na narrativa em terceira pessoa escolhida por Victoria Schwab. Se os monstros do mundo são terríveis, nossos monstros internos podem ser piores e é nessa premissa que a autora apoia a construção de seus personagens no decorrer do livro.

Durante toda a leitura torci por Kate August como casal, essa “humana” e esse “monstro” ficam lindos juntos e se completam como poucos. Contudo, torci especialmente para os dois enquanto individualidades, para que tivessem a força necessária para lutar e não sucumbir às trevas. Utilizando o recurso da fantasia, a autora nos mostra que não importa o nosso DNA, nossa criação ou formação, são nossos atos que dizem quem realmente somos.

Outro elemento que me marcou demais nesse livro, foi o forte paralelo que pude traçar entre a história e o nosso mundo real, com a violência que atualmente permeia tudo. Como manter a violência afastada de nossas almas quando ela está por toda parte? Como alcançar e manter a paz interior quando temos que lutar pelo nosso espaço e por nossas vidas o tempo todo? Senti muita empatia por Kate, August e todos em Veracidade, e isso tornou a leitura super especial.

Adorei e recomendo!

Duologia Monstros da Violência





Essa leitura foi uma cortesia do Grupo Companhia das Letras.
Aguardamos seus comentários! Beijos...

10 comentários

  1. Oi Elis.
    Eu nao conheço a duologias mas já ouvi e li muitos comentarios positivos sobre ela. Gosto de fantasia, entao ja entrou pra minha lista, fico ainda mais feliz q é uma duologia, q os peronsgens seguem caminhos diferentes para cumprir sua jornada (nao fica um dependendo do outro), q amadurecem e se "entendem" como pessoas. Espero fazer parte desse grupo q ama essa duologia, e entender o pq a cada "maldade" um monstro surge.

    Bjss

    ResponderExcluir
  2. Desde que li uma resenha sobre este o primeiro livro, estou super curiosa.
    Nunca li nada da autora, mas como amo fantasia e toda essa coisa de monstros que ela criou realmente me encantou.
    Achei bem legal o paralelo que podemos traçar entre o livro e o mundo real, isso é ótimo para nos fazer pensar.
    Adorei a resenha!
    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  3. Eu já namoro esses dois a horas. Na verdade prefiro não ler a resenha nem comentários sobre O dueto sombrio por medo de conter spoiler, o que seria normal e também por acreditar que não vou entender a historia. Mas estão na minha lista de desejados com certeza.
    na verdade já li tantos comentários divergentes sobre o A melodia feroz que só lendo mesmo para eu tirar minha conclusões se é bom ou não.

    ResponderExcluir
  4. acompanho os livros pelas resenhas e apesar de um enredo interessante não é o tipo de livro que estou buscando no momento

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/2018/07/resenha-luz-que-perdemos.html

    ResponderExcluir
  5. Li várias resenhas do primeiro livro e todas muito positivas. Gostei bastante da sinopse e o segundo parece ser tão bom quanto. Ultimamente estou fugindo de séries e trilogias, mas duologia acho mais fácil eu me arriscar.

    ResponderExcluir
  6. Elis!
    Já tinha comentado aqui, não sei porque não apareceu...
    Não li o primeiro, nem esse, mas vejo sempre bons comentários e pelo visto, você gostou também, menos do final.
    E ainda teve o fato da repetição.
    Quando o enredo é inteligente e a escrita fluida, facilita muito a leitura, mesmo que a tenha decepcionado...
    Bom final de semana!
    “A consciência é o melhor livro de moral e o que menos se consulta.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy!
      Acho que você está confundindo com a resenha de outra pessoa, eu não falei na minha resenha sobre o final nem sobre repetição.
      Bjs!

      Excluir
  7. Eu ainda não li o primeiro livro, mas tenho bastante vontade de ler ele. Eu lembro que logo que ele foi lançado, tinha bastante gente comentando sobre o livro. E parece que esse segundo livro também é muito bom! Essa premissa que a autora criou é incrível! E acho que vou me apaixonar pelos personagens, e também torcer por esse casal. Já está na minha listinha =D
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  8. Oi, Elis!!
    Gostei bastante da resenha e adoro livros de fantasia que tem seres misticos!! Mas não queria encontrar esses monstros, não!! Estou louca para comprar esse segundo livro da duologia, pois tenho o primeiro só estou esperando adquirir o segundo para devorar essa história.
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Essa sequência é muito boa, mas não chega nem ao pés da experiência de ler o primeiro livro, que pra mim foi tão mágico e com uma mitologia que nunca tinha lido algo parecido. A autora arrasou no primeiro, mas errou a mão no segundo.

    ResponderExcluir

Esse espaço também é seu!
Vou adorar saber a sua opinião passional :)
Seu comentário será publicado em no máximo 24 horas.
Beijos!